20/07/2005

INTER LUTA MUITO MAS PERDE PARA O GOIÁS


Sobis tenta superar a marcação: Inter lutou, mas não conseguiu evitar a derrota

O Internacional foi derrotado por 3 a 2,  na noite desta quarta-feira, no Estádio Beira-Rio, em partida válida pela 13ª rodada do Brasileirão. Depois de um primeiro tempo desfavorável no qual saiu perdendo por 2 a 0, o time colorado reagiu com o apoio da torcida na etapa final e chegou a empatar com gols de Iarley e André Leoni, contra. Romerito, porém, acabou marcando o terceiro gol do Goiás. Apesar do resultado, o Inter segue na vice-liderança, com 25 pontos.

O jogo

O Inter entrou em campo com a volta de Tinga ao meio-campo. Com isso, Rafael Sobis deixou o time, passando Fernandão para o ataque. Na zaga, Bolívar começou a partida no lugar de Wilson, que cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

O time colorado começou a partida pressionando. Logo aos 40 segundos, Alex pegou rebote de fora da área, matou no peito e chutou para fora. O Inter avançava, enquanto o Goiás procurava esfriar o jogo, demorando para bater as faltas e tocando a bola.

Na primeira vez que foi ao ataque, aos 5min40seg, o zagueiro André Leoni cobrou falta da intermediária, Clemer tentou defender, mas a bola entrou: Goiás 1 a 0. O Inter tentou responder, aos 8min30seg, quando Jorge Wagner arriscou de fora da área para fora. Aos 11min20seg, Iarley recebeu bom passe de Fernandão, entrou na área e dividiu com o goleiro Harlei. O juiz Márcio Rezende de Freitas não marcou o pênalti e preferiu dar o cartão amarelo para o atacante colorado, demonstrando um rigor exagerado.


Edmilson substituiu Vinícius, que sentiu lesão

Aos 18min30seg, mais uma má notícia para o Inter. Vinícius sentiu lesão e precisou deixar o campo para a entrada de Edmílson. Com isso, Edinho passou para a defesa, deixando Edmílson na primeira função do meio-campo. Aos 20min, Roni tabelou com Romerito, entrou livre na área e chutou para fazer 2 a 0.

A equipe de Muricy Ramalho sentiu a derrota parcial e passou a errar passes. O Goiás, por sua vez, demonstrava tranqüilidade e conseguia se fechar com competência. Aos 27min, Edmílson chutou de fora da área e Harlei defendeu com segurança. Um minuto depois, Roni passou por Edinho, entrou na área e quase marcou o terceiro, no último lance de perigo da primeira etapa.


Sobis entrou no segundo tempo e deu novo ânimo ao ataque colorado

No intervalo, Muricy retirou Alex e colocou Rafael Sobis. Com isso, Fernandão passou para o meio-campo e Jorge Wagner foi para a ala-esquerda. A substituição deu certo e o time partiu para cima do Goiás. Com o apoio da torcida, que ficou inflamada e gritou muito, o Inter criou a primeira chance logo a 1min50seg. Jorge Wagner cobrou escanteio, Índio cabeceou e Harlei fez defesa sensacional.

As oportunidades surgiam uma após a outra. Aos 3min10seg, Iarley cruzou e Harlei salvou de novo com boa saída do gol. Aos 7min40seg, Jorge Wagner cobrou falta e quase Iarley alcançou na área. Dois minutos depois, Edinho levantou a bola, Fernandão pegou a sobra e deu uma bicicleta sensacional que Harlei defendeu. 

O primeiro gol colorado surgiu aos 17min, quando Jorge Wagner cobrou escanteio, Edinho cabeceou na primeira trave e Iarley entrou de peixinho para marcar. Foi o quarto gol do atacante em cinco partidas pelo Inter. Três minutos depois, Edmilson ergueu na área, a bola passou por todos os jogadores e Harlei salvou para escanteio. O juiz, equivocadamente, marcou só tiro de meta.


Iarley marcou seu quarto gol pelo Inter

Aos 22min, Jorge Wagner cobrou escanteio e quase marcou gol olímpico. Harlei salvou com um soco para fora e acabou chocando-se contra a trave. Dois minutos depois, o Beira-Rio explodiu de alegria. Jorge Wagner arrancou pela esquerda e cruzou. Rafael Sobis desviou de cabeça, a bola bateu em André Leoni e entrou: 2 a 2.

Quando parecia que o Inter iria virar o jogo, o Goiás surpreendeu em uma jogada de bola parada. Tabata cobrou falta da intermediária no segundo pau, onde Roni cabeceou para o meio da pequena área e Romerito completou: 3 a 2.


Inter deu trabalho ao goleiro Harlei no segundo tempo

O Inter não se abateu e continuou pressionando e criando chances. Com maior volume de jogo, o time colorado avançava, enquanto o time goiano só se defendia. Aos 35min, Iarley saiu machucado e Gustavo entrou em seu lugar. Aos 36min30seg, Edinho cruzou e Gustavo cabeceou para defesa de Harlei. Aos 38min50seg, depois de confusão na área, Júlio Santos salvou quando Rafael Sobis iria marcar o gol.

Aos 42min20seg, Edinho cruzou da esquerda e Fernandão girou por cima, na última chance da partida. Depois disso, o Inter tentou cruzamentos para a área, mas a defesa goiana soube se posicionar bem e garantir a vitória.

?O Internacional lutou e teve determinação, mas infelizmente o Goiás aproveitou as chances. Uma derrota é normal em um campeonato longo?, afirmou o presidente Fernando Carvalho, depois da partida.
?O time lutou muito e mostrou que tem poder de reação. Isso é bom para demostrar para o futuro. O resultado no segundo tempo não disse o que foi o jogo?, analisou o técnico Muricy Ramalho.

Internacional (2): Clemer; Bolívar, Índio e Vinícius (Edmílson); Elder Granja, Edinho, Tinga, Jorge Wagner e Alex