04/04/2007

INTER PERDE EM VERANÓPOLIS

Alexandre Corrêa (texto)
Alexandre Lops (fotos)
Enviados Especiais/Veranópolis

O Internacional foi derrotado por 2 a 1 pelo Veranópolis, na noite desta quarta-feira, no estádio Antônio David Farina, em Veranópolis. Dinei marcou para o time da Serra Gaúcha aos 24min35seg do primeiro tempo, Christian empatou aos 17min da segunda etapa, mas Marcos Alexandre marcou para o Veranópolis aos 48min30seg. O resultado eliminou o Inter do Gauchão.

O time colorado entrou em campo no dia que o clube completou 98 anos. O Veranópolis também tinha uma marca especial: 500 jogos como time profissional desde a sua fundação em 1992. Outro número importante da noite: Edinho atuava em sua 200ª partida pelo Inter.

Números e datas à parte, o Inter entrou em campo no esquema 4-4-2. Ceará, Índio, Rafael Santos e Hidalgo formavam a defesa, enquanto Edinho e Maycon eram os volantes e Vargas e Iarley atuavam na meia. No ataque, Alexandre Pato e Christian.


Inter, de Hidalgo, encarou um adversário motivado em Veranópolis

O jogo, pelo caráter decisivo para as duas equipes, começou muito disputado. Até os atacantes dos dois times marcavam duro e mostravam muita disposição. Iarley, por isso, recebeu cartão amarelo. Aos 5min40seg, Dinei cruzou da direita e Tássio cabeceou na área ao lado do gol na primeira chance da partida. O Inter tentou com um chute de Christian aos 12min30seg, mas a bola desviou na zaga e o goleiro Gilmar defendeu. O Veranópolis respondeu aos 12min50seg quando Dinei recebeu passe, encobriu Clemer, mas o juiz anulou o lance por impedimento.

Como o interesse das duas equipes também estava direcionado para a partida entre Novo Hamburgo e Glória, em Novo Hamburgo (a vitória do Glória interessava), a torcida comemorou quando o sistema de som do Estádio Antônio David Farina anunciou o gol do Glória aos 14min50seg.

O time da casa utilizava todas as armas em seu benefício. Aos 21min, em um ataque do Inter, um torcedor arremessou a bola pra dentro do campo para parar a jogada. Aos 21min40seg, o centroavante Vitor Hugo driblou na entrada da área e chutou rasteiro para defesa de Clemer.

Aos 24min35seg, o gol do time da Serra. Vitor Hugo deu bom passe para Dinei, que entrou na área e chutou rasteiro no canto: 1 a 0. Com o gol, o Veranópolis recuou e tratou de fechar os espaços para o Inter, que tentava furar o bloqueio sem sucesso. O restante do primeiro tempo não teve mais lances de perigo para os dois goleiros.

No intervalo, o técnico Abel Braga retirou Alexandre Pato e colocou Pinga. Com isso, Iarley foi para o ataque.

O time colorado tentou pressionar no começo da etapa final. Aos 3min10seg, Christian ganhou jogada de cabeça e a bola foi para Iarley, na entrada da área, chutar forte por cima, com perigo. Pinga entrou em busca de mais movimentação no meio. Aos 11min30seg, o meia deu bom passe para Hidalgo na área que caiu pedindo pênalti, mas o juiz Leonardo Gaciba nada marcou.


Pinga entrou no segundo tempo e deu mais movimentação ao Inter

Aos 13min30seg, nova mudança no time colorado. Saiu Vargas e entrou Perdigão. Perdigão e Pinga passaram a armar as jogadas. O Inter tentava aumentar o ritmo em busca da classificação. Aos 14min50seg, Ceará ganhou jogada na raça e deu um chutão para a área. A bola sobrou para Pinga, que matou a bola e foi derrubado por Fininho: pênalti. Na cobrança, aos 17min, Christian chutou, Gilmar defendeu, Perdigão pegou o rebote e chutou. Gilmar defendeu novamente e a bola sobrou para Christian chutar pra empatar: 1 a 1. Foi o terceiro gol do centroavante no Gauchão.

