10/03/2007

INTER EMPATA COM O SANTA CRUZ

O Internacional empatou em 1 a 1 com o Santa Cruz, na noite do último sábado, no Beira-Rio, em partida válida pela 3ª rodada do returno do Grupo 1 do Gauchão. Christian, aos 36min50seg do primeiro tempo, marcou para a equipe colorada. Jé empatou aos 3min da etapa final. Agora, o Inter volta a sua atenção para o confronto contra o Vélez Sarsfield, na próxima quarta-feira, em Buenos Aires, pela Libertadores da América.


Inter, de Alexandre Pato, empatou em 1 a 1 com o Santa Cruz em jogo válido pelo Gauchão

O Inter foi a campo com um time misto. Fernandão, Clemer, Iarley e Rafael Santos foram poupados pelo técnico Abel Braga em função do jogo da próxima quarta-feira, contra o Vélez Sarsfield, em Buenos Aires, pela última rodada da 1ª fase da Libertadores. Ceará e Alex, lesionados, também ficaram de fora.

Dessa forma, Renan foi o goleiro e Wilson o companheiro de Índio na zaga. Elder Granja e Hidalgo foram os laterais, enquanto Adriano compôs o meio-campo ao lado de Edinho, Wellington Monteiro e Perdigão. Christian e Alexandre Pato formaram a dupla de ataque.


Adriano se movimentou bastante nos 90 minutos contra o Santa Cruz

Como precisava vencer para entrar na zona de classificação do Grupo 1 do Gauchão (os três primeiros avançam ), o Inter partiu para cima do Santa Cruz logo no início da partida. A 1min30seg, Alexandre Pato quase marcou um golaço: o atacante foi lançado na entrada da área e tentou encobrir Pitol com uma cabeçada. O goleiro se esticou todo para espalmar a bola para escanteio. Aos 3min30seg, Pato cobrou falta para defesa tranqüila de Pitol.

O Inter tocava a bola e apostava na intensa movimentação de Christian e Pato na tentativa de furar o bloqueio adversário. Adriano também se destacava na articulação do meio-campo. O Santa Cruz, por sua vez, defendia-se com praticamente todo o time atrás da linha da bola e tentava, sem sucesso, sair no contra-ataque.

Aos 10min50seg, Hidalgo cruzou da direita para Pato, que dominou no interior da área e chutou para defesa do goleiro. Aos 15min, Christian tabelou com Elder Granja e chutou cruzado na entrada da área, mas foi para fora. Aos 17min30seg, Wellington Monteiro deixou o campo lesionado e foi substituído por Maycon. Aos 21min, Índio cabeceou sem perigo sobre o gol.


Maycon substituiu Wellington Monteiro, que deixou o campo lesionado

A insistência do Inter foi recompensada. Aos 34min25seg, Christian tabelou com Pato, e ao entrar na área, sofreu pênalti. Na cobrança, o centroavante mostrou toda a sua categoria e deu uma paradinha antes de chutar forte no canto esquerdo de Pitol. Foi o primeiro gol de Christian no seu retorno ao Inter e o seu 92º com a camisa colorada.


Christian está cobrando o pênalti: centroavante marcou seu primeiro gol no retorno ao Inter

Aos 42min20seg, Granja cruzou e Anderson Sefrin cortou para escanteio. O Santa Cruz chegou com perigo pela primeira vez na partida somente aos 43min25seg: Odair chutou para boa defesa de Renan. Aos 44min50seg, Adriano invadiu a área, mas na hora da conclusão o chute saiu fraco.

No intervalo, Thiago Rodrigues e Vander entraram nos lugares de Vanderson e Rafael Paty.

Logo aos 3min, o Santa Cruz empatou. Thiago Rodrigues fez grande jogada pela esquerda e tocou para Jé concluir: 1 a 1. Aos 6min10seg, Christian (foto abaixo) cruzou da direita e Índio cabeceou com força para a grande defesa de Pitol.

