14/09/2005

INTER ENCARA O ROSARIO CENTRAL NA ARGENTINA

O técnico Muricy Ramalho projeta um jogo difícil contra o Rosario Central, que nunca perdeu para times brasileiros em casa em competições internacionais. "É um jogo complicadíssimo. Todo time argentino é parecido no estilo de jogo, com muita marcação, correria e bola alçada. Temos que jogar no campo deles, senão será perigoso", analisa o treinador colorado.

Para quebrar o tabu, o Inter deve manter a formação que goleou o Figueirense na última rodada do Brasileirão, com exceção do zagueiro Índio, que nem viajou para a Argentina em razão de uma lesão. Bolívar entra no seu lugar e compõe a zaga ao lado de Wilson e Edinho. O volante Tinga (foto) está praticamente recuperado das dores musculares e deve atuar. Para Muricy, a experiência do grupo colorado poderá ser decisiva no confronto no Estádio El Gigante de Arroyito: "Nosso time é bem mais experiente em relação aos que disputaram as edições anteriores da competição. Desta vez teremos Fernandão e Gavilán, por exemplo, que são atletas rodados internacionalmente", observa Muricy. O Inter disputa a Copa Sul-Americana pela terceira vez consecutiva.

O Inter deve atuar com Clemer; Bolívar, Wilson e Edinho; Elder Granja, Gavilán, Tinga, Perdigão e Jorge Wagner; Rafael Sobis e Fernandão. Confira os demais atletas que viajaram para a Argentina: Alex, André, Ceará, Ediglê, Gustavo, Michel, Ricardinho e Wellington.

O adversário

O Rosario Central é comandado pelo técnico Ariel Cuffaro e deve atuar com a seguinte formação diante do Inter: Ojeda; Moreyra, Raldes, Fassi, Rivarola; Ferrari, Andrez Díaz, Calgaro, Papa; Alemanno e Villa.

 


Outras notícias
Loja Virtual