18/08/2013

Inter cria melhores chances, mas empata sem gols com o Galo


Inter, de D'Alessandro, pressionou o Galo mas não conseguiu marcar o gol

O Internacional insistiu do primeiro ao último minuto, mas acabou empatando sem gols com o Atlético-MG na noite deste domingo, no Estádio do Vale, pela 15ª rodada do Brasileirão. O time colorado criou as melhores chances mas esbarrou na eficiente defesa do atual campeão da América e, principalmente, na boa atuação do goleiro Victor.

Na próxima quinta-feira (22/8) o Campeão de Tudo volta a campo, desta vez pela Copa do Brasil – enfrenta o Salgueiro-PE, no Estádio do Vale, pelo jogo de ida das oitavas de final. Pelo campeonato nacional o próximo desafio é diante do Goiás, dia 25, também em Novo Hamburgo.

Novidade na zaga

O time colorado teve uma mudança na zaga: Juan, suspenso, deu lugar a Alan. Na lateral direita, o técnico Dunga manteve a improvisação com Jorge Henrique. Já o atacante Diego Forlán ficou de fora da partida, uma vez que estava desgastado pela longa viagem desde o Japão, onde atuou em amistoso pela seleção uruguaia.

Colorado controla o jogo

Atuando com seu uniforme todo branco, o Inter começou o jogo tomando a iniciativa no Estádio do Vale. O time estava equilibrado, marcando forte quando estava sem a bola, de forma compactada, sem dar espaço ao adversário. Quando tinha a posse, procurava jogar com velocidade e trocando muitos passes. Aos 4min, D'Alessandro fez bom lançamento para Scocco, mas Victor saiu do gol e conseguiu interceptar a bola com os pés. Aos 6min, D'Ale cruzou da direita e Ronado Alves cabeceou, colocando a bola rente à trave direita de Victor, que estava batido no lance.

Torcida colorada compareceu em bom número ao Estádio do Vale

A partir dos 15 minutos o Galo equilibrou a partida e conseguiu algumas finalizações. Aos 19min, Ronaldinho Gaúcho alçou para a área em cobrança de bola parada e Jô quase conseguiu o desvio, mas Muriel fez a defesa. Aos 27min, Fernandinho fez boa jogada pela ponta-esquerda, invadiu a área e chutou cruzado, sobre o gol colorado. Aos 30min, Leonardo Silva desviou de cabeça e a bola passou perigosamente ao lado da trave esquerda.

Galo com um a menos

Aos 36min, o Inter passou a ter a vantagem de atuar com um jogador a mais em campo, já que Fernandinho acertou um cotovelada no rosto de Jorge Henrique e foi imediatamente expulso. Por pouco o Colorado não abriu o placar no finalzinho do primeiro tempo, em chute cruzado, à queima-roupa, de Scocco que Victor defendeu no reflexo.

Pressão total

Empurrado pela numerosa torcida presente no Estádio do Vale, o Inter lançou-se ao ataque em busca do gol no segundo tempo. Em desvantagem númerica, o Galo apenas se defendia. A 1min, Fabrício fez cruzamento rasteiro e quase que Jorge Henrique chegou a tempo para empurrar a bola para o fundo do gol. Aos 3min, Jorge Henrique cruzou e Leonardo Silva fez corte providencial da pequena área. Aos 9min, Scocco chutou da entrada da área para a defesa segura de Victor.

Aos 14min, quase o gol do Campeão de Tudo. Damião recebeu lançamento perfeito de Scocco e tocou por cima de Victor, n tentativa de marcar o gol por cobertura, mas a bola bateu caprichosamente no travessão. Mas o Atlético-MG respondeu no minuto seguinte, em chute rasteiro de Luan que passou muito perto da trave esquerda. Aos 18min, Ronaldinho Gaúcho cobrou falta e Muriel defendeu com tranquilidade.

Alex em ação no meio-campo colorado

O Inter teve outra grande chance aos 28min, quando Damião recebeu passe rasteiro de Fabrício e, da pequena área, chutou para a defesa sensacional de Victor. Aos 33min, foi a vez de Muriel fazer grande intervenção, após perigosa falta cobrada por Ronaldinho Gaúcho. Aos 43min, Fabrício sibiu alto e cabeceou para a defesa de Victor. 

O time colorado seguiu pressionando até o final: aos 48min, Caio, que havia entrado no lugar de Scocco, quase marcou, mas a zaga afastou praticamente em cima da linha. Logo após o apito final, alguns jogadores do Atlético-MG provocaram a torcida do Inter. O goleiro Victor chegou, inclusive, a chutar a bola contra torcedores na arquibancada e foi expulso pela atitude anti-desportiva.

Com o resultado, o Inter fica na oitava posição, com 22 pontos, mas com um jogo a menos do que a maioria dos adversários.

"Estamos criando, mas a bola não está entrando. Agora temos que seguir trabalhando com tranquilidade para acertar as coisas. Temos muitos jogos pela frente ainda", projetou Willians.

"Foi um jogo bastante truncado e mesmo assim o time teve várias chances de fazer o gol. Cada um tentou contribuir da melhor maneira possível, a defesa se comportou bem apesar dos desfalques. Faltou apena so gol", avaliou o técnico Dunga.

"O Inter tem chances de conquistar o título. Há uma distância, mas ela não é intransponível. O campeonato está muito equilibrado. A nossa posição não é preocupante. Preocupante seria se olhássemos para o grupo de jogadores, para a comissão técnica e não vissemos a solução. E não é o que acontece", analisou o diretor de futebol Luis César Souto de Moura.

Ficha técnica:

Internacional (0): Muriel; Jorge Henrique, Ronaldo Alves, Alan e Fabrício; Ygor, Willians, Alex (Otávio, aos 20min do 2º tempo) e D'Alessandro; Scocco (Caio, aos 35min do 2º tempo) e Leandro Damião. Técnico: Dunga.

Atlético-MG (0): Victor; Michel, Réver, Leonardo Silva e Júnior César; Pierre e Josué Ronaldinho Gaúcho (Rafael Marques) e Fernandinho; Luan (Rosinei) e Jô (Alecsandro). Técnico: Cuca.

Cartões amarelos: Réver, Michel, Ronaldinho Gaúcho, Victor (A); Jorge Henrique, Scocco, Willians (I). Expulsão: Fernandinho e Victor (A).

Público: 10.134 (9.112 pagantes). Renda: R$ 255.490,00.

Arbitragem: Luiz Flávio de Oliveira (SP), auxiliado por Rodrigo Pereira Joia (RJ) e Luiz Claudio Regazone (RJ).

Local: Estádio do Vale, em Novo Hamburgo.


Outras notícias
Loja Virtual