14/08/2014

Colorado disputará a Copa Sul-Americana em setembro

O mês de setembro reserva um novo desafio para o Internacional: a disputa da 13ª edição da Copa Sul-Americana. O time colorado enfrentará uma equipe brasileira, definida em futuro sorteio da Conmebol, em jogos de ida e volta nos dias 3 e 10. O classificado avança às oitavas de final do torneio que assegura ao campeão vagas na Libertadores, na Recopa, na Copa Suruga e na própria Sul-Americana de 2015.

> Veja a tabela oficial da Sul-Americana

A competição começa no dia 19 de agosto e contará com a participação de 47 clubes dos dez países da América do Sul. As finais estão marcadas para os dias 5 e 12 de dezembro. A primeira fase será disputada por 32 times, já que as equipes brasileiras e argentinas só entram na etapa seguinte, com duelos internos.

Os demais países foram divididos em dois grupos: na ‘Zona Norte‘ estão Colômbia, Equador, Peru e Venezuela, enquanto na ‘Zona Sul’ é formada por Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai. Brasil e Argentina já têm quatro vagas garantidas automaticamente nas oitavas de final.

Cronograma das fases

A segunda fase do torneio será realizada nos dias 3, 10, 17 e 24 de setembro. As oitavas de final ocorrem nos dias 1, 8, 15 e 22 de outubro, enquanto que as quartas estão previstas para os dias 29 de outubro, 5 e 12 de novembro. As semifinais serão nos dias 19 e 26 de novembro. As finais acontecem nos dias 3 e 10 de dezembro. 

Até hoje, apenas dois clubes brasileiros conquistaram a Copa Sul-Americana: o Internacional, em 2008, e o São Paulo, em 2012. O Boca Juniors é o único clube que venceu duas vezes o torneio. Os outros campeões foram LDU, San Lorenzo, Cienciano, Pachuca, Arsenal, Independiente, Universidad de Chile e Lanús (atual detentor do título).

Memória: título invicto em 2008

O Internacional foi o primeiro clube brasileiro a erguer a taça da Sul-Americana, com uma campanha invicta em 2008. Foram cinco vitórias e cinco empates – depois de empatar as quatro primeiras partidas, o time do técnico Tite foi avassalador e empilhou cinco vitórias seguidas. Para chegar até a inédita conquista, passou por Grêmio, Universidad Católica, Boca Juniors, Chivas Guadalara e Estudiantes.

A finalíssima contra os argentinos, em um Beira-Rio completamente tomado pela torcida, foi dramática, com o gol do título sendo alcançado no segundo tempo da prorrogação. Como havia vencido por 1 a 0 em La Plata, o empate em 1 a 1 foi suficiente para que o Colorado passasse de a ostentar de forma legítima a alcunha ‘Campeão de Tudo’. Saiba mais sobre a conquista.


Outras notícias
Loja Virtual