27/11/2014

Saiba como a CAS e a TI atuam na retaguarda da maior eleição do mundo


Da esq. para dir.: diretor de TI Lauro Dorneles, gerente da CAS Angélica Danoski e
conselheiro membro da Comissão Eleitoral Leonardo Cardoso

A Central de Atendimento ao Sócio (CAS) e o setor de Tecnologia da Informação (TI) do Internacional estão envolvidos na organização das eleições 2014 do clube. O que nem todos sabem é que eles atuam em conjunto na retaguarda das eleições. O setor de TI é responsável por proporcionar a infraestrutura de dados, ou seja, a passagem do cadastro para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a auditoria das urnas para verificar se estão configuradas da maneira correta e com o cadastro dos sócios. Além disso, o TI cuida de toda a estrutura física para que a eleição ocorra, como o cabeamento estruturado de energia elétrica e o cabeamento de internet para os postos de trabalho que irão auxiliar os sócios na chegada ao gigantinho no dia 13 de dezembro para votar presencialmente.

Em conjunto com a CAS, responsável pelo lado operacional, o setor de TI verifica as reclamações de sócios que desejam esclarecer dúvidas em relação à votação, como, por exemplo, o motivo pelo qual não estão aptos a votar. Segundo o diretor de TI do Internacional, Lauro Strazzabosco Dorneles, acontecem alguns problemas que precisam ser esclarecidos ao sócio e a tecnologia da informação, responsável pela coordenadoria técnica, também auxilia a CAS nessa pesquisa e informação ao associado colorado. “É uma retaguarda da eleição, a comissão executa aquilo que consta no estatuto e nós fornecemos todo o apoio técnico e operacional para isso acontecer”, ressalta Dorneles.

Conforme a Gerente da CAS, Angélica Danoski, ela e sua equipe começaram a trabalhar em conjunto com o setor de TI do clube e a comissão eleitoral, visando realizar a higienização da base de dados dos sócios aptos a votar, ou seja, limpar e-mails, CPFs e outros dados duplos, campos vazios e todos os requisitos de cadastro que o sócio precisa para estar apto a votar. Todo este trabalho foi desenvolvido através de contato direto com o sócio. “No primeiro momento verificamos os sócios que estavam com a mensalidade em dia para higienizar os dados. Os que não estavam em dia, colocamos um grupo para cobrar essas pessoas. Tivemos trabalhos paralelos, um higienizando e outro cobrando”, salienta Angélica. A gerente evidencia que a base de não votantes pela internet iniciou em 14 mil e chegou ao resultado de 8 mil não votantes, resultado da higienização dos dados.

Leonardo Ligabue Cardoso, conselheiro membro da Comissão Eleitoral evidencia a necessidade dos associados terem conhecimento de todo o processo e trabalho que envolve uma eleição e a importância de manter atualizado o cadastro. Cerca de 64 mil sócios estão aptos a votar e fazer desta a Maior Eleição do Mundo. Cardoso ressaltou sobre a importância das duas formas de votação, virtual e presencial, onde estão envolvidas a PROCERGS e o TRE, dando total transparência ao pleito, os quais são, ainda, acompanhados de auditoria externa feita por empresa especializada. Destacou, ainda, que, todos os passos e ocorrências da eleição estão publicados no site do clube e no site das eleições, dando maior transparência e possibilitando ao sócio ficar por dentro de tudo o que acontece.


Outras notícias
Loja Virtual