11/09/2005

INTER APLICA 3 A 0 E SOBE PARA VICE-LIDERANÇA


Fernandão (E) e Sobis: dupla de ataque foi decisiva na goleada sobre o Figueirense

O Internacional goleou o Figueirense por 3 a 0 na tarde deste domingo no Beira-Rio e subiu para a vice-liderança do Brasileirão com 44 pontos, apenas um atrás do líder Fluminense. Rafael Sobis foi o destaque da partida marcando dois gols e dando o passe para o terceiro, feito por Fernandão. A partida foi válida pela 25ª rodada do Brasileirão. Agora, o time colorado se volta para a Copa Sul-Americana e enfrenta o Rosario Central, na próxima quinta-feira, em Rosario.

O jogo

O time colorado começou a partida com a mesma formação dos últimos jogos. Já o Figueirense povoou o meio-campo e deixou apenas o atacante Jônatas à frente. Edmundo, escalado originalmente no ataque, voltava no meio-campo para construir as jogadas.

O Inter teve dificuldades no primeiro tempo principalmente para evitar as jogadas do ala direito Paulo Sérgio, que levou perigo em alguns lances. Na frente, a equipe colorada errava passes e enfrentava problemas para criar. As melhores oportunidades surgiram em lances de bola parada com Jorge Wagner cruzando para a área.

Aos 6min20seg, Paulo Sérgio cruzou da direita, Wilson cortou parcialmente e a bola sobrou para Edmundo chutar forte de primeira e a bola passar por cima com perigo. O Inter tentou responder aos 8min, quando Edinho arrancou da esquerda para o meio e chutou rasteiro ao lado do gol.


Edinho criou a primeira chance de gol do Inter na partida

O ala Paulo Sérgio criou perigo para o Inter novamente aos 13min40seg, quando recebeu passe na área e chutou forte. A bola desviou em Fernandão até chegar em Clemer que fez ótima defesa para escanteio. Aos 21min15seg, Jorge Wagner cobrou falta da intermediária, a bola bateu na barreira e passou perto do gol. Em seguida, aos 21min50seg, Jorge Wagner cruzou da esquerda e Índio, na pequena área, cabeceou para fora.

Edmundo criou dois lances perigosos para o Figueirense, um atrás do outro. Aos 22min45seg, girou de fora da área e chutou para defesa de Clemer. Aos 24min15seg, fez grande jogada passando por três jogadores, entrou na área e chutou para grande saída de Clemer.

O árbitro Djalma Beltrani deixou de marcar um pênalti para o Inter aos 30min30seg: Jorge Wagner cobrou escanteio e Cléber puxou a camiseta de Fernandão, que ainda assim conseguiu cabecear, mas a bola subiu demais.


Fernandão e Cléber: atacante colorado sofreu um pênalti não marcado pelo árbitro

Aos 33min15seg, novamente Paulo Sérgio fez boa jogada pela direita, Jônatas cabeceou e Wilson salvou de cabeça. Trinta segundos depois, Fernandes tentou de fora da área, a bola desviou no caminho e Clemer conseguiu defender. Aos 37min, Perdigão deu bom passe para Tinga que cruzou e a zaga salvou para escanteio.

Aos 40min, Jorge Wagner cobrou escanteio, a bola sobrou para Fernandão girar e chutar para grande defesa de Édson Bastos. No rebote, Vinícius salvou quando Tinga se preparava para concluir. Um minuto depois Jorge Wagner ergueu a bola na área e Índio cabeceou com perigo para fora.

Aos 43min50seg, Michel Bastos arriscou uma cobrança de falta de longe, mas Clemer defendeu com segurança. Aos 46min, Fernandão deu bom passe para Tinga, que avançou até a entrada da área e chutou para boa defesa de Édson Bastos.


Ricardinho entrou no segundo tempo e teve boa atuação

No intervalo, o técnico Muricy Ramalho retirou Índio, que sentiu lesão no tornozelo, e colocou o meia Ricardinho, deixando o Inter mais ofensivo. Já o Figueirense retirou Carlos Alberto para a entrada de Moreira.

O Inter voltou muito melhor para a etapa final. Começou pressionando com cruzamentos para a área com Jorge Wagner. Nesta pressão, a bola sobrou para Tinga cabecear para Sobis, também de cabeça completar no alto da goleira: 1 a 0.


