05/10/2005

INTER GOLEIA O CAMPEÃO DA LIBERTADORES POR 3 A 0


Fernandão (E) e Sobis (D): dupla de ataque fez a diferença contra o São Paulo

Antes de a bola rolar, ações de reconciliação, protesto e orgulho no Beira-Rio. A reconciliação foi proposta por integrantes da Brigada Militar que soltaram pombas no estádio pedindo paz aos torcedores, depois dos lamentáveis incidentes verificados no jogo contra o Fluminense, no qual soldados agrediram torcedores nas arquibancadas. Já o protesto partiu das sociais com vários colorados colocando narizes de palhaço, reclamando da decisão do STJD, que anulou o jogo que o Inter venceu por 3 a 2 ao Coritiba no campo. Por fim, como símbolos do orgulho de ser colorado e gaúcho, o sistema de som do estádio reproduziu o Hino Colorado e o cantor Neto Fagundes junto do gaiteiro Leandro Domingues interpretaram o Hino Rio-Grandense, acompanhados de um coro de milhares de colorados.


Torcedores protestaram contra a decisão do STJD

Quando a partida começou, pôde-se ver alterações táticas no Inter. Granja, Ediglê, Edinho e Jorge Wagner formaram uma linha de quatro defensores. No meio-campo, Edmilson, Tinga e Perdigão se posicionavam em uma segunda linha. À frente, Márcio Mossoró ficou responsável pela ligação com os atacantes Sobis e Fernandão.

No comecinho, o São Paulo deu um susto. Aos 3min, Cicinho cruzou da direita e Amoroso cabeceou livre para fora, na pequena área. Passado isso, o Inter tratou de se impor. Com uma marcação forte na saída de bola paulista, o time colorado roubava bolas e pressionava em busca de gols. Aos 9min20seg, Jorge Wagner cobrou falta da direita e Ediglê cabeceou livre por cima. Dois minutos depois, o primeiro gol.  Novamente Jorge Wagner ergueu a bola da direita só que desta vez na cabeça de Fernandão na pequena área. O atacante concluiu forte e marcou 1 a 0. Em seguida, aos 13min20seg, outro gol. Desta vez, um golaço que começou com Jorge Wagner recuperando a bola no campo de ataque e dando um grande passe para Tinga. O volante foi à linha de fundo e cruzou na medida para Fernandão cabecear forte novamente: 2 a 0 e festa no Beira-Rio. Foi o 21° gol do artilheiro colorado na temporada e o 10° no Brasileirão.


Fernandão, artilheiro do Inter, com 21 gols
 

O São Paulo tentou reagir, mas a equipe de Muricy Ramalho conseguia bloquear os ataques demonstrando muita raça e disposição. Aos 16min40seg, Amoroso cruzou de bicicleta e Edcarlos concluiu ao lado do gol. Mossoró tentou ampliar a vantagem aos 19min35seg com um chute que Rogério Ceni defendeu. Os paulistas responderam aos 22min30seg com um chute de Josué por cima, com perigo.

Depois disso, o jogo caiu um pouco de ritmo. O panorama só mudou aos 35min15se em um chute de Souza de fora da área que passou muito perto da trave de Clemer.

No final da etapa duas boas chances, uma para cada time. Aos 41min35seg, Cicinho cruzou e Mineiro concluiu errado para fora. Um minuto mais tarde Fernandão quase marcou o terceiro. Souza recuou errado para o goleiro, Fernandão roubou a bola, avançou na área e chutou na rede pelo lado de fora.

No segundo tempo, o Inter passou a concentrar a marcação mais atrás, explorando os espaços para os contra-ataques. O São Paulo tentou descontar, mas parou na excelente atuação de todos os jogadores da defesa.


Tinga e Jorge Wagner apertam a marcação: Inter soube se defender e explorou bem os contra-ataques

Aos 12min30seg, Granja cruzou e Josué cabeceou para trás, quase marcando um gol contra. Rogério Ceni conseguiu evitar com boa defesa. O São Paulo tentou se tornar mais ofensivo a partir dos 13min com a entrada do atacante Diego Tardelli no lugar de Souza. Trinta segundos depois Júnior cruzou e Mineiro cabeceou ao lado do gol.

O Inter quase chegou ao terceiro gol em dois lances consecutivos. Aos 17min20seg, recuperou a bola no campo de ataque, Sobis entrou na área e cruzou. A bola, no entanto, atravessou a pequena área e ninguém completou. Aos 17min50seg, Sobis tocou para Mossoró chutar rasteiro e cruzado de fora da área ao lado do gol com muito perigo.


