05/09/2019

A Maior e Melhor Torcida do Rio Grande faz a diferença

Juntos, clube e povo, escrevemos mais um inesquecível capítulo em nossa história. A vitória sobre o Cruzeiro, pelo placar de 3 a 0, foi acompanhada por 45.768 colorados e coloradas, que estiveram incansáveis no apoio ao Inter, empurrando até o apito final. Engana-se, contudo, quem imagina que a especial festa alvirrubra foi iniciada dentro do estádio. Antes de colorir o cimento do Gigante em vermelho e branco, pintamos o asfalto da Avenida Padre Cacique. Ou melhor, o incendiamos.

Confira todos os ângulos das Ruas de Fogo:

 

 

Neste dia 4 de setembro, fomos ágeis em trocar quaisquer uniformes de trabalho pelo fardamento que melhor nos cabe. Hoje, todos encontraram uma desculpa para vestir, o quanto antes, nosso amado manto alvirrubro. Os caminhos convergiam ao Beira-Rio, que esperava pelo nosso otimismo. E, se o entardecer foi marcado pela concentração de energias, a chegada da noite serviu de ponto de partida para o delírio. 

Com a chegada do horário da partida, até o sol decidiu se curvar à festa que estava por vir

Conforme se aproximava o momento da chegada do ônibus colorado, espocos, rufares, tremuladas, fogos e sopros tomaram o som ambiente, elevando os decibéis a volume que medidor algum seria capaz de registrar. Não apenas os ouvidos se curvaram à tamanha festa, mas também nossos olhos estiveram encantados, entregues ao rubro eclipse que ornamentou o Beira-Rio. Em mais uma histórica edição das ‘Ruas de Fogo’, milhares receberam o grupo colorado em sua casa, abraçando os heróis da noite.

carregando galeria...

Com o Inter em casa, não restava motivo para permanecer do lado de fora do Gigante. Assim que o Colorado desembarcou, a outrora externa multidão virou, dentro de sua casa, maré. Inicialmente calma, mas logo revolta, como se pôde perceber no momento em que o capitão D’Alessandro, conduzindo seus companheiros, pisou no gramado do Beira-Rio. A festa, de fogos, fumaça e também gargantas, tornou-se pandemônica.

Representando uma gigante instituição de 110 anos de história, os atletas souberam personificar o que significa estar no Inter, e tiveram seus respectivos nomes ovacionados da mesma maneira que sempre celebramos a biografia de nosso Clube. Dentro de campo, abraçaram a mística que nossa camisa ostenta, e, empurrados pelas cinquentenárias e mágicas arquibancadas de nosso templo, atingiram a classificação.

Lado a lado retornamos, depois de dez anos, à decisão da Copa do Brasil. Unidos construímos uma campanha de vitórias maiúsculas, viradas e, principalmente, alegrias. Resta, ainda, um capítulo em nossa casa. Dois no torneio. Juntos, vamos em busca de ainda mais. Vamo, Colorado!


Outras notícias
Loja Virtual