20/08/2015

Inter estreia com vitória na Copa do Brasil

carregando galeria...

O Internacional estreou na Copa do Brasil em grande estilo. Superior desde o primeiro minuto, o Colorado aplicou 2 a 0 no Ituano e arrancou em vantagem nas oitavas de final da competição. O jogo marcou o reencontro de Argel, agora como treinador, com o torcedor colorado no Beira-Rio. A equipe demonstrou intensidade e teve capacidade de criar e converter as oportunidades em gols. Na partida de volta, dia 27/08, no Estádio Novelli Júnior, o Inter pode perder por um gol de diferença, ou até por dois, desde que marque gols, para obter classificação às quartas de final.

Capitão de volta ao time

O retorno de Andrés D'Alessandro foi a novidade na escalação colorada. O capitão esteve ausente da equipe desde o jogo contra a Chapecoense, no Beira-Rio, pela 16ª rodada do Brasileirão, devido a dores no ombro direito e no quadril. O camisa 10 entra na vaga do uruguaio Nico Freitas. D'Alessandro entrou em campo inspirado já que esta foi a primeira partida após a chegada de Gonzalo, terceiro filho do argentino e sua esposa Erica, nascido na última sexta-feira (14/08), em Porto Alegre.

Início avassalador

O Internacional começou tomando iniciativa da partida, com ampla movimentação do trio Vitinho, Valdívia e Sasha. A primeira finalização veio 9min: D'Alessandro cobrou escanteio e o zagueiro Ernando cabeceou para defesa do goleiro Fábio. A maior posse de bola deu frutos no minuto 14. Após tabela com Rodrigo Dourado, Vitinho teve vitória pessoal sobre o marcador e disparou um potente chute de fora da área contando com desvio na defesa para encobrir o goleiro e abrir o marcador.

O gol aumentou a confiança da equipe, que soube aproveitar o momento. Aos 17min, veio o segundo gol. Eduardo Sasha roubou bola no campo de ataque e passou para Vitinho. O autor do primeiro gol dessa vez foi o garçom e assistiu Valdívia ampliar o placar a favor do Inter, com chute colocado no canto esquerdo do arco. Alguns torcedores ainda chegavam ao Gigante e o placar já estava 2 a 0.

O Ituano tentava reagir, mas a formação vermelha estava segura, impedindo as investidas dos paulistas. Aos 37min aconteceu a ação mais perigosa do adversário quando João Paulo cobrou falta lateral pela esquerda e o zagueiro Naylhor cabeceou com liberdade mas sem direção. Aos 43min, o mesmo zagueiro aproveitou novo cruzamento e, em posição duvidosa, cabeceou por sobre o gol. O primeiro tempo foi vermelho, para alegria da torcida e do técnico Argel.

Trave impede um placar maior

A segunda etapa começou com o Inter controlando a partida, trocando passes com inteligência, valorizando a bola e esperando os momentos certos para atacar. E foi o que aconteceu logo aos 4min. D'Alessandro deu lindo passe para Valdívia, que invadiu a área e soltou a bomba, mas o travessão impediu o que seria um golaço. Argel esteve tranquilo na sua estreia na beira do gramado do Gigante, vendo sua equipe atuar de forma segura e compacta, dominando completamente a partida.

Valdívia finalizou com perigo mais uma vez aos 13min. D'Alessandro armou a jogada e encontrou William apoiando pela direta. O lateral acertou cruzamento e o Pokopika desviou de cabeça, mas Fábio defendeu. Pela primeira vez na temporada, o camisa 29 foi utilizado como atacante e acabou sendo o jogador que mais finalizou na partida. A pressão colorada era grande. Aos 15min, novamente William foi ao fundo e cruzou, a bola atravessou a grande área e terminou com perigosa finalização de Vitinho por cima da goleira.

Mesmo com o revés no placar, o Ituano não conseguia reagir e o Inter seguia impondo seu jogo. Aos 29min, William e Vitinho tabelaram pela direita e o atacante cruzou rasante para Lisandro López, que entrou na vaga de Valdívia. O argentino finalizou mas o zagueiro Leo salvou o Ituano, desviando pela linha de fundo. Aos 31min, novamente Lisandro provocou intervenção importante do goleiro adversário ao chutar cruzando com força, após jogada de Zé Mário, outra novidade da segunda etapa.

A trave estava ajudando o Ituano e dessa vez frustrou o que seria a segunda comemoração de Vitinho. O camisa 21 recebeu passe dentro da área e chutou com efeito, acertando o poste e aliviando o time do interior paulista. No final do jogo, por muito pouco não saiu outro golaço. Alex, que entrou na vaga de Sasha, articulou com D'Alessandro e Lisandro e finalizou de voleio, rente à trave esquerda.

Ficha técnica:

Internacional (2): Alisson; William, Paulão, Ernando e Geferson (Zé Mário, no intervalo); Rodrigo Dourado, Nilton, D'Alessandro e Eduardo Sasha (Alex, aos 35/2º); Valdívia (Lisandro López, aos 23min/2º) e Vitinho. Treinador: Argel Fucks.

Ituano (0): Fábio; Dick, Naylhor, Leo e João Paulo; Jonatan Lima, Ewerton (Gercimar, aos 37/2º), Cristian e Claudinho; Marcão (Rodrigo Bassani, aos 26min/2º) e Zambi (Guilherme, aos 31/2º). Treinador: Tarcísio Pugliese.

Gols: Vitinho, aos 14min do primeiro tempo, e Valdívia, aos 17min do primeiro tempo.

Cartões amarelos: Geferson e Vitinho (Inter). Dick, João Paulo, Zambi e Rodrigo Bassani (Ituano).

Arbitragem: Elmo Alves Resende da Cunha (GO), auxiliado por Márcio Eustáquio Santiago (MG) e Daniel Henrique Andrade (DF).

Público total: 27.349 (Pagantes: 24.283, Menores: 1.658, Não pagantes: 1.408).

Renda: R$ 340.490,00.

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.


Outras notícias
Loja Virtual