Sobis foi o destaque da partida: marcou dois gols e fez o passe para o terceiro

Em desvantagem, o Figueirense modificou o time promovendo a entrada de Alexandre no lugar de Jônatas. No primeiro lance, aos 10min30seg, Alexandre recebeu passe, entrou na área e marcou o gol, mas o bandeira anulou o lance por impedimento. Aos 15min45seg, Edmundo descobriu Michel Bastos livre na esquerda, o ala entrou na área e chutou forte para grande defesa de Clemer. O Inter respondeu aos 17min, quando Ricardinho fez ótima jogada, passando por dois, entrando na área e chutando para boa defesa de Édson Bastos. No rebote, Cléber afastou de bico.

O Figueirense levou perigo aos 18min com Edmundo entrando na área e cruzando para Alexandre. O atacante dividiu com o goleiro Clemer, enquanto a bola passou pelos dois. Aos 19min35seg, Rogerinho entrou no lugar de Fernandes no Figueirense. Depois disso, o jogo caiu um pouco de ritmo com o time catarinense buscando o empate, enquanto o Inter se posicionava mais atrás e buscava os contra-ataques.

Aos 29min55seg, Ricardinho, que entrou muito bem, fez grande jogada pelo arrancando em direção à área e chutando forte para defesa sensacional de Édson Bastos. No rebote, Sobis de cabeça concluiu para o gol vazio: 2 a 0. Foi o nono gol de Rafael Sobis na competição, artilheiro do Inter no Brasileirão.


Cabeçada de Sobis vence o goleiro Édson Bastos...


foi o segundo gol do atacante na partida

Com dores musculares, Tinga saiu aos 33min para dar lugar a Bolívar. Enquanto isso, o time colorado criava chances em contra-ataques e parecia questão de tempo para sair mais gols. Aos 36min30seg, Jorge Wagner cobrou falta no ângulo e Édson Bastos fez defesa sensacional. Aos 37min15seg, Fernandão escorou para Sobis, que chutou de fora da área com perigo.

De tanto criar, veio o terceiro gol. Aos 40min40seg, em um contra-ataque, Rafael Sobis avançou pela direita e deu grande lançamento para Fernandão na área. O meia-atacante matou no peito e chutou de pé esquerdo no canto: 3 a 0. Foi o 19° gol dele na temporada e o oitavo no Brasileirão. Depois disso, foi só festa no Beira-Rio até o final da partida.

"Foi a primeira vez que fiz dois gols em uma partida, e ainda por cima de cabeça, que não é o meu forte. Vou lembrar deste jogo para o resto da vida", comemorou Sobis.

"Nosso time é organizado e sabe o que quer dentro de campo. Os jogadores deram o máximo de si e conseguiram mais uma vitória. Estamos fazendo um grande campeonato", analisou o técnico Muricy Ramalho.

"O Inter tem 13 vitórias e é um dos melhores times do campeonato. Se melhorarmos um pouco nosso aproveitamento vamos chegar ao título", afirmou o presidente Fernando Carvalho.

Internacional (3): Clemer; Índio (Ricardinho), Wilson e Edinho; Granja, Gavilán (Wellington), Perdigão, Tinga (Bolívar) e Jorge Wagner; Fernandão e Sobis. Técnico: Muricy Ramalho.

Figueirense (0): Édson Bastos; Bebeto, Cléber e Vinícius; Paulo Sérgio, Rodrigo Souto, Carlos Alberto (Moreira), Fernandes (Rogerinho) e Michel Bastos; Jonatas (Alexandre) e Edmundo. Técnico: Adilson Batista.

Gols: Rafael Sobis (2, I), aos 3min e aos 29min55seg do segundo tempo, Fernandão (I), aos 40min40seg do segundo tempo. Cartões amarelos: Carlos Alberto, Bebeto, Vinícius (F), Edinho (I). Renda: R$ 51.218,00. Público: 11.855 (9.075 pagantes). Arbitragem: Djalma Beltrami (RJ), auxiliado por Marcos Tadeu Nunes (RJ) e Eurivaldo de Farias Lima (RJ). Local: Estádio Beira-Rio.

Fotos: Daniel Boucinha


Outras notícias
Loja Virtual