12/09/2018

'Vivo um grande momento da minha carreira', diz Lomba em entrevista coletiva


Goleiro colorado falou com a imprensa nesta quarta-feira 

O grupo colorado se reapresentou na manhã desta quarta-feira (12/9) no CT Parque Gigante. Após o treinamento, o goleiro Marcelo Lomba concedeu entrevista coletiva. O camisa 12 faz parte da segunda melhor defesa do Campeonato Brasileiro, que sofreu apenas um gol nas últimas nove partidas. Confira alguns trechos:

Importância do grupo

"Nosso sistema defensivo vai muito bem. Tem a mão do nosso treinador. Rodam alguns jogadores e o sistema continua o mesmo. Sabemos que não é um trabalho individual, isso é nossa alegria como grupo. Nosso foco aqui é coletivo, temos um elenco e sabemos que para chegarmos longe precisaremos da força desse elenco". 

Sistema defensivo

"Os nossos zagueiros estão muito bem, o Moledo e o Cuesta têm dado a vida, a proteção do Dourado também é importante. Mas acima de tudo como equipe, desde o ataque, sempre com muita vontade de recuperar a bola. O ataque pressiona e facilita o trabalho da defesa, são partes táticas que assimilamos desde o início do ano e, conforme passou o tempo, fomos assimilando de forma melhor". 

Sequência de jogos

"Estudamos a tabela quando virou o primeiro turno, tínhamos projetados muita dificuldade neste início de campeonato. Nos concentramos bastante, focamos e agora temos dois jogos importantes fora de casa, dois adversários que fazem valer o mando de campo. Vamos pensar na Chapecoense com força, não podemos mudar o que estamos fazendo, dia a dia vamos construindo ainda mais".

Próximo desafio no Brasileirão

"(Chapecoense) É uma equipe que está se recuperando na tabela. Não tem jogo fácil, enfrentamos jogos dificílimos com times que estavam embaixo da tabela. Ainda temos um tempo para treinar, começamos a conversar um pouco hoje, a definir algumas coisas. Os três pontos da Chapecoense são os mesmos três pontos do Grêmio. Não tem jogo de dez pontos. É passo a passo, cada jogo tem seu valor e pro Inter que almeja coisas grandes, cada partida é fundamental".

Titularidade na meta colorada

"Quando fui jogar o primeiro jogo só queria estar lá e fazer o meu trabalho com segurança. Recebi muito apoio dos meus companheiros, por isso tento ser tão solidário com eles. Eu estava sem ritmo de jogo e eles foram muito importantes. Não posso vir aqui hoje e falar que o mérito é meu. É fruto de muito treinamento, temos uma boa escola de goleiros aqui no Inter. Vivo um grande momento da minha carreira e fico feliz por isso".


Outras notícias
Loja Virtual