24/01/2020

Raio-X: Todas as informações sobre a decisão da Copa São Paulo

Fotos: Leonardo Fister

O Celeiro de Ases disputa, na manhã deste sábado (25/01), a decisão da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Torneio que figura entre os mais prestigiados de base no Brasil, será definido em clássico Gre-Nal, marcado para as 10h, no Estádio do Pacaembu. Tetracampeão, o Clube do Povo chegou à finalíssima após oito partidas, superadas através de seis vitórias e dois empates. Quer ficar por dentro de tudo sobre a grande final? Então confira abaixo nosso Raio-X:


Gurizada quer o Penta!

O mês de janeiro foi intenso para os juniores do Inter. O ano ainda engatinhava em suas primeiras horas quando, na tarde do dia 3 de janeiro, o Clube do Povo fez sua estreia na Copinha. Enfrentando o Confiança, da Paraíba, na partida de abertura do Grupo 7, o Celeiro de Ases deixou o campo vitorioso pelo placar de 3 a 0, gols Cesinha, Tiago Barbosa e Praxedes. O confronto, vale lembrar, foi o primeiro disputado pelo Colorado com seu novo manto, que inaugura parceria alvirrubra com a adidas.

Apenas três dias depois, dando inicio à maratona de jogos que marcou o primeiro mês de 2020, o Celeiro voltou a campo, desta vez para superar, novamente por 3 a 0, o Linense, de São Paulo, com gols de Caio, duas vezes, e Nicolas. O resultado garantiu classificação à fase seguinte, feito reafirmado no dia 9, quando o Clube do Povo confirmou a primeira colocação no grupo após empatar sem gols com os paulistas do Capivariano, em partida marcada pelas péssimas condições do campo, consequência de torrencial dilúvio que assolou o gramado do Estádio Antônio Lins Ribeiro Guimarães.

Abrindo as eliminatórias, o Inter enfrentou, na segunda fase, de 32 avos, o Volta Redonda. Realizado somente 42 horas e 30 minutos após o duelo diante do Capivariano, o duelo foi definido no último lance, com Matheus Monteiro cobrando pênalti e marcando o único gol do dia. Também dos pés do camisa 7 saiu o primeiro gol colorado contra o Desportivo Brasil, em confronto disputado no dia 13 de janeiro. Os paulistas até empataram no segundo tempo, mas Léo Ferreira, aos 24, anotou o da vitória gaúcha.

As oitavas de final nada tiveram de simples para o Internacional. Disputado no dia 15 de janeiro, o duelo foi encerrado, em seus 90 minutos, com o 1 a 1 no placar, gol de Cesinha para o Inter. Nos tiros livres da marca do cal, o Celeiro de Ases esteve irrepreensível, convertendo seis cobranças, contra cinco do RB Brasil. Classificado, o Clube do Povo teve grande exibição nas quartas, diante do Botafogo de Ribeirão Preto, encerradas com triunfo de 2 a 0 para o Alvirrubro, tentos de Praxedes e Cesinha.

Após inúmeras partidas disputadas com intervalo de apenas dois dias, o Celeiro passou do dia 17 ao 21 em preparação para enfrentar, nas semifinais, o Corinthians. Realizada diante de uma Arena Barueri lotada, a partida ofereceu, provavelmente, a melhor atuação do Inter na competição. Ofensivo, intenso e determinado, o Clube do Povo não deu chance aos paulistas, e aplicou sonoros 3 a 1 no alvinegro. O resultado, construído através dos tentos de Guilherme Pato, Matheus Monteiro e Nicolas, apoiado em campanha de outras cinco vitórias e somente duas igualdades, alavancou o Alvirrubro à grande decisão, em caminhada que ainda contou com 15 gols marcados e apenas três sofridos.


