30/07/2006

EMPATE NO CLÁSSICO TUMULTUADO POR GREMISTAS


Inter, de Iarley, assumiu a vice-liderança do Brasileirão após empatar com o Grêmio

Em um clássico marcado pelos tumultos provocados por parte da torcida do Grêmio, o Internacional empatou em 0 a 0 o Gre-Nal disputado na noite deste domingo no Beira-Rio em partida válida pela 14ª rodada do Brasileirão. Atuando com uma equipe de reservas, o Inter subiu para a segunda colocação da competição com 26 pontos e diminuiu para três pontos a diferença para o líder São Paulo, que tem 29. Agora, o Inter volta as suas atenções para a segunda partida da semifinal da Copa Libertadores, na quinta-feira, diante do Libertad, no Beira-Rio. 

O episódio mais marcante da partida foi a bagunça provocada pela torcida do Grêmio. Parte dos torcedores depredou e incendiou os banheiros químicos disponíveis para o seu próprio conforto. Com isso, um caminhão do corpo de bombeiros foi acionado para apagar as chamas. Enquanto tentavam trabalhar, os bombeiros ainda foram alvejados com uma chuva de pedras dos torcedores gremistas, que se divertiam e comemoravam o ato de vandalismo. Foi uma vergonha. A partida foi paralisada duas vezes. No total, foram 13 minutos de jogo parado.


Banheiros químicos foram incendiados no Beira-Rio (foto: Daniel Boucinha)

Antes do incêndio, os torcedores gremistas já haviam entrado em conflito com a Brigada Militar, quebrando a grade de separação das torcidas. Não satisfeitos, jogaram pedras e bombas nas policiais. Um ato de barbárie, indigno para uma torcida de futebol. 


Torcedores quebraram a grade de separação das torcidas (foto: Daniel Boucinha)

A entrada no estádio já havia sido tumultuada. Além da depredação dos banheiros, que foram arremessados da arquibancada para a via de circulação da segurança (antiga Coréia) durante o jogo, houve quebra-quebra de roletas, do refeitório das categorias de base e de parte das obras do Galpão Crioulo antes da partida. 


Banheiros químicos foram arremessados por torcedores (foto: Daniel Boucinha)

Clique aqui e saiba mais sobre o vandalismo no Beira-Rio

O Jogo

O Inter entrou em campo com uma equipe de reservas mais uma vez para priorizar a decisão contra o Libertad, na próxima quinta-feira, pela Copa Libertadores da América. Com isso, Abel Braga deu oportunidades a alguns jogadores como o volante Álvaro e o zagueiro João Guilherme. O treinador optou por atletas de forte marcação no meio-campo como Wellington Monteiro, Álvaro e Maycon, liberando Adriano para se juntar aos atacantes Iarley e Rentería.


Inter enfrentou o Grêmio com uma equipe recheada de reservas (foto: Divulgação/VIPCOMM)

Em campo, foi um primeiro tempo muito ruim tecnicamente. Houve passes errados em demasia, muita marcação e predomínio dos sistemas defensivos em relação aos ataques. Com isso, as chances de gol foram raras.

Aos 3min10seg, Rubens Cardoso deu toque de calcanhar para Iarley que chutou da esquerda para defesa de Marcelo. Depois disso, pouca coisa aconteceu até os últimos 15 minutos da etapa.


Ediglê atuou na zaga ao lado de João Guilherme (foto: Divulgação/VIPCOMM)

Aos 31min30seg, Rômulo recebeu lançamento e chutou de fora da área na trave, na melhor chance até então. Aos 35min, entrou Patrício no lugar de Alessandro, lesionado. No seu primeiro lance em campo, aos 35min20seg, Patrício cruzou e Rômulo cabeceou ao lado do gol. Depois disso, nada mais de importante aconteceu até o final do primeiro tempo.

No intervalo, Abel retirou Adriano e colocou Michel em busca da vitória. A segunda etapa teve mais movimentação, mas as chances de gols continuaram raríssimas. Aos 8min50seg, Iarley cobrou escanteio e Ediglê cabeceou para defesa de Marcelo. Aos 9min20seg, Hugo arriscou da intermediária por cima.


Adriano foi substituído por Michel no 2º tempo (foto: Divulgação/VIPCOMM)

Aos 13min, os torcedores gremistas incendiaram um banheiro químico provocando uma grande nuvem de fumaça, que impedia os próprios torcedores adversários de assistirem ao jogo. O jogo então foi paralisado por quatro minutos.

No recomeço, aos 19min40seg, Wellington Monteiro arriscou de fora da área, o goleiro Marcelo soltou a bola e Michel apanhou o rebote e caiu. O juiz preferiu não marcar pênalti. Aos 21min50seg, nova paralisação. Desta vez, para o caminhão do corpo de bombeiros entrar no estádio e apagar as chamas. Mais nove minutos de jogo parado.


Torcida colorada fez bonito e se preocupou somente em incentivar o Inter (foto: Daniel Boucinha)

Aos 35min30seg, Hugo deixou o gramado para a entrada de Herrera. No Inter, aos 37min45set, Iarley saiu e entrou Mossoró. Quando se completaram 45 minutos de partida, o juiz Wilson Seneme indicou que daria 15 minutos de desconto.

Aos 45min40seg, Patrício chutou de fora da área e Renan salvou para escanteio. Aos 52min, saiu Rubens Cardoso e entrou Ramón. No Grêmio, aos 53min, entrou Valdeir e deixou o campo Bruno Mello. De nada adiantaram as trocas. O jogo continuou sem chances de gol e o 0 a 0 persistiu.

"Foi um time de meninos que se portou muito bem em campo. O resultado nos fez ganhar posições na tabela. Estou muito satisfeito com os jogadores", analisou o técnico Abel Braga.      

"Vamos pedir a punição do Grêmio. Não é possível que esses atos de vandalismo sigam impunes. No jogo com o Figueirense, eles já haviam depredado o estádio", disse o presidente Fernando Carvalho.

"A atitude de parte da torcida do Grêmio colocou em risco a integridade física de todo o estádio. Isso é lamentável", afirmou o vice-presidente de futebol, Vitório Piffero.                                                       

Internacional (0): Renan; Ceará, João Guilherme, Ediglê e Rubens Cardoso (Ramon); Álvaro, Maycon, Wellington Monteiro e Adriano (Michel); Iarley (Mossoró) e Rentería. Técnico: Abel Braga.

Grêmio (0): Marcelo Grohe; Alessandro (Patrício), Evaldo, Pereira e Bruno Telles (Valdeir); Jeovânio, Lucas, Tcheco e Hugo (Herrera); Rafinha e Rômulo. Técnico: Mano Menezes.

Cartões amarelos: Herrera, Bruno Telles, Pereira (G), Álvaro, Adriano, Iarley (I). Renda: R$ 263.691,00. Público: 33.251 (26.705 pagantes). Arbitragem: Wilson Luiz Seneme, auxiliado por Evandro Luís Silveira e Nilson Souza Monção (trio de SP). Local: Estádio Beira-Rio.


Outras notícias
Loja Virtual