26/01/2017

D’Alessandro: “desafio diferente dentro do Clube e um dos mais importantes”

São 341 jogos, 76 gols, 79 assistências e 10 títulos conquistados com a camisa colorada. Após um ano longe, Andrés Nicolás D’Alessandro está de volta ao Inter. Com tantas conquistas pelo Clube do Povo, D’Ale não esconde que viverá um momento diferente neste ano. “Sempre é um desafio. O torcedor deu suporte para a história do Clube e ele está preparado, o torcedor fez uma campanha ano passado impressionante acompanhando o time, dando suporte e apoio. Esse ano não será diferente, acredito que será muito melhor. Pessoalmente é um desafio diferente dentro do Clube e um dos mais importantes.”, revelou o argentino.

Ídolo colorado, o camisa 10 foi recepcionado por milhares de torcedores no Aeroporto Salgado Filho, na sua volta a Porto Alegre. A festa lembrou o momento da chegada do craque argentino em 2008, quando a torcida tinha apenas expectativa sobre o futuro ídolo. “Eu não tenho o que falar, só agradecer ao torcedor pelo apoio, por me acompanhar nesse ano que fiquei fora. Sinto essa vibração do torcedor colorado, sentia mesmo não estando no Clube. O carinho pelo Inter é muito grande, tudo isso com uma coisa muito grande que é ter ganho títulos aqui no Clube. Quando acabar a minha carreira, os títulos ficarão, assim como o carinho pelo Clube e pelo torcedor”, agradeceu.

Com seu nome na história do Inter, D’Alessandro conquistou seis Campeonatos Estaduais, uma Recopa Gaúcha, uma Copa Sul-Americana, uma Recopa Sul-Americana e uma Libertadores da América. Além dos títulos coletivos, foram dois prêmios individuais: melhor jogador da América em 2010, pelo jornal El País e o Prêmio EFE Brasil de melhor jogador estrangeiro do Brasileirão em 2013.


Meia espera repetir as conquistas dos últimos 8 anos

Desde 2008 no Inter, o argentino afirma ter duas casas, uma em Buenos Aires, outra em Porto Alegre. Após conquistar dois títulos na sua volta ao River Plate, é momento de retornar ao Colorado. “Minha volta aqui é diferente, me sinto em casa, já tenho uma estrutura aqui como família, não preciso de mais nada, só do Clube, família e amigos. Os filhos voltarão ao colégio novamente. Voltar a morar em Porto Alegre e ter esse relacionamento com quem me ajudou é muito importante”, confessou o meia.

Antes do primeiro jogo-treino da temporada, realizado no hotel Vila Ventura em Viamão, o técnico Antonio Carlos Zago comunicou que D’Alessandro volta a ser o capitão da equipe. O camisa 10 falou o que espera da temporada com a nova comissão e as primeiras impressões do trabalho. “Temos um treinador novo, a gente vai completar duas semanas de treinamento, precisamos de tempo. Nós todos sabemos que uma idéia de jogo tem que ser absorvida pelos atletas e isso só com tempo. O que mais importa para mim é o Campeonato Brasileiro, não podemos deixar nada de lado, mas temos que usar Campeonato Gaúcho e Primeira Liga como preparação para chegar no Brasileiro, fazer-se forte dentro de casa, fazer a diferença junto com o torcedor e fazer uma campanha boa para, no fim do ano, alcançar o objetivo”, reconheceu.


Craque argentino já está totalmente reintegrado ao grupo de jogadores

Projetando o que vem pela frente, o ídolo colorado imagina um longo caminho, mas que necessita de união de jogadores, torcida, comissão técnica e direção para obter sucesso. “O torcedor sabe que é um ano diferente, um ano difícil, ano passado foi muito complicado. É outra vida, outro ano. Precisamos que apoiem como apoiaram ano passado quando o time precisou,que nos levem a ser fortes dentro de casa. Após os 90 minutos, se não conseguirmos os objetivos, eles têm a obrigação e o dever de reclamar e cobrar o atleta, mas nos 90 minutos precisamos deles, que tenha a força do ano passado para nos acompanhar”, concluiu D’Alessandro.  

 


Outras notícias
Loja Virtual