17/04/2015

Aguirre: ''Jogamos um futebol dinâmico''


Pratas da casa, Sasha e Valdívia comemoram: Inter apresentou grande futebol contra os chilenos da La U

A espetacular vitória por 4 a 0 no Estádio Nacional de Chile foi alcançada com uma atuação quase perfeita, uma das melhores da temporada. Com personalidade, o time colorado dominou a La U do primeiro ao último minuto e construiu um elástico placar, o maior da história do Clube na Libertadores da América. E o técnico Diego Aguirre teve um mérito todo especial nesta jornada inesquecível em Santiago, ao armar o time com inteligência para o duelo fora de casa. Ao final do confronto, o treinador uruguaio comemorou o importante resultado.

"Foi o melhor jogo do ano. Enfrentamos uma grande equipe, precisávamos da vitória, jogamos bem e fiquei muito feliz com o desempenho do grupo. Jogamos um futebol dinâmico. Ser o primeiro do grupo é um dos nossos objetivos, e estamos perto de alcançá-lo", disse Aguirre.

O Inter foi uma equipe coesa, segura no plano defensivo e extremamente eficiente no ofensivo. Com velocidade na transição de bola no meio-campo, surpreendeu por completo os donos da casa, que ficaram atônitos com o ímpeto colorado. O primeiro gol, marcado por Nilmar, evidenciou bem a 'pilha' com a qual o Inter entrou em campo. O atacante acreditou até o final na arrancada que culminou com a abertura do placar. Com quatro toques na bola, o Clube do Povo chegou ao segundo gol, em contra-ataque que passou pelo desarme de Juan, a transição de D'Alessandro e a assistência precisa de Nilmar para Eduardo Sasha.

A velocidade de Nilmar foi decisiva, mais uma vez, no terceiro gol: uma disparada fenomenal desde o meio-campo que acabou com um toque preciso no cantinho do goleiro Herrera. Já no segundo tempo, Aguirre colocou Valdívia no lugar de Jorge Henrique. E a postura ofensiva do jogador caiu como uma luva no panorama da partida. A Universidad de Chile cedia espaços generosos, e em mais um contra-ataque, a bola sobrou para Valdívia, justamente ele que saira do banco, encerrar a goleada. O garoto teve qualidade de sobra na finalização. Detalhe: os quatro gols saíram dos pés de jogadores formados dentro do Beira-Rio. Em campo, ao todo, foram sete atletas do Celeiro de Ases: Alisson, Alan, Geferson, Rodrigo Dourado, Nilmar, Valdívia e Sasha. 


Outras notícias
Loja Virtual