15/09/2005

INTER FAZ HISTÓRIA EM ROSARIO E VENCE POR 1 A 0


Sobis fez seu 14º gol na temporada e garantiu a vitória do Inter na Argentina

O Internacional venceu por 1 a 0 o Rosario Central, em partida que foi disputada na noite desta quinta-feira em Rosario, na Argentina, no jogo de ida das oitavas-de-finais da Copa Sul-Americana. O time de Rosário nunca havia perdido para um time estrangeiro em casa por competições sul-americanas. O gol foi marcado aos 23min50seg com um chute rasteiro de fora da área por Rafael Sobis. Agora, o Inter joga por um empate no jogo de volta, dia 29, no Beira-Rio, para avançar na competição.

O jogo

Não é à toa que o Rosario Central nunca havia perdido para times estrangeiros por competições sul-americanas. Foram mais de 40 partidas antes do confronto com o Inter. A pressão da torcida ?canalla? como é conhecida é forte. Volta e meia estouraram bombas na área de Clemer durante o primeiro tempo. E com as vaias, gritos e cânticos tradicionais das torcidas argentinas, o time colorado foi a campo em Rosario sem dar bola para o ambiente desfavorável. A torcida do Inter também esteve presente com torcedores que viajaram mais de mil quilômetros para acompanhar o time.

O primeiro tempo foi muito disputado e equilibrado. O Rosario tentou impor vantagem com muita velocidade, movimentação e bolas para a área. O meia Papa armava as jogadas e foi o adversário mais criativo. O Inter, porém, esteve bem posicionado na defesa, especialmente com Wilson e Edinho. Os contra-ataques com Rafael Sobis foram perigosos e deixaram preocupados os argentinos.

Em alguns momentos, a equipe de Muricy Ramalho conseguiu trabalhar a bola com troca de passes de primeira. Mas a maior parte do tempo, a marcação dura do Rosario não deixava que as jogadas evoluíssem.

O primeiro incidente da partida foi pitoresco. Aos 3min, um cachorro invadiu o gramado, e a partida não foi paralisada. O animal foi até o banco de reservas do Rosario Central para receber afagos dos jogadores argentinos até que a polícia o retirasse do campo.

Aos 4min40seg, Jorge Wagner cobrou falta da intermediária e Ojeda defendeu sem problemas. Aos 9min45seg, depois de uma cobrança de escanteio, a bola sobrou para o zagueiro Raldes chutar e Clemer defender. Aos 11min15seg, Granja, de boa atuação na primeira etapa, recebeu passe na direita, driblou em direção à área e, na entrada dela, tentou encobrir o goleiro com o pé esquerdo. Ojeda, porém, defendeu e evitou o golaço colorado.

O time colorado tentou o gol com dois lances de bola parada com cruzamentos de Jorge Wagner para a área. Aos 12min40seg, em um escanteio, Wilson cabeceou para fora, Aos 13min50seg, a bola foi na medida para a cabeça de Fernandão na área. O zagueiro Raldes conseguiu evitar o gol com um leve toque com o pé, antes que o atacante colorado pudesse concluir. O Rosario respondeu aos 16min15seg, quando Papa chutou por cima, depois de cobrança de escanteio.

As defesas dos dois times claramente levavam vantagem sobre os ataques e a partida ficou quase 20 minutos sem lances de perigo. Aos 34min, Fernandão deixou o gramado com uma lesão no tornozelo. Gustavo entrou em seu lugar. Aos 36min, novamente em um escanteio, Raldes cabeceou para Calgaro chutar por cima.

Nos últimos minutos, vieram as principais emoções da etapa. O Inter chegou com perigo aos 38min em um contra-ataque com Rafael Sobis, que arrancou, passou por dois jogadores, entrou na área e tentou cruzar para Gustavo. O goleiro Ojeda, porém, saiu bem do gol e agarrou a bola.

Aos 39min20seg, Ferrari tabelou, recebeu na área e chutou para boa defesa de Clemer. Aos 40min, Jorge Wagner tentou da intermediária e a bola passou perto. Aos 41min40seg, Perdigão deu ótimo passe para Rafael Sobis, que entrou na área e concluiu para grande defesa de Ojeda.

