04/09/2013

Inter vence Corinthians por 1 a 0 no Estádio do Vale


D'Alessandro marcou seu gol de número 52 pelo Inter

O Internacional venceu o Corinthians por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, em Novo Hamburgo, em confronto válido pela 18ª rodada do Brasileirão. D'Alessandro marcou no segundo tempo, de falta, o gol que deixou o time colorado na sexta colocação, com 27 pontos. Na etapa inicial, Fabrício marcou um gol que foi anulado pela arbitragem em lance polêmico.

O Inter volta a campo já neste sábado (7/9), quando enfrentará a Ponte Preta em Campinas. Nova vitória deixaria o Campeão de Tudo próximo do G4.

> Veja fotos de Inter 1x0 Corinthians

> Torcida joga junto no Vale

Otávio e Índio, as novidades

O time colorado teve Otávio e Índio como novidades na escalação. O jogador formado nas categorias da base ganhou uma chance no meio-meio campo ao lado de D'Alessandro, Ygor e Willians. Já Índio formou a dupla de zaga com Juan. Forlán, convocado para a seleção uruguaia, e Alan e Jorge Henrique, suspensos, foram os desfalques.

O Inter começou a partida com: Alisson; Gabriel, Índio, Juan e Fabrício; Ygor, Willians, Otávio e D'Alessandro; Scocco e Leandro Damião.

Adversário com desfalques no ataque

Atual campeão do Mundial de Clubes atuou desfalcado do seu ataque titular – Alexandre Pato e Guerrero estão servindo às seleções do Brasil e Peru, respectivamente, e ficaram de fora do clássico nacional. Com isso, o técnico Tite, campeão da Sul-Americana pelo Inter em 2008, escalou a equipe no 4-5-1, com Emerson Sheik no comando do ataque.

Muita marcação no Vale

O confronto no Estádio do Vale começou em alto ritmo. Logo a 1min50seg, Emerson Sheik recebeu bom passe de Romarinho e chutou da meia-lua, à direita do gol defendido por Alisson. O Colorado respondeu um minuto depois, em chute de fora da área de Fabrício que Cássio defendeu.

O Corinthians marcava com intensidade e dificultava a troca de passes curtos do Inter. Neste panorama, a bola longa tornou-se um dos recursos na tentativa de chegar ao gol. Aos 9min, em cobrança de bola parada, D'Alessandro fez lançamento em profundidade para Scocco, o argentino dominou no interior da área mas teve o chute abafado pelo zagueiro Gil. Aos 13min, Damião foi acionado por Otávio em novo passe longo, mas a arbitragem marcou impedimento do atacante.


Meia Otávio ganhou mais uma chance entre os titulares

Gol anulado revolta colorados

Aos 23min, o primeiro lance polêmico da noite: Ygor cruzou da direita, Damião dividiu com Cássio e a bola espirrou para fora da área. No rebote, Fabrício soltou uma paulada e marcou um belo gol, validado pelo árbitro em um primeiro momento. No entanto, o quarto árbitro (situado atrás do gol) sinalizou falta sobre o goleiro corinthiano, que ficou caído na pequena área após o choque com Damião. Assim, o gol colorado foi anulado, gerando revolta entre os torcedores presentes no Estádio do Vale, que gritaram "Vergonha! Vergonha!" das arquibancadas.

Após cinco minutos de paralisação para o atendimento de Cássio, o jogo reiniciou, porém, logo em seguida, o goleiro desabou novamente no gramado e precisou ser substituído pelo reserva Danilo Fernandes.

O Inter adiantou a sua marcação e passou a pressionar de forma mais contundente. Aos 36min, Emerson Sheik tentou afastar o perigo do interior da área e acabou colocando a mão na bola, mas o pênalti foi sonegado pela arbitragem. No minuto seguinte, D'Alessandro chutou rasteiro e a bola saiu pela linha de fundo após desvio na zaga.

O primeiro tempo foi encerrado após seis minutos de acréscimo. Em um protesto pacífico, os torcedores aplaudiram ironicamente o trio de arbitragem na saída de campo para o intervalo.

