16/08/2007

FESTA EMOCIONANTE CELEBRA LIBERTADORES

Uma festa carregada de muita emoção comemorou o primeiro aniversário da conquista da Copa Libertadores da América na noite desta quinta-feira no Centro de Eventos Beira-Rio. Com a presença dos heróis do título, cerca de mil colorados compareceram no evento que teve transmissão ao vivo pela Internet pelo site oficial do clube. O capitão Fernandão, em seu discurso, não conteve a emoção e chorou.


Jogadores, comissão técnica e dirigentes celebram aniversário da conquista da América

A festa que teve a coordenação do vice-presidente de Comunicação Social, Gelson Pires, e sua equipe teve a presença de dirigentes, conselheiros, integrantes da comissão técnica, funcionários, jogadores e muitos torcedores. O cenário foi decorado com muitos balões vermelho e branco, além de uma estrela amarela, que simbolizava a conquista do título da Libertadores em 16 de agosto de 2006. Na entrada do local, uma réplica gigante da taça da Libertadores estava exposta.


Técnico Abel Braga (D) chega è festa organizada pelo vice-presidente de Comunicação Social Gelson Pires (E) e sua equipe

O capitão Fernandão, ao chegar, foi logo cercado por dezenas de colorados que queriam um autógrafo ou foto. Solícito, o meia-atacante atendeu a todos com a maior simpatia. Aos poucos os heróis da conquista foram chegando: Iarley, Renan, Ceará, Abel Braga, além de integrantes da comissão técnica. O ex-presidente Fernando Carvalho foi aplaudido quando apareceu no salão de festas pela primeira vez. ?É um título que é motivo de orgulho para todos os colorados. Esta data não vai ser esquecida jamais por nós?, afirmou Carvalho, na chegada.


Fernandão concede autógrafos no Centro de Eventos Beira-Rio

O presidente Vitorio Piffero foi o primeiro a ser entrevistado pelo jornalista Rogério Amaral durante a transmissão ao vivo pelo site do Inter. ?É um título que deu início a uma nova fase no nosso clube?, saudou Piffero, que foi o vice-presidente de futebol durante a campanha vitoriosa da Libertadores 2006. Por volta das 21h40min, horário no qual a partida começou um ano atrás, um grande foguetório começou no Beira-Rio. Era a senha para o início da cerimônia. 


Carvalho (D) concede entrevista para Rogério Amaral ao vivo

O jornalista e conselheiro colorado Felipe Vieira foi o mestre de cerimônias e apresentou o evento. Em seguida, a banda Maria do Relento apresentou o hino rio-grandense, além de músicas do CD Ataque Colorado, que contém canções sobre o time colorado. Em coro, todos os participantes cantaram o tradicional ?Colorado, colorado, nada vai nos separar, somos todos teus seguidores, para sempre eu vou te amar?.


Presidente Piffero exibe a camisa comemorativa ao aniversário da conquista da Libertadores

Na seqüência do evento, os gols da campanha do Inter na Libertadores foram apresentados nos telões. A torcida vibrou especialmente com o golaço de Rentería, diante do Nacional, em Montevidéu, e os gols das finais diante do São Paulo no Morumbi e no Beira-Rio. Depois do hino do Inter, foi a vez do ex-presidente Fernando Carvalho discursar. ?Estão dizendo que estamos comemorando demais a Libertadores. Pois tem gente aqui ao lado que comemora título da Segunda Divisão e ainda vira DVD?, disse Carvalho, arrancando gargalhadas de todos. O dirigente que presidiu o clube em 2006 terminou sua participação dizendo que ?naquele dia saímos do Beira-Rio para entrar na história. História essa que está sendo celebrada hoje.?

Em seguida, o presidente Vitorio Piffero começou a sua exposição. Carregado com uma camiseta comemorativa ao aniversário da conquista e que já contém o novo símbolo colorado que celebra a Tríplice Coroa, o dirigente afirmou que ?ninguém tem o título da Tríplice Coroa. Só o Inter.? Depois, o presidente aproveitou para mandar um recado aos rivais. ?O nosso luminoso é o correto. Somos campeões do mundo. Tem outros mentirosos por aí. Não sei se é caso de Procom isso?, ironizou.


Consolado por Iarley (D) e Renan (C), Fernandão chora pela homenagem

Foi a vez então de os jogadores subirem ao palco ao lado do técnico Abel Braga. Estiveram presentes Fernandão, Renan, Iarley e Ceará. Abel foi o primeiro a falar. ?O Inter é um grande clube mundial de corpo e alma. Estamos aí e vamos tentar a conquista mais um vez?, disse Abel. Quando Fernandão iria começar a falar, a torcida começou a gritar ?Uh, terror, Fernandão é matador?. O capitão afirmou que ?tive o privilégio de ter sido o capitão da conquista.?

Ao iniciar um agradecimento a Fernando Carvalho por ter o contratado, Fernandão não conteve a emoção e passou a chorar. A torcida se emocionou e muitos choraram junto. Abel pegou o microfone e disse que ?aquilo era orgulho de ser parte do clube e também o sentimento de quem está com muita vontade de ajudar os companheiros, mas nesse momento não pode.? A referência é ao fato de que Fernandão está lesionado. O capitão, porém, deve retornar ao time em 10 dias.

Por fim, Iarley e Ceará falaram também e foram bastante aplaudidos. Abel ainda chamou os integrantes da comissão técnica e funcionários presentes e todos foram ao palco cantar o hino colorado, concluindo uma grande noite de celebração e emoção.

Fotos: Alexandre Lops


Outras notícias
Loja Virtual