15/09/2019

Contra Atlético-MG, Inter comprovou, mais uma vez, a força do grupo colorado

http://www.internacional.com.br/imagens/noticias/DestaqueForcaGrupo_1509.jpg

"Não se faz futebol com apenas 11 jogadores." Chavão para alguns, a frase, que se tornou um dogma no Beira-Rio nas últimas temporadas, vem rendendo grandes frutos para o Colorado em 2019. Disputando dois torneios nacionais em grandes condições neste mês de setembro, o Clube do Povo tem apostado na força de seu grupo para se manter o mais competitivo possível em todas as frentes nas quais concorre. A campanha no Brasileirão surge como prova irrefutável.

Nas últimas três partidas do Campeonato Brasileiro, 26 atletas diferentes entraram em campo vestindo as cores do Inter e foram fundamentais para a conquista de três vitórias consecutivas, construídas a partir de sete gols marcados e apenas três sofridos. Neste domingo (15/09), por exemplo, o time que iniciou a partida contra o Atlético-MG foi totalmente distinto daquele que inaugurou a decisão da Copa do Brasil na última quarta-feira (12/09). Acima de qualquer desentrosamento que poderia ser esperado, prevaleceu a força do grupo colorado, que triunfou, fora de casa, pelo placar de 3 a 1.

http://www.internacional.com.br/imagens//galeria/galeria_foto_8014cae2e501c2c0bcd5a6c0fbae1341.jpg

> Preciso na defesa

Impecável, a exibição alvirrubra neste final de semana encheu os olhos de ponta a ponta. Defensivamente, o miolo de zaga formado por Klaus e Emerson Santos transmitiu muita segurança à torcida, sensação otimizada pela belíssima atuação do paredão Danilo Fernandes, que, nas raras vezes em que viu sua defesa ser superada, em quase todas se mostrou instransponível. Conhecido como um poderoso mandante, o Atlético-MG só conseguiu balançar as redes do Inter aos 42 minutos da segunda etapa, quando o placar já marcava um 3 a 0 para o Clube do Povo. Cabe registrar que a compactação exibida pelo Internacional passou pelo comprometimento de todos os jogadores, incluindo os mais ofensivos, que, pressionando a saída de bola adversária, contribuíram para espantar maiores riscos das cerâmicas de nossa meta.

> Cirúrgico no meio

Região crítica, a faixa central do campo também refletiu a proeminência colorada. Rithely e Nonato estiveram muito bem postados, desarmando diversas jogadas dos mandantes, e ainda auxiliando na criação de oportunidades. Foi o jovem camisa 33 alvirrubro, inclusive, quem iniciou a jogada do primeiro gol do Inter, em apenas uma de suas muitas aparições precisas no setor de ataque. Além da dupla, o lateral Zeca, que hoje atuou pela esquerda, também foi importante, auxiliando na troca de passes e exibindo grande facilidade para armar jogadas por dentro.

> Letal no ataque

Marcar três gols no Atlético não é tarefa fácil; ainda bem que o Inter conta com um elenco recheado de grandes atacantes. Artilheiro do jogo, William Pottker mostrou estar completamente recuperado das lesões que lhe serviram de obstáculo nos últimos meses, anotando não apenas dois gols - o segundo deles em uma pintura -, mas também criando oportunidades para seus companheiros. A jogada do segundo tento do Clube do Povo, por exemplo, tem, em sua origem, a fundamental participação do 99 colorado na saída do jogo, bagunçando a defesa adversária.

Neilton, exatamente o autor do segundo gol do Inter, foi outro destaque na partida. Atuando com liberdade para se movimentar por todo o terço final do campo, causou constantes problemas para a marcação atleticana, e teve sua exibição coroada com o primeiro tento vestindo a camisa colorada.

http://www.internacional.com.br/imagens//galeria/galeria_foto_effb37c344993a28cac6ca6eb494d81a.jpg
Completando o quarteto mais ofensivo do Inter no jogo, Guilherme Parede e Rafael Sobis estiveram ensandecidos na faixa esquerda do ataque colorado. Revezando entre a ponta e a função mais adiantada, os dois criaram boas oportunidades, e somaram sua movimentação à da dupla de artilheiros da manhã, consagrando a grande exibição vermelha. O ídolo bicampeão da América pelo Clube do Povo, inclusive, deu a assistência para o segundo gol, atestando a temporada de garçom que vem vivendo.

> E forte na base!

Colorado de ases celeiro, o Inter deve bastante da vitória, também, as suas categorias de base, uma vez que foram muitos os atletas recentemente revelados pelo Clube que entraram em campo neste domingo. Entre os que iniciaram a partida, além do já citado Nonato esteve Heitor, lateral direito que, mais uma vez, jogou o fino do futebol, estando incansável tanto na marcação, quanto no apoio.

Durante o jogo, entraram em campo para fazer suas respectivas estreias com a camisa colorada os jovens José Aldo, que quase marcou bonito gol de fora da área já nos minutos finais do duelo, e Johnny, de apenas 17 anos, que ao pisar em campo se juntou a nomes como Caíco, Alexandre Pato e Otávio na lista de jogadores menores de idade a atuarem pelo Clube o Povo. O argentino Sarrafiore foi outro 'guri' a entrar na partida. Figura mais rotineira nas partidas do Inter, o hermano também teve boa oportunidade, defendida por Cleiton, nos acréscimos.

http://www.internacional.com.br/imagens//galeria/galeria_foto_62020cacd8137fefc67fbb683a394ae1.jpg

Agora, é hora da finalíssima. Nesta quarta-feira (18/09), o Inter disputa os últimos 90 minutos da final da Copa do Brasil, precisando da vitória por dois gols de diferença para se sagrar campeão - triunfo pela vantagem mínima leva a decisão para os pênaltis. Contando com a força da torcida colorada, que certamente lotará o Beira-Rio, Odair Hellmann também sabe que, ao seu lado, estará um grupo muito qualificado, decidido a fazer história com as cores do Clube do Povo e escrever mais um feito relevante em nossa rica biografia. Vamo, Inter!

http://www.internacional.com.br/imagens//galeria/galeria_foto_b8bcce78b55340cc1924bc075d746d60.jpg


Outras notícias
Loja Virtual