16/03/2006

INTER HOMENAGEIA HERÓIS DO PAN-AMERICANO DE 1956

Há 50 anos a Seleção Brasileira conquistava o bicampeonato Pan-Americano de futebol, na Cidade do México. Um título especial, em 18 de março de 1956, no Estádio Olímpico Universitário da capital mexicana, quando dez profissionais colorados honraram a camisa canarinho. Para relembrar este momento glorioso, o Sport Club Internacional faz uma justa homenagem a estes heróis, no próximo sábado, no Beira-Rio, antes da partida Inter x Novo Hamburgo, válida pelo Campeonato Gaúcho 2006.

Às 14h30, na ante-sala do vestiário profissional do Estádio, ao lado da Sala de Entrevistas, haverá o descerramento da placa comemorativa do cinqüentenário da conquista do bicampeonato Pan-Americano de futebol da Seleção Brasileira. Logo após, às 15h, no gramado principal do Beira-Rio, em frente às arquibancadas sociais, será entregue uma placa para cada um dos representantes colorados no grupo da Seleção.


Chinesinho tinha 21 anos quando conquistou o Pan-Americano e marcou 4 gols

Os jogadores Flávio Pinho (Florindo), Luiz Marques (Luizinho), Nilton Coelho da Costa (Bodinho), Larry Pinto de Faria (Larry) e Sidney Colonia Cunha (Chinesinho) estarão presentes. Os já falecidos serão homenageados através de seus representantes: o então técnico José Francisco Duarte Júnior (Teté) (foto ao lado), o massagista Antenor Moura (Moura) e os jogadores Waldemar Rodrigues Martins (Oreco) e Odorico de Araújo Goulart (Odorico). Outro atleta no grupo canarinho, Jerônimo Teixeira dos Santos (Jerônimo), atualmente residindo no Rio de Janeiro e com impossibilidade de vir a Porto Alegre, receberá a sua placa posteriormente. Também receberá uma homenagem o jornalista Eduardo Valls, autor do livro ?Epopéia de uma conquista?, sobre o bicampeonato da Seleção Brasileira.


Outras notícias
Loja Virtual