O rival

Classificado para a decisão após bater o Oeste por 1 a 0 nas semifinais, o Grêmio soma 18 gols marcados e três sofridos no torneio. A equipe conquistou seis vitórias na competição, além de duas igualdades. Na última vez que foi a campo, o técnico Guilherme Dalzotto Bossle escalou seu time com Adriel no gol; Vanderson, Alison Calegari, Heitor e Matheus Nunes na defesa; Fernando Henrique, Gazão e Pedro Lucas no meio; Rildo, Elias e Fabrício no ataque. Para a finalíssima, os adversários colorados contarão com o retorno de Diego Rosa.


Ingressos

Não existem mais entradas disponíveis para a torcida colorada! A reserva de ingressos, gratuita, foi liberada na manhã da última quinta-feira (23/01), e esgotada já no início da tarde desta sexta (24/01). No sábado, o acesso do povo vermelho ao Pacaembu será realizado através da Rua Itápolis, que engloba toda a arquibancada laranja do templo bandeirante.


Arbitragem

João Vitor Gobi apita, auxiliado por Leandro Matos Feitosa e Rodrigo Meirelles Bernardo. Quarto árbitro: Leandro Carvalho da Silva.


Transmissão

Ao lado do Celeiro de Ases desde a estreia alvirrubra na Copa São Paulo de Futebol Júnior, a Rádio Colorada transmitirá a decisão do torneio com narração e reportagem direto do Pacaembu. Para acompanhar a jornada, que será iniciada às 9h30, a Maior e Melhor Torcida do Rio Grande conta com o FM 95,5, além dos já tradicionais Site e APP do Inter. Finalizada a partida, a emissora oficial do Clube do Povo seguirá no ar com toda a repercussão da finalíssima da Copinha.

Nas redes sociais, quem segue o @scinternacional no Twitter, Facebook e Instagram conta com o mais completo minuto a minuto da internet, repleto de fotos e vídeos compartilhados de maneira instantânea. Na TV, as Redes Globo e Vida, além do SporTV e da TV Cultura, anunciam transmissão.


Colorado de tradição

Terceiro maior campeão da Copinha ao lado de Flamengo e São Paulo, o Inter soma quatro títulos do torneio. Mundialmente reconhecido como clube formador, responsável por oferecer ao futebol nomes históricos a exemplo de Falcão, Carpegiani, Dunga, Taffarel, Mauro Galvão e Alisson, o Colorado levantou sua primeira taça na competição em 1974, após superar, na decisão, a Portuguesa de São Paulo pelo placar de 2 a 1. Na ocasião, entre os atletas do Celeiro estiveram os futuros campeões nacionais Batista e Jair, em breve Príncipe.

Diante de outro paulista, desta vez o Corinthians, o Inter retornou à decisão para levar a taça quatro anos depois, em 1978. Contando com futuros ídolos como Cléo e João Carlos, o Celeiro segurou o ímpeto alvinegro, empurrado por um Pacaembu lotado, e, nos pênaltis, garantiu o título.

Foto: Divulgação

O Tri veio dois anos depois, em 80, e desta vez com autoridade. Escalado com Gilmar; Antônio Augusto, João Carlos, Amauri e Paulo Omar; Jorginho, Ico e Rogério (Borracha); Pompéia, Silvio e Giba; o Celeiro de Ases derrotou o Atlético-MG por 3 a 0. Silvio, aos 5 minutos do segundo tempo, Pompéia, aos 13, e Rogério, aos 28, marcaram os tentos colorados na partida. Por fim, em 1998 o Clube do Povo atingiu o Tetra. Após igualdade em 0 a 0 no tempo normal e 1 a 1 na prorrogação, com Mineiro marcando para o Inter, as penalidades foram encerradas com cinco convertidas pelo Alvirrubro, contra apenas quatro dos campineiros. Treinados por Guto Ferreira, os atletas que vestiram vermelho na ocasião foram João Gabriel, no gol; Jardel, Lúcio, Ronaldo e Mineiro, na defesa; Clayton, Juca, Gustavo e Diogo, no meio; Fábio Pinto (Donizete) e Manoel no ataque. 


Outras notícias
Loja Virtual