27/11/2005

VITÓRIA MANTÉM INTER VIVO NA BUSCA DO TETRA


Jorge Wagner comemora: Inter segue na briga pelo título do Brasileirão

Uma vitória dramática do Internacional por 2 a 1 sobre o Palmeiras manteve vivas as chances coloradas em busca do Tetracampeonato em partida disputada no Beira-Rio neste domingo, válida pela penúltima rodada do Brasileirão. Jorge Wagner, aos 25min do primeiro tempo, e Rentería, aos 41min30seg do segundo tempo, marcaram os gols colorados. Juninho fez o gol paulista. Com o resultado, o time colorado está com 78 pontos, a três pontos do Corinthians, faltando uma rodada para o fim da competição. A vitória também garantiu vaga na primeira fase da Copa Libertadores da América.

O jogo

Antes do jogo, o hino rio-grandense e o hino do Inter foram cantados pelo 50 mil colorados em pé no Beira-Rio como prova do orgulho e fé da maior torcida do Rio Grande no seu time. Foi de arrepiar. 


Torcida lotou o Beira-Rio e deu mais uma demonstração de amor pelo Inter

O Inter foi a campo com novidades. Jorge Wagner voltou à lateral-esquerda no lugar de Alex. Sem Tinga e Ricardinho, suspensos, entrou Wellington, enquanto Fernandão recuou para o meio-campo, passando Iarley para o ataque.

O time colorado teve dificuldades para criar oportunidades no primeiro tempo. O Palmeiras atuou bastante recuado com todos os jogadores marcando e deixando poucos espaços. Nos contra-ataques, os rápidos Marcinho e Juninho Paulista levavam perigo. Aos 4min20seg, Marcinho cruzou da esquerda e Clemer salvou com boa saída do gol.

A primeira chegada colorada ocorreu aos 8min, quando Sobis rolou para Jorge Wagner chutar forte por cima. Aos 11min20seg, Gavilán fez bom lançamento para Iarley que quase alcançou a bola de frente para o goleiro Marcos. 


Iarley teve boa atuação no ataque do Inter

Aos 14min, o Beira-Rio explodiu pela primeira vez. Era gol da Ponte Preta no Morumbi diante do Corinthians. Um minuto depois, Gavilán pegou rebote na entrada da área, mas Marcos defendeu. Aos 17min40seg, Sobis rolou para Wellington chutar por cima. 

O Inter tinha a posse de bola, mas não conseguia criar porque o Palmeiras marcava com todos os jogadores do meio-campo para trás. Aos 23min, Jorge Wagner cobrou falta da direita em direção à área. Quando Edinho iria subir para cabecear, Gamarra se apoiou no ombro do jogador colorado: pênalti bem marcado por Evandro Roman. Na cobrança, aos 25min, Jorge Wagner marcou 1 a 0. Festa no Beira-Rio. Foi o 18° gol de Jorge Wagner na temporada.


Edinho sofreu pênalti no primeiro tempo

Aos 27min25seg, quase o time colorado ampliou. Rafael Sobis cabeceou depois de cruzamento da direita de Wellington e Marcos fez defesa espetacular. Em seguida, o técnico Leão foi expulso por reclamar da arbitragem. Aos 31min30seg, Juninho Paulista cobrou falta com perfeição e empatou: 1 a 1. Na tentativa de defesa, Clemer se chocou com o poste e precisou ser substituído por André. Aos 43min20seg, André Cunha recebeu passe na área e cruzou para boa defesa de André. Foi a última chance da primeira etapa.

A segunda etapa começou diferente. O Inter partiu pra cima cedo e quase marcou logo. A 1min45seg, depois de escanteio, Sobis pegou o rebote e chutou perto da trave. Aos 2min15seg, Sobis recebeu bom passe de Fernandão, avançou livre na área e chutou para defesa sensacional de Marcos. O Palmeiras respondeu aos 12min10seg com Alceu chutando de fora da área e André defendeu no canto. 