D'Alessandro faz 1 a 0 de falta

O Colorado voltou com a mesma formação para a etapa final. Já o adversário fez a segunda substituição, colocando Alessandro no lugar de Fábio Santos, que sentiu uma lesão.

O time de Dunga seguiu tomando a iniciativa em busca do gol. Aos 3min, Scocco cobrou escanteio fechado e quase marcou um gol olímpico – o goleiro Danilo Fernandes deu uma tapa providencial na bola. Aos 8min, D'Alessandro cobrou falta do lado direito da área, a bola desviou na cabeça de Romarinho e entrou no ângulo. Agora não tinha como anular! 1 a 0! Foi o gol de número 52 de D'Ale, que vibrou muito com os companheiros na comemoração.


Bola parada de D'Alessandro foi decisiva contra o Corinthians

A partir de então o jogo ficou bastante truncado e as conclusões em gol escassas. Aos 12min, Damião chutou de longe e a bola bateu na zaga antes de sair para escanteio. Aos 20min, Douglas alçou a bola para a área colorada em cobrança de falta, mas Alisson estava atento e fez a defesa tranquila.

Ao longo do segundo tempo, Josimar, Caio e Alex entraram nos lugares de Scocco, Otávio e Damião. Com organização tática e uma eficiente marcação, o Inter garantiu o importante resultado que o mantém próximo do grupo de cima da tabela do Brasileirão.

"Ganhamos bem, foi muito parelho. São duas equipes que jogam bem e têm muita pegada. Estamos trabalhando e o resultado vai vir", disse o capitão D'Alessandro.

"O nosso goleiro quase não atuou durante a partida. Diminuímos o espaço. Quem entrou, entrou bem. Estão de parabéns porque mostraram em campo. Estamos no páreo, e o Inter foi o time que menos perdeu no futebol brasileiro. A gente tem mantido seriedade e nos momentos mais difíceis também fomos assim, e vamos ser assim agora na vitória. Não vou entrar muito na questão da arbitragem. Vocês viram o que aconteceu. Eu espero que os juízes de linha de fundo tenham a mesma coerência. Quero agradecer a presença do torcedor e os jogadores que lutaram até o último minuto", afirmou o diretor de futebol Marcelo Medeiros. 

"A gente sabia que o Corinthians fazia a bola rápida. A volta do Índio foi importante. Passamos atentos todo o jogo e não tomamos gol. Enquanto eu estiver ajudando o Inter, quero jogar. Se tiver que jogar de centroavante, eu vou de centroavante", brincou Fabrício.

"A vitória passou pela dedicação. Fazer gol no Corinthians não é fácil. Tivemos três oportunidades. Foi um bom jogo, um jogo difícil. Não adianta falar da arbitragem, tem as imagens. É interpretação. O problema é que são quatro interpretações. Acertamos um pouco mais com os jogadores, conversamos mais e mostramos os vídeos. O Otávio sempre entra bem quando joga. Estamos cobrando uma arrancada forte. Por enquanto está bem e vai jogar. Quanto mais jogadores tivermos jogando e com possibilidade de ser titular, isso é bom para o Inter", avaliou Dunga.

Ficha técnica:

Internacional (1): Alisson; Gabriel, Índio, Juan e Fabrício; Ygor, Willians, Otávio (Caio, aos 32min do 2º tempo) e D'Alessandro; Scocco (Josimar, aos 28min do 2º tempo) e Leandro Damião (Alex, aos 38min do 2º tempo). Técnico: Dunga.

Corinthians (0): Cássio (Danilo Fernandes); Edenílson, Gil, Paulo André e Fábio Santos (Alessandro); Ralf e Ibson (Igor); Danilo, Douglas e Romarinho; Emerson Sheik. Técnico: Tite.

Gol: D'Alessandro (I), aos 8 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Scocco, D'Alessandro (I); Douglas, Emerson Sheik (C). Expulsão: Tite (C).

Público: 8.585 (7.365 pagantes). Renda: R$ 241.480,00.

Arbitragem: Paulo H Godoy Bezerra (SC), auxiliado por Carlos Berkenbrock (SC) e Adson Marcio Lopes Leal (BA).

Local: Estádio do Vale, em Novo Hamburgo.


Outras notícias
Loja Virtual