Sobis (chutando a bola) marcou seu 17º gol na temporada

Aos 21min15seg, Jorge Wagner por pouco não fez o seu oitavo gol em cobranças de falta na temporada. O ala colocou no ângulo de Rogério Ceni, que fez defesa extraordinária para escanteio. Aos 25min10seg, Edmilson, que substituiu Gavilán convocado para a seleção paraguaia, arriscou da intermediária. A bola quicou na frente de Rogério Ceni, que soltou. No rebote, Sobis tentou completar, mas o goleiro são-paulino conseguiu se recuperar e salvou.

Em um contra-ataque, aos 27min, Mossoró (foto ao lado) arrancou até a entrada da área e chutou para defesa de Ceni. O São Paulo respondeu com uma conclusão de fora da área para fora. Aos 28min, Amorou deixou o campo para a entrada de Tiago. No minuto seguinte, foi a vez de Josué ser substituído por Leandro Bonfim.

Aos 30min40seg, Mossoró tentou de fora da área para defesa de Ceni novamente. Três minutos mais tarde, Tardelli arriscou com força dentro da área ao lado da goleira. Aos 35min, o Inter quase marcou um golaço. Mossoró cruzou da direita, Sobis ajeitou de cabeça para Fernandão cabecear, tudo de primeira, mas Ceni adivinhou o canto e defendeu.

A partida seguia em grande velocidade e com lances de perigo a todo instante. Aos 35min30seg, Mossoró foi substituído por Wellington. Dois minutos depois, Cicinho chutou de fora da área e Clemer fez grande defesa para escanteio. Aos 40min50seg, Tiago foi lançado e tentou encobrir Clemer, mas a bola tocou na rede pelo lado de fora.

O São Paulo marcou um gol aos 41min50seg em cabeçada de Tardelli. O juiz, porém, anulou o lance por impedimento acertadamente. Aos 43min, Granja deixou o campo lesionado para dar lugar a Ceará. No minuto seguinte, Christian recebeu na área, girou e Clemer fez ótima defesa.

O gol que transformou a vitória em goleada saiu aos 48min, no último lance da partida. Tinga cruzou da direita e Rafael Sobis cabeceou no cantinho de Rogério Ceni: 3 a 0. Foi o 12° gol de Sobis no Brasileirão. E a festa colorada estava garantida.


Fernandão (E) e Sobis deixam o campo no final do jogo: dupla de ataque foi decisiva
na goleada sobre o São Paulo

A vitória foi a terceira na temporada contra o campeão paulista e da Copa Libertadores em quatro jogos. Houve ainda um empate.

?A equipe está de parabéns pelo que produziu?, elogiou Rafael Sobis, depois da partida.

?Nos tiraram fora de campo o objetivo que conseguimos dentro de campo: a liderança. Mas vamos lutar até o fim em busca do título?, afirmou Fernandão, autor de dois gols no jogo.

?O Internacional jogou muito bem. Estou felicíssimo e comemorando bastante a grande vitória?, festejou o presidente Fernando Carvalho, depois da partida.

Em relação à atitude do presidente Luiz Zveiter, que anulou 11 jogos do Brasileirão, prejudicando times como o Inter que nada tiveram a ver com as atitudes fraudulentas do juiz Edílson Pereira de Carvalho, o presidente Fernando Carvalho não poupou críticas: ?Nós vamos continuar denunciando as arbitrariedades de Luiz Zveiter. O país já está se dando conta disso.?

?Fizemos um grande jogo e o Inter continua no caminho certo. Vamos atrás novamente da liderança que nos tiraram no tapetão?, afirmou o técnico Muricy Ramalho.

Internacional (3): Clemer; Elder Granja (Ceará), Edinho, Ediglê e Jorge Wagner; Edmílson, Perdigão, Tinga e Márcio Mossoró (Welington); Fernandão e Sobis. Técnico: Muricy Ramalho.

São Paulo (0): Rogério Ceni; Cicinho, Alex, Edcarlos e Júnior; Mineiro, Josué (Leandro Bonfim), Danilo e Souza (Tardelli); Amoroso (Tiago) e Christian. Técnico: Paulo Autuori.

Gols: Fernandão (2, I), aos 11min20seg e aos 13min55seg do primeiro tempo, e Rafael Sobis (I), aos 48min do segundo tempo. Cartões amarelos: Granja, Edmilson (I), Júnior, Danilo, Christian, Amoroso (SP). Renda: R$ 65.284,00. Público: 15.057 (12.407 pagantes). Arbitragem: Alício Pena Júnior (Fifa-MG), auxiliado por Marco Antônio Gomes (Fifa-MG) e Márcio Eustáquio Santiago (MG). Local: Beira-Rio.

Fotos: Daniel Boucinha


Outras notícias
Loja Virtual