21/10/2006

INTER VENCE A PONTE PRETA EM CAMPINAS: 2 A 0

O Internacional venceu a Ponte Preta por 2 a 0 na noite de sábado (21/10), em partida válida pela 30ª rodada do Brasileirão. Fabiano Eller, aos 17min35seg do primeiro tempo, e Iarley, aos 36min30seg da etapa inicial, marcaram para a equipe colorada. Com a terceira vitória consecutiva na competição, o Inter assumiu a vice-liderança com 53 pontos.


Meia Alex voltou ao time e teve participação no lance do primeiro gol em Campinas (SP)

O Inter foi a campo com modificações em relação à última partida. Edinho voltou ao time depois de cumprir suspensão automática. No meio-campo, a novidade foi o retorno de Alex, que não atuava desde a final da Libertadores. O jogador recuperava-se de uma cirurgia no púbis. Ricardo Jesus ganhou uma chance no ataque, uma vez que Michel sentiu uma lesão e foi vetado pelo departamento médico.

O técnico Abel Braga assistiu ao jogo junto à torcida colorada na arquibancada do estádio Moisés Lucarelli, já que segue cumprindo suspensão imposta pelo STJD. O auxiliar técnico Leomir Souza orientou o time à beira do campo.

O primeiro lance de perigo da partida foi da Ponte Preta. Aos 5min50seg, Tuto lançou Fábio Baiano, que chutou com força da entrada da área para grande defesa de Renan. Aos 10min, Ceará cobrou uma falta por cima do gol. Aos 13min45seg, Wellington Monteiro arriscou de fora da área e a bola passou próxima à trave direita.

O time de Campinas atuava no esquema 4-5-1, com Tuto isolado no ataque. O excessivo número de jogadores postados no meio-campo dificultava a criação colorada. Foi através de uma cobrança de bola parada que o Inter chegou ao primeiro gol. Alex cobrou com perfeição uma falta da esquerda e Fabiano Eller desviou de cabeça para marcar: 1 a 0. Foi o quarto gol do zagueiro no Brasileirão.

Aos 20min50seg, Thiago Matias cabeceou fraco para defesa tranqüila de Renan. O goleiro, aliás, foi o grande destaque da partida. Aos 33min20seg, Renan fez grande defesa depois de uma cabeçada à queima-roupa do volante Émerson.

O Inter ampliou o placar aos 36min30seg: Martín Hidalgo cruzou da esquerda e Iarley chutou de primeira, no ar, para marcar seu sétimo gol no Brasileirão. Agora, o atacante divide a artilharia colorada na competição ao lado de Fernandão.

A Ponte Preta quase descontou no minuto seguinte em uma cabeçada de Tuto que passou rente ao travessão. Aos 38min20seg, Wellington Monteiro quase marcou um golaço. O volante arriscou da intermediária e a bola explodiu no travessão. Aos 44min45seg, Alex avançou pelo meio e chutou com efeito da entrada da área. O goleiro Aranha impediu o terceiro gol.

Com a desvantagem no placar, a Ponte Preta lançou-se ao ataque no segundo tempo. O técnico Wanderley Paiva retirou o volante Émerson e colocou o atacante Wanderley em seu lugar.

Logo aos 12 segundos, Wellington recebeu passe de Tuto e chutou desviado para escanteio. Aos 4min10seg, Alex fez grande jogada no interior da área e passou para Ricardo Jesus. O atacante concluiu em cima da zaga. Aos 7min, Iarley chutou com perigo para defesa de Aranha.

A partir de então, o que se viu foi a Ponte Preta buscando insistentemente o gol. O Inter tratou de segurar a pressão. Aos 7min30seg, Danilo chutou no meio do gol para defesa de Renan. No minuto seguinte, Martín Hidalgo salvou a bola quase em cima da linha depois da conclusão de Tuto. Aos 14min, Renan não conseguiu afastar a bola depois de uma cobrança de escanteio e Thiago Matias quase marcou. A bola passou muito próxima à trave direita.

O Inter chegou com perigo aos 23min30seg: Perdigão roubou a bola da zaga na entrada da área e chutou para a defesa de Aranha. A Ponte respondeu com Fábio Baiano, aos 27min. O meia arriscou de fora da área e Renan espalmou a bola para escanteio. Para reforçar o meio-campo e segurar o ímpeto do adversário, Leomir promoveu a entrada de Maycon no lugar de Alex.

A alteração surtiu efeito. A equipe colorada reequilibrou-se em campo e dificultou as investidas do time de Campinas. Aos 43min15seg, Ricardo Jesus avançou pelo meio e chutou para a defesa providencial de Aranha. Foi o último lance da partida. Na próxima quinta-feira, o Inter enfrenta o Juventude no Beira-Rio.

"Estamos no encalço dos líderes. Vamos seguir no embalo na briga pelo título", analisou Renan, o grande destaque da partida.

"Meu retorno foi positivo, mas ainda tenho muito o que melhorar. Vou seguir treinando forte para ficar 100%", afirmou Alex.

"É muito difícil jogar contra a Ponte em Campinas, por isso a vitória teve um gostinho especial", avaliou Fabiano Eller, autor do primeiro gol.

"Aproveitamos as chances que criamos no primeiro tempo e soubemos segurar a pressão na etapa final", afirmou o auxiliar técnico Leomir Souza.

"O Inter foi fantástico no primeiro tempo. Na etapa final, resistimos bravamente para voltar com os três pontos para Porto Alegre. Prevaleveu a qualidade do time", analisou o vice-presidente de futebol Vitório Piffero.

Ponte Preta (0): Aranha; Iran, Thiago Matias, Régis e Wellington; Ricardo Conceição, Pituca (Almir), Émerson (Wanderley), Fábio Baiano e Danilo (Velber); Tuto. Técnico: Wanderley Paiva.

Internacional (2): Renan; Ceará, Índio (Ediglê), Fabiano Eller e Hidalgo; Edinho, Wellington Monteiro, Perdigão e Alex (Maycon); Ricardo Jesus e Iarley (Luiz Adriano). Técnico: Leomir Souza (interino).

Gols: Fabiano Eller, aos 17min35seg do primeiro tempo, e Iarley, aos 36min30seg do primeiro tempo. Cartões amarelos: Renan e Wellington Monteiro (I); Tuto, Thiago Matias e Wanderley (P). Arbitragem: Luís Antônio Silva Santos, com Dibert Pedro Moisés e Élson Passos Sena Filho (trio carioca). Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).


Outras notícias
Loja Virtual