18/03/2006

COLORADOS CAMPEÕES DO PAN DE 56 SE EMOCIONAM COM HOMENAGEM DO INTER

O Internacional homenageou na tarde do último sábado, no Estádio Beira-Rio, os ex-jogadores colorados que participaram da conquista do bicampeonato Pan-Americano de futebol pela Seleção Brasileira, na Cidade do México, em 18 de março de 1956, dia que o título faz aniversário de 50 anos.


Da esq. para a dir.: Bodinho, Chinesinho, Luizinho e Larry formavam o ataque da Seleção e do Inter

A solenidade começou na ante-sala do vestiário do time principal, onde foi descerrada uma placa comemorativa ao conqüentenário. Foram homenageados os ex-jogadores Luizinho, Bodinho, Larry, Chinesinho, Florindo, Jerônimo, familiares dos já falecidos Odorico, Oreco, Teté (técnico) e Moura (massagista), com a presença de convidados, imprensa e dirigentes colorados.


No dia do cinqüentenário da conquista, o Inter fez justa homenagem aos colorados que representaram a Seleção Brasileira

O ídolo Larry conta que foi uma emoção muito grande participar de uma conquista tão importante da Seleção Brasileira ao lado de outros jogadores colorados. ?Não esperava que nos escolhessem e não decepcionamos, tanto que trouxemos o título?, conta Larry. Outro atacante daquele time campeão, Bodinho, também avalia o que representou a conquista do bicampeonato Pan-Americano. ?É a mesma coisa que ganhar na loteria, nunca mais vou esquecer o sucesso dos colorados na Seleção?. O vice-presidente colorado Artur Dallegrave resume: ?Era uma época em que o Inter comandava o futebol brasileiro?. Já Luizinho, outro herói da equipe, afirma que os jogadores do Inter eram sensacionais. ?Foi uma satisfação participar da conquista com os meus colegas do Inter, estou emocionado do clube relembrar estes 50 anos?.


Chinesinho tinha 21 anos quando conquistou o Pan-Americano e marcou 4 gols


O atacante Larry, ídolo colorado, era um dos destaques do futebol brasileiro

Após a solenidade no vestiário, os homenageados se dirigiram para o gramado, onde o vice-presidente de Comunicação Social Gelson Pires e o primeiro vice-presidente entregaram uma placa comemorativa a cada um dos campeões de 1956. ?De pé pelo Rio Grande e pelo Brasil era o que falavam dos colorados na Seleção, tudo isso representava o poder do futebol do Internacional?, disse Gelson Pires. Também recebeu uma homenagem o jornalista Eduardo Valls, autor do livro ?Epopéia de uma conquista?, sobre o bicampeonato da Seleção Brasileira.


Bodinho (D) recebe placa comemorativa do vice-presidente do Inter Arthur Dallegrave


Larry (D), junto de Dallegrave (centro) e do vice-presidente de Comunicação Social colorado Gelson Pires


Chinesinho recebe reconhecimento no cinqüentenário do título


Luizinho: "E
stou emocionado do Inter relembrar estes 50 anos"

Fotos: Daniel Boucinha/Arquivo Internacional


Outras notícias
Loja Virtual