13/08/2014

Copa do Brasil: Inter perde para o Ceará no Castelão

Inter foi derrotado por 3 a 1 em Fortaleza e ficou de fora da Copa do Brasil

Com o time repleto de desfalques, o Internacional não conseguiu superar o Ceará na noite desta quarta-feira, em Fortaleza, no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. O Colorado acabou sendo derrotado por 3 a 1, resultado que o eliminou do torneio – na partida de ida havia perdido por 2 a 1.

> Veja fotos da partida

Agora, além do Brasileirão, o Inter disputará a Copa Sul-Americana a partir de setembro. O próximo desafio é contra o Goiás, sábado, às 18h30, no Serra Dourada, pela 15ª rodada do campeonato nacional.

Chegada conturbada ao Castelão

Na entrada do estádio, a delegação colorada foi vítima de atos lamentáveis por parte de alguns torcedores do Ceará. O ônibus que trazia jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes foi apedrejado, e uma janela ficou bastante avariada, a ponto de cair para o lado de fora. Por sorte, ninguém ficou ferido, mas o Clube registrou ocorrência na delegacia do Castelão.

Time modificado

O Colorado foi para Fortaleza sem seis titulares. Juan, Willians, D'Alessandro e Alex ficaram de fora da partida. Wellington Silva e Wellington também não puderam atuar, uma vez que defenderam outros clubes nesta Copa do Brasil. Assim, o técnico Abel Braga promoveu uma série de alterações no time.

Ernando e Paulão formaram a dupla de zaga. Cláudio Winck ganhou chance na lateral direita e Fabrício seguiu pelo lado esquerdo e carregou a braçadeira de capitão. No meio-campo, a novidade foi o volante Jair, 19 anos, oriundo do grupo Sub-23. Ygor, Aránguiz e Alan Patrick completaram o setor. Rafael Moura e Wellington Paulista foram os atacantes.

Gol no começo complica a missão

Com a necessidade de reverter o resultado do jogo de ida, o Inter adotou postura ofensiva desde os primeiros movimentos. Os avanços pelas laterais eram a principal alternativa para chegar ao ataque. Aos 3min, Fabrício cruzou com qualidade e Wellington Paulista saltou entre os zagueiros para cabecear pro cima do gol cearense.

Mas os donos da casa não demoraram para se impor. Aos 6min, Magno Alves chutou, Dida defendeu parcialmente e Paulão afastou na sequência. Logo depois, Bill recebeu em posição de impedimento e concluiu para o gol, que foi prontamente anulado pela arbitragem. Aos 9min, Magno Alves roubou a bola e chutou na saída de Dida para fazer 1 a 0.

Apoiado pela numerosa torcida, o Ceará jogava com muita disposição e quase chegou ao segundo gol, aos 14min: Magno Alves fez cruzamento rasteiro da direita e Paulão fez corte providencial com um carrinho, evitando que a bola chegasse para a finalização de Bill. O Inter suportou a pressão e conseguiu equilibrar a partida. Com o meia Valdívia no lugar de Jair, passou a rondar a área do Ceará, mas sem conseguir concluir com perigo.

Aos 32min, Rafael Moura cabeceou à direita do gol após cobrança de escanteio. Para dar mais ofensividade à equipe, Abel promoveu a entrada do meia Valdívia no lugar de Jair. Aos 37min, Fabrício alçou na área buscando os atacantes, mas o goleiro Jailson ganhou pelo alto e ficou com a bola. 

Mais gols na etapa final

O Inter começou o segundo tempo criando sucessivas oportunidades. A 1min, Wellington Paulista invadiu a área, foi até a linha de fundo, mas acabou caindo. Aos 3min, Valdívia ficou cara a cara com Jailson, mas o chute saiu à direita. Aos 7min, Rafael Moura disparou de dentro da área e a bola passou rente à trave direita. Um minuto depois, Wellington Paulista carimbou o goleiro Jailson, que espalmou para escanteio. Aos 12min, Magno Alves arriscou de longe e a bola saiu à esquerda do gol de Dida.

O Ceará fez 2 a 0 aos 20min, quando Bill aproveitou cruzamento de Nicão empurrou a bola para o fundo do gol. Em um contra-ataque, aos 24min, Valdívia recebeu bom passe de Rafael Moura e descontou para o Inter. O gol deu novo ânimo ao Colorado e, aos 27min, Fabrício quase empatou em chute cruzado que Jailson defendeu.

Porém, aos 37min, Magno Alves ampliou para a equipe de Fortaleza. 3 a 1. Aos 42min, Eduardo soltou uma bomba de fora da área e Dida fez grande defesa para escanteio. 

"Era jogo de 180 minutos, então levar dois gols em casa acaba dificultando muito", avaliou Cláudio Winck.

"Lamento porque entramos com o objetivo de seguir na Copa do Brasil. Mas tivemos desfalques que não puderam atuar por causa da sequência de jogos. Eles corriam o risco de se lesionar. Não poupei ninguém. Não podia escalá-los. Mas não temos o que reclamar, pois o Ceará foi melhor. Agora vamos trabalhar forte e procurar manter o bom momento no Brasileirão", disse o técnico Abel Braga.

"É óbvio que não estamos contentes com o resultado. Precisamos melhor muito, e esta melhora tem que ocorrer já agora no sábado contra o Goiás. Nosso foco neste momento é o Brasileirão. A Sul-Americana iremos pensar depois, quando soubermos quem será o adversário", projetou o vice-presidente de futebol Marcelo Medeiros.

Ficha técnica:

Ceará (3): Jailson; Samuel Xavier, Sandro Silva, Diego Ivo (Alex Lima) e Vicente (Helder); João Marcos, Eduardo, Ricardinho (Michel) e Nicão; Bill e Magno Alves. Técnico: Sérgio Soares.

Internacional (1): Dida; Cláudio Winck, Paulão, Ernando e Fabrício; Ygor; Jair (Valdívia, aos 33min do 1º tempo), Aránguiz e Alan Patrick (Otávio, aos 18min do 2º tempo); Wellington Paulista (Eduardo Sasha, aos 26min do 2º tempo) e  Rafael Moura. Técnico: Abel Braga.

Gols: Magno Alves (C), aos 9min do primeiro tempo, Bill (C), aos 20min do segundo tempo, Valdívia (I), aos 24min do segundo tempo, Magno Alves (C), aos 36min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Vicente, Bill (C); Cláudio Winck, Rafael Moura (I).

Arbitragem: Ricardo Marques Ribeiro, auxiliado por Marcio Eustaquio Santiago e Janette Mara Arcanjo (trio de MG).

Local: Castelão, em Fortaleza.


Outras notícias
Loja Virtual