Aos 43min, depois de escanteio, a bola sobrou para Fassi chutar rasteiro e Clemer fazer grande defesa com os pés. Aos 44min15seg, depois de boa troca de passes entre Perdigão, Tinga e Granja, este cruzou para Gustavo cabecear e Ojeda defender. Foi a última chance da etapa.

No intervalo, o técnico Ariel Russo retirou Moreira e colocou Leonforte para marcar Rafael Sobis, que levava perigo ao time da casa.

O Inter voltou na etapa final tocando mais a bola e tentando achar algum espaço na fechada defesa argentina. Já o Rosario se posicionou atrás e buscou os contra-ataques. Sem conseguir pressionar o Inter, Russo continuou modificando o time: retirou Alemanno e Roman Diaz e colocou em campo Ruben e Monges antes dos 18min.

A primeira chance do segundo tempo surgiu aos 11min50seg, depois de um escanteio, Diaz tentou encobrir Clemer, que fez boa defesa para novo escanteio. O time colorado respondeu aos 15min50seg com um cruzamento de Bolívar, de boa atuação no segundo tempo, para Gustavo escorar a bola para Tinga chutar por cima.

Aos 23min50seg, o lance do gol colorado que fez história começou com Granja cobrando um arremesso lateral para a área. Gustavo brigou com os zagueiros, ganhou de dois deles e tocou para Rafael Sobis. O atacante criado nas categorias de base do Beira-Rio chutou forte e rasteiro de fora da área bem no canto. Gol do Inter, festa colorada na Argentina. Foi o 14º gol na temporada de Sobis, o vice-goleador do Inter no ano ao lado de Jorge Wagner.

Depois do gol, o time colorado dominou o jogo. Passou a tocar mais a bola e evitar a pressão Argentina, que praticamente não teve mais chances de empatar. Enquanto isso, quase o Inter marcou o segundo gol aos 37min40seg com Tinga tentando encobrir o goleiro, mas a bola foi na rede pelo lado de fora. Depois disso, o time colorado se fechou bem e garantiu o resultado. Agora, o Inter joga por um empate no jogo de volta, no Beira-Rio, dia 29 para avançar às quartas-de-finais da competição contra o vencedor da chave entre Cerro Porteño e Boca Juniors.

?Foi um grande resultado. Estamos nos especializando em quebrar tabus. Esse foi mais um?, festejou o vice-presidente de futebol, Vitório Piffero.

O presidente Fernando Carvalho aproveitou a festa no vestiário colorado na Argentina para convocar a torcida para o jogo contra o Atlético-PR domingo, no Beira-Rio. Uma vitória pode dar ao Inter a liderança na competição. ?Temos que ligar a tomada no Brasileirão de novo. Precisamos encher o Beira-Rio e buscar a vitória que pode nos dar a liderança.?, afirmou o presidente. Nesta partida, Rentería e Mossoró, recém contratados, poderão estrear, pois já têm condições de jogo.

?O time foi muito bem taticamente. A equipe foi inteligente. O time está jogando bem faz tempo, principalmente fora de casa. Aqui não é fácil jogar, principalmente com essa torcida cantando o tempo todo.?, analisou o técnico Muricy Ramalho, depois da partida.

"Eles nunca haviam perdido aqui em Rosario para times brasileiros, mas sempre há a primeira vez. Tive a oportunidade e chutei de fora da área. A bola pegou velocidade, o campo estava escorregadio, e tive a felicidade de ela entrar", afirmou Sobis, autor do gol da vitória.

Rosário Central (0): Ojeda; Ferrari, Raldes, Fassi e Moreira (Leonforte); Calgaro, André Díaz, Papa e Roman Diaz (Monges); Alemanno (Ruben) e Villa. Técnico: Ariel Russo.

Internacional (1): Clemer; Bolívar, Edinho e Wilson; Elder Granja, Gavilán, Perdigão, Tinga (Wellington) e Jorge Wagner; Fernandão (Gustavo) e Sobis. Técnico: Muricy Ramalho.

Gol: Rafael Sobis (I), 23min50seg do segundo tempo. Cartões amarelos: Villa (RC), Edinho (I). Arbitragem: Rubén Selman, auxiliado por Eduardo Ponce e Mario Vargas (do Chile). Local: Estádio Gigante de Arroyito, em Rosário, na Argentina.


Outras notícias
Loja Virtual