Aos 14min30seg, Jorge Wagner tentou cruzar e quase marcou. Marcos salvou soqueando a bola. Aos 15min20seg, Tévez cobrou pênalti para fora no Morumbi e a torcida colorada vibrou muito. Aos 15min35seg, Fernandão tentou de fora da área e a bola passou perto da trave. Aos 17min30seg, Jorge Wagner cobrou falta e Marcos salvou com grande defesa.


Mossoró entrou no segundo tempo e criou boas jogadas

Aos 20min, uma mudança em cada time antecipou a postura das duas equipes até o final da partida. No Palmeiras, que preferiu recuar, saiu o meia Diego Souza e entrou o volante Glauber. No Inter, saiu o volante Wellington e entrou o meia-atacante Mossoró, em busca do gol da vitória.

Aos 21min30seg, Mossoró tentou cruzar e a bola bateu na mão de Alceu próximo à área. O juiz preferiu não marcar o toque. Na seqüência da jogada, Jorge Wagner chutou forte por cima. 

Aos 24min, saiu Washington e entrou Gioino. 15 segundos depois, Gioino cabeceou para grande defesa de André. Aos 24min40seg, saiu Iarley e entrou Rentería, que seria o herói da partida.


Rentería entrou no lugar de Iarley e marcou o gol da vitória

Aos 39min, um momento de grande apreensão no Beira-Rio. O Corinthians marcou o segundo gol sobre a Ponte Preta, o que garantiria o título se o Inter não conseguisse vencer o Palmeiras.

Mas o Inter não se entregou. Pelo contrário. Foi para cima e marcou o gol da vitória em um lindo lance. Aos 41min30seg, Rentería tocou para Mossoró que passou para Fernandão, que devolveu para Rentería. O colombiano concluiu rasteiro e com força no canto de Marcos: 2 a 1. Na comemoração, Rentería correu em direção à torcida e imitou um saci, o símbolo colorado. Foi o quarto gol do atacante no Brasileirão.


Rentería comemora o gol imitando um saci

Depois disso, foi uma festa enorme para os quase 50 mil colorados que fizeram o maior público do ano no Beira-Rio. Aos gritos de ?é campeão?, a torcida fez a festa, lembrando que, se não fosse a intervenção do STJD no campo, o time colorado chegaria na última rodada na liderança com um ponto de vantagem.

Na última rodada, o Inter enfrenta o Coritiba em Curitiba e o Corinthians vai a Goiânia pegar o Goiás.

"O Brasil inteiro está vendo a qualidade do nosso futebol. Temos que ir para Curitiba com muita seriedade e buscar os gols. Existem dois campeonatos: no do campo, estamos na frente por um ponto", afirmou o vice-presidente de futebol, Vitório Piffero.

"Já estamos classificados para a Libertadores. Vamos continuar trabalhando. O Inter está de parabéns. A torcida tem orgulho desse time, que nunca se entrega", elogiou o técnico Muricy Ramalho.

Internacional (2): Clemer (André); Élder Granja, Edinho, Ediglê e Jorge Wagner; Gavilán, Perdigão, Wellington (Márcio Mossoró) e Fernandão; Sobis e Iarley (Rentería). Técnico: Muricy Ramalho.

Palmeiras (1): Marcos; André Cunha (Baiano), Daniel, Gamarra e Lúcio; Alceu, Marcinho Guerreiro, Juninho e Diego Souza (Gláuber); Marcinho e Washington (Gioino). Técnico: Leão.

Gols: Jorge Wagner (I), aos 25min do primeiro tempo, Juninho Paulista (P), aos 31min30seg do primeiro tempo, e Rentería (I), aos 41min30seg. Cartões amarelos: André Cunha, Gioino (P), Ediglê, Gavilán (I). Renda: R$ 349.606,00. Público: 48.167 (41.643 pagantes). Arbitragem: Evandro Rogério Roman (PR), auxiliado por Gílson Bento Coutinho (PR) e José Amílton Pontarolo (PR). Local: Estádio Beira-Rio.


Outras notícias
Loja Virtual