O jogo ficou eletrizante. O Santa Cruz deixou de apenas se defender e passou a ameaçar o Inter. Aos 15min15seg, Jé cobrou uma falta e Renan defendeu com segurança. Aos 17min30seg, Michel entrou no lugar de Perdigão. Aos 18min50seg, Christian aproveitou um rebote da defesa adversária e marcou para o Inter. No entanto, o árbitro anulou o gol e marcou um toque de Alexandre Pato.

Aos 24min30seg, o técnico Rogério Zimermann reforçou o setor defensivo ao colocar o zagueiro Marcão no lugar de Odair. O Inter insistia nas jogadas de bola aérea, mas elas esbarravam na atuação destacada de Anderson Sefrin.

A equipe colorada chegava com perigo através das jogadas individuais de Pato. Aos 30min10seg, o atacante livrou-se da marcação e tocou para Michel, que chutou para fora. Aos 33min25seg, Rodrigo Gasolina cobrou uma falta sobre o gol. Um minuto depois, Pato arriscou de fora da área. A bola saiu pela linha de fundo. Aos 37min, Abel colocou Jean no lugar de Elder Granja.

O Santa Cruz chegou com força aos 38min45seg: Jé cobrou uma falta e Renan fez grande defesa. O Inter respondeu aos 40min10seg em um forte chute de Pato que foi defendido por Pitol. Aos 41min35seg, Pato lançou Christian no interior da área, mas o centroavante não conseguiu chegar a tempo na bola.


Pato deu trabalho à defesa do Santa Cruz

Com o resultado, o Inter segue na quarta posição com 15 pontos. A equipe colorada está a um ponto da zona de classificação.

"Tivemos dificuldades para marcar o gol da vitória, mas o time lutou o tempo todo. Agora temos que pensar na próxima partida", avaliou o zagueiro Wilson.

"Os jogadores lutaram muito em campo. O Inter teve muita atitude. Marcamos primeiro, mas o adversário acabou empatando logo no começo do segundo tempo. Seguimos correndo atrás da vitória, mas ela não veio. Agora temos que superar este jogo. Tenho certeza que a equipe vai voltar a vencer naturalmente", afirmou o técnico Abel Braga.

"A equipe lutou o tempo todo, mas não conseguimos buscar o resultado desejado. Vamos continuar trabalhando para buscar a reação no Gauchão", disse o vice-presidente de Futebol, Giovanni Luigi.

"Um empate dentro de casa nunca é bom. Apesar de todo o esforço da equipe ao longo do jogo, não conseguimos mudar o resultado. Mas agora temos que esquecer isso e pensar no Vélez Sarsfield, nosso próximo adversário na Libertadores", projetou o presidente Vitorio Piffero.

Internacional (1): Renan; Elder Granja (Jean, 37min 2ºt), Índio, Wilson e Hidalgo; Edinho, Wellington Monteiro (Maycon, 17min30seg 1ºt), Perdigão (Michel, 17min30seg 2ºt) e Adriano; Christian e Alexandre Pato. Técnico: Abel Braga.

Santa Cruz (1): Pitol; Diogo, Cleiton, Anderson Sefrin e Vanderson (Thiago Rodrigues, intervalo); Marciel, Carlos Alberto, Odair (Marcão, 24min30seg 2ºt), Jé e Rodrigo Gasolina; Rafael Paty (Vander, intervalo). Técnico: Rogério Zimmermann.

Gols: Christian (I), de pênalti, aos 36min50seg do primeiro tempo, e Jé (SC), aos 3min do segundo tempo. Cartões amarelos: Perdigão, Hidalgo, Maycon (I); Marciel, Marcão e Carlos Alberto (SC). Público: 17.475. Renda: R$ 125.410,00. Arbitragem: Leonardo Gaciba, auxiliado por Júlio Freitas e Carlos Bittencourt. Local: Beira-Rio.

Fotos: Alexandre Lops


Outras notícias
Loja Virtual