Aos 18min50seg, Adams cruzou da direita com perigo e Clemer salvou com os pés. O jogo passou a ficar dramático e ainda mais nervoso. O resultado de empate não garantia a classificação de ninguém porque dependia do placar do jogo em Novo Hamburgo, que estava empatado àquela altura.

Aos 24min, a primeira mudança no Veranópolis: saiu Tássio e entrou Menegon. Três minutos depois, Iarley arriscou da entrada da área ao lado do gol com perigo. Aos 27min30seg, saiu Vitor Hugo e entrou Michel Platini. Aos 28min10seg, Gleidson concluiu da intermediária e Clemer defendeu. Aos 29min50seg, Edinho, do Veranópolis, chutou rasteiro ao lado. A bola passou muito perto.


Perdigão também entrou na etapa final

Aos 35min40seg, Christian tocou para Pinga, na área. O meia driblou o zagueiro e chutou na rede pelo lado de fora. Aos 39min, saiu Iarley para a entrada de Michel. Aos 40min, Adams recebeu cruzamento na área e concluiu fraco para defesa de Clemer. Aos 41min30seg, entrou Zé Anderson e saiu Dinei.

Enquanto isso, o Inter aumentava a pressão. Aos 43min15seg, Michel cruzou da direita e Pinga cabeceou no poste, quase marcando o gol da virada. Aos 45min40seg, Ceará cruzou da direita e Christian cabeceou muito próximo do gol. Aos 47min, gol do Glória em Novo Hamburgo. As duas torcidas comemoram, principalmente a do Inter que estava mais próxima da classificação com aquela notícia. O Veranópolis precisava do gol da vitória. E ele veio aos 48min30seg. Depois de cobrança de falta para a área, uma grande confusão até que a bola sobrou para Marcos Alexandre chutar e fazer o gol que eliminou o Inter.

"Temos que aprender com a desclassificação. Vamos equacionar algumas coisas para buscar a reação o mais rápido possível", analisou o presidente Vitorio Piffero.

"É um momento difícil. Fizemos um bom segundo tempo, mas acabamos tomando um gol no finalzinho", afirmou Christian.

"No ano passado também perdemos na final do Gauchão e conseguimos dar a volta por cima. Temos condições de reagir, pois o grupo tem qualidade", poderou Iarley.

"Criamos várias oportunidades mas não conseguimos marcar. Agora temos mais um jogo decisivo na próxima semana pela Libertadores. Temos que colocar a cabeça no lugar", afirmou o técnico Abel Braga.

"A equipe não conseguiu marcar os gols necessários durante a partida. Agora, vamos ter que continuar trabalhando com o foco voltado para a Libertadores", projetou o vice-presidente de futebol, Giovanni Luigi.

Veranópolis (2): Gilmar; Adams, Mano, Émerson e Gleidson; Edinho, Marcos Alexandre, Tássio (Menegon) e Fininho; Dinei (Zé Anderson) e Vitor Hugo (Michel Platini). Técnico: Paulo Porto.

Internacional (1): Clemer; Ceará, Índio, Rafael Santos e Hidalgo; Edinho, Maycon, Vargas (Perdigão, 13min2ºt) e Iarley (Michel, 39min2ºt); Alexandre Pato (Pinga, intervalo) e Christian.
Técnico: Abel Braga.

Gols: Dinei (V), aos 24min35seg do primeiro tempo, Christian (I), aos 17min do segundo tempo, Marcos Alexandre (V), aos 48min30seg . Cartões amarelos: Iarley, Rafael Santos, Edinho (I), Menegon, Fininho (V). Arbitragem: Leonardo Gaciba, auxiliado por Vili Tissot e Paulo Conceição. Local: Estádio Antônio David Farina, em Veranópolis.


Outras notícias
Loja Virtual