21/01/2007

INTER EMPATA NA ESTRÉIA DO CAMPEONATO GAUCHO 2007

O Internacional empatou em 0 a 0 com o Novo Hamburgo na tarde deste domingo em Cidreira na primeira partida no Gauchão. Na próxima quarta-feira, o time volta a campo para enfrentar a Ulbra, em Canoas.

 
Inter, de Pinga (E), empatou sem gols com o Novo Hamburgo em Cidreira

Antes da partida, os dois times se perfilaram para o Hino Nacional. O Inter foi a campo com o novo uniforme já com a sexta estrela acima do escudo simbolizando o título mundial interclubes Fifa. O Novo Hamburgo, por sua vez, entregou uma placa ao presidente Vitorio Piffero em homenagem ao título no Japão.


Vitorio Piffero (E) descerrou placa simbolizando a reforma e reinauguração do estádio Municipal de Cidreira

Enquanto os campeões mundiais estavam em Bento Gonçalves para a pré-temporada, o time comandado pelo técnico Lisca com o reforço do goleiro Renan começou pressionando em busca do gol. A equipe tinha o dominínio, controlava o meio-campo e buscava os espaços. O Novo Hamburgo não deixava, marcando bem e se posicionando com todos os jogadores atrás, dificultado as coisas.


Zagueiro Wellington Pereira, o Gum, mostrou técnica e segurança na defesa 

Para furar o bloqueio, o volante Pierre tentava avançar pelo lado direito, enquanto Pinga buscava as jogadas pela esquerda com Ramon e Chiquinho. Mossoró e Ricardo Jesus também tentavam se movimentar saindo da área, atraindo a marcação. 

Aos 13min10seg, Chiquinho cobrou falta, a zaga afastou parcialmente e Pinga pegou o rebote com um chute forte que tocou no travessão. O juiz, porém, marcou falta no lance. A arbitragem, por sinal, não deixava o jogo ter continuidade ao marcar faltas em quase todos os contatos físicos entre os jogadores. Nos primeiros 25 minutos, foram 21 faltas. Aos 15min25seg, Pinga cobrou falta e a bola cruzou toda a área e saiu. Aos 27min30seg, Pierre chutou forte da intermediária ao lado do gol.


Ricardo Jesus buscou bastante o jogo e por pouco não marcou de cabeça

O primeiro chute a gol do Novo Hamburgo só saiu aos 33min35seg com um chute de Ricardo por cima. Aos 44min35seg, o ala Fabinho, do time do Vale do Sinos, recebeu na área, concluiu e a bola desviou em Gum para escanteio. Foi o último lance importante do primeiro tempo.

Na segunda etapa, a partida foi bem mais movimentada. Aos 15min40seg, o atacante Gustavo entrou no lugar de Mossoró. Aos 18min, o meia Pinga,um dos destaques da partida, fez boa jogada pela esquerda, passou pelo zagueiro, foi à linha de fundo e cruzou, mas Gustavo não alcançou. Aos 20min, saiu Fabinho e entrou o nigeriano Abu. Aos 20min20seg, Eder Lazari cruzou e Luiz Gustavo chutou de primeira para grande defesa de Renan. Aos 21min10seg, Terrão ergueu a bola para a área e Luiz Henrique cabeceou para outra defesa sensacional de Renan.


Renan, com a braçadeira de capitão e observado por Rafael Santos (E), fez grandes defesas

Aos 24min5seg, Pinga cobrou falta, a bola quicou no gramado e o goleiro Marcão defendeu. Aos 26min, Pinga avançou pelo meio e concluiu por cima. Aos 31min30seg, a arbitragem prejudicou o Inter. Gustavo recebeu bom passe de Pinga, na área, e foi derrubado por Fabinho, mas o juiz Anderson Daronco não marcou o pênalti. Aos 34min, uma mudança para cada lado. No Inter, saiu Pierre, lesionado, e entrou Josimar. No Novo Hamburgo, André substituiu Alex.

Aos 41min10seg, depois de escanteio, Rodrigo Santos cabeceou ao lado do gol. Aos 44min30seg, Ramon chutou de fora da área e a bola passou ao lado do gol com perigo. A última chance colorada da partida.


Márcio Mossoró fez jogadas e tabelas, tentou furar o ferrolho defensivo do Novo Hamburgo

?A gente esperava a vitória, mas infelizmente ela não veio. Pela estréia, todo mundo ficou um pouco ansioso, mas pra quarta-feira a gente deve estar melhor?, avaliou o zagueiro Rafael Santos.

?O mais importante é que não perdemos?, disse Ramon.

?É o começo. Tem muita água para rolar ainda?, opinou o atacante Ricardo Jesus.

?Sentimos um pouco a falta de ritmo dos jogadores e o pouco tempo de preparo. Mas vamos ver se na quarta-feira conseguimos os três pontos contra a Ulbra?, afirmou o técnico Lisca.

"Tivemos o prejuízo de um pênalti não marcado", reclamou o vice-presidente de futebol, Giovanni Luigi.

"A federação não pode fazer experiências com arbitragem em jogos do Inter, um postulante ao título. Tivemos um pênalti não marcado claro sobre o Gustavo.", afirmou o presidente Vitorio Piffero.

Internacional (0): Renan; Fabinho (Abu, aos 20min2ºT), Gum, Rafael Santos e Chiquinho; Maycon, Pierre (Josimar, aos 34min2ºT), Pinga e Ramon; Mossoró (Gustavo, aos 15min40seg2ºT) e Ricardo Jesus. Técnico: Lisca.

Novo Hamburgo (0): Marcão; Rodrigo Santos, Micael (Fred, aos 45min2ºT) e Luiz Henrique; Marquinhos Belém, Ricardo, Éder Lazzari, Alex (André, aos 34min2ºT) e Fabinho; Luiz Gustavo e Terrão. Técnico: Abel Ribeiro.

Cartões amarelos: Marcão, Rodrigo, Luiz Gustavo, Terrão. Luiz Henrique (NH), Gum, Ramon e Abu (I). Arbitragem: Anderson Daronco, auxiliado por José Franco Filho e Alexandre Kleiniche. Local: Estádio Cidreirão, em Cidreira.

Fotos: Marcelo Campos


Outras notícias
Loja Virtual