29/07/2007

CINCO GOLS DE CINCO JOGADORES DIFERENTES

Por Alexandre Corrêa (textos) e
Alexandre Lops (fotos)
Enviados especiais/Recife

A goleada sobre o Sport no Recife foi construída pela grande força coletiva da equipe. Os cinco gols marcados foram de cinco jogadores diferentes (Pinga, Índio, Iarley, Alex e Adriano). Todos os setores da equipe contribuíram para os gols. E até as opções no banco foram eficientes, como foi o caso de Adriano que entrou na etapa final e marcou o seu quarto gol na competição.


Pinga abriu a goleada no Recife com um gol olímpico

Difícil foi escolher o melhor jogador em campo na partida. Todos os jogadores foram eficientes. Na defesa, Hidalgo como líbero e principalmente os stoppers Índio e Marcão anularam o rápido ataque pernambucano formado por Carlinhos Bala e Weldon. Os alas Granja (depois Jonas) e Alex também cumpriram bem suas funções táticas. E Alex ainda marcou um golaço, driblando o goleiro e chutando no alto. Gol muito parecido com o que ele marcou diante do Flamengo, no Maracanã.


Índio (D) está marcando o segundo gol


Iarley fez 3 a 1 para o Inter no final do primeiro tempo

No meio-campo, Edinho, Magal e Pinga foram brilhantes na marcação e articulação. Pinga participou dos dois primeiros gols, em cobranças de escanteios perfeitas. Na primeira fez gol olímpico. Na segunda colocou a bola na cabeça de Índio. No ataque, Christian, se não marcou gol, foi fundamental na distribuição de bolas para os companheiros. O centroavante deu o passe perfeito para o gol de Iarley, o terceiro da equipe. O próprio Iarley infernizou a defesa do Sport o tempo todo. Além de marcar o gol, deu bons passes, prendeu bem a bola e foi a principal alternativa de contra-ataque em velocidade.


Alex deixou sua marca: 4 a 1


Adriano fechou a goleada sobre o Sport: 5 a 1


Outras notícias
Loja Virtual