12/08/2007

TORCIDA COMEMORA REENCONTRO COM ABEL BRAGA NO BEIRA-RIO

O jogo contra o Goiás marcou o reencontro do técnico Abel Braga com o torcedor colorado. Logo na entrada em campo, o treinador campeão da Libertadores e do Mundial FIFA foi saudado com a torcida gritando seu nome. Na arquibancada inferior, estava pendurada uma faixa com os dizeres ?Abelão 2008 no Japão?, mostrando confiança no futuro com Abel. 


Torcedor se expressou através da faixas nas arquibancadas

Quando a partida começou, o técnico mostrou o mesmo comportamento inquieto à beira do campo que o caracterizou em suas quatro passagens anteriores pelo Inter. Durante o primeiro tempo, no qual o Inter pressionou e criou várias oportunidades, Abel lamentava abrindo os braços e balançando a cabeça a cada chance desperdiçada.

Em um momento o comandante colorado relembrou seus tempos de jogador. Quando a bola saiu de campo e veio em direção ao treinador, enquadrou o corpo e tocou com categoria, de primeira, com o lado do pé, para que Alex fizesse a cobrança do lateral. A torcida reagiu imediatamente aplaudindo o técnico.

O próprio Alex e o zagueiro Marcão, que atuaram do lado esquerdo, ao lado da casamata colorada, foram os que mais ouviram orientações durante a primeira etapa. Sempre de pé, no limite da área técnica (o que causou duas advertências da arbitragem), Abel corrigia o posicionamento de seus jogadores chamando-os aos berros e gesticulando muito.


Abel conversa com o volante Wellington Monteiro à beira do gramado

O treinador saiu de campo para o intervalo insatisfeito com o resultado, mas feliz com a atuação da equipe. ?Foi muito bom. É só caprichar um pouco mais nas tabelas e no último passe para chegar ao gol. O resultado é injusto?, falou Abel antes de entrar no vestiário.

Logo no início do segundo tempo, Alex cruzou e Adriano cabeceou para abrir o marcador. Abel comemorou muito, balançando os braços e gritando olhando para o céu. Quando o autor do gol olhou para o treinador, Abel aplaudiu o jogador, que ainda não havia trabalhado com o técnico campeão do mundo.

Uma interrupção na partida para atendimento de um jogador do Goiás foi a senha para que a torcida reconhecesse a volta do treinador mais uma vez. Assim como no início da partida, o estádio inteiro gritou o nome de Abel. O técnico reagiu com um discreto aceno de mão, para depois voltar aos gritos de orientação aos atletas.


Abel abraça Guiñazu no final do jogo

Quando pela segunda vez um ataque do Inter foi anulado por impedimento, Abel imediatamente perguntou para um repórter se o atacante Adriano estava impedido. Diante da resposta positiva, Abel questionou sobre o lance anterior. A segunda resposta positiva tranqüilizou momentaneamente o treinador. 

Até o final da partida, Abel mostrou muito nervosismo. Em várias oportunidades, o técnico se virava para o médico Carlos Poisl perguntando quantos minutos se passaram. Nos últimos instantes do jogo, o treinador mostrou irritação com uma falta perigosa marcada contra o Inter. ?O cara não fez a falta!?, gritou Abel várias vezes.

Minutos após a cobrança, o árbitro Héber Roberto Lopes encerrou a partida. Abel ergueu os braços, apontando para o céu e agradecendo pela vitória em sua volta. A torcida comemorou aos gritos de ?o Abel voltou!?, enquanto o treinador abraçava seus comandados e se dirigia para o vestiário para celebrar mais uma vitória do Internacional.

Fotos: Alexandre Lops


Outras notícias
Loja Virtual