14/09/2016

Mais controle e segurança para a festa do torcedor no Beira-Rio


Coletiva de imprensa anunciou ações do Inter com foco na segurança do Beira-Rio

A pulsação do Beira-Rio lotado é única. A festa da torcida colorada na arquibancada é uma atração à parte que o Internacional faz questão de incentivar cada vez mais. O Clube acredita que sócios e torcedores têm que usufruir na plenitude e com absoluta tranquilidade desta experiência única que é vir ao estádio para apoiar o time.

Para que o Gigante siga sendo um lugar seguro e agradável de ser frequentado, com uma atmosfera de alegria e boa convivência, o Inter não tem medido esforços para incrementar os sistemas de controle de acesso dos torcedores - cerca de R$ 300 mil foram investidos para fornecer ainda mais segurança à casa dos colorados. Atualmente, o principal objetivo é combater o anonimato dos torcedores e permitir a sua rápida identificação por parte do Clube e das autoridades de segurança pública. Para tanto, um moderno sistema biométrico digital está sendo usado para cadastrar todos os integrantes das torcidas organizadas.

"Não vamos parar por aí. Temos muito mais por investir, pois acreditamos que é importante cuidar da segurança do Beira-Rio. Queremos que a torcida possa fazer festa com tranquilidade", destaca o 1º vice-presidente/Finanças, Pedro Affatato.

 
Pedro Affatato (E) e o promotor Márcio Bressani falaram sobre as iniciativas em torno da segurança

Em entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira (14/9), na Sala de Conferência do Beira-Rio, a direção colorada apresentou para a imprensa os detalhes desta nova tecnologia adotada pelo Clube, bem com sobre todas as iniciativas que visam tornar o estádio um local protegido da ação de vândalos - monitoramento por câmeras, presença de postos do Juizado do Torcedor e da Polícia Civil, diálogo permanente entre Clube e torcidas organizadas foram alguns dos itens que compuseram a painel. Participaram do evento o 1º vice-presidente/Finanças, Pedro Affatato, o vice-presidente de Administração, Alexandre Limeira, o diretor de administração André Flores e o assessor do Grêmio Luiz Moreira.

"São investimentos em projetos como o da biometria que permitem o crescimento da convivência entre as torcidas e possibilita um dia termos 10% de torcida colorada na Arena. Até o final deste mês, vamos ter todas as torcidas organizadas que ocupam o anel inferior cadastradas com biometria. As torcidas que ocupam o anel superior já se cadastraram. Estamos sempre trabalhando em conjunto com o Ministério Público para garantir a maior eficácia dos processos.”, afirma o vice-presidente de administração, Alexandre Limeira.

Inter alinhado com o Estatuto do Torcedor

A partir da inserção do sistema biométrico digital no Beira-Rio, o Inter também passa a atender plenamente ao artigo 2 do Estatuto do Torcedor, que estipula que as torcidas organizadas devem manter um cadastro atualizado de seus associados ou membros. "Isso faz parte de um processo que vem sendo discutido com os clubes. O Inter está demonstrando todo o seu comprometimento com a causa. Os maiores beneficiados são os torcedores de bem que querem frequentar os estádio", elogia o titular da Promotoria do Torcedor Márcio Bressani. 

Sistema de cadastro biométrico: a partir da captura da impressão digital, as informações do torcedor ficam armazenados em um banco de dados e podem ser facilmente acessadas quando necessário pelo Inter e pelas autoridades de segurança pública.


Mais lugares para a torcida visitante

Tendo como referência o sucesso do 'Gre-Nal de Todos’ - ação pioneira entre os clubes de futebol do Brasil que vem possibilitando que colorados e gremistas assistam juntos ao Gre-Nal nas arquibancadas -, o Inter acredita que o Rio Grande do Sul está preparado para que seja ampliado o espaço destinado à torcida visitante. Os números provam que a convivência pacífica entre os torcedores rivais só tem crescido nos últimos anos: em 2014, na primeira edição da Torcida Mista, foram disponibilizados 1,5 mil lugares no Beira-Rio, e, atualmente, já são 3,5 mil. Portanto, a ideia é que, já no próximo clássico gaúcho, 10% da capacidade total do estádio seja reservada para os visitantes. Assim, enquanto a maior parte do clubes caminha para a direção da adoção da torcida única nos clássicos, o Clube do Povo mostra que está pronto para receber com total controle os torcedores rivais.


Torcida Mista está consolidada no clássico Gre-Nal


Outras notícias
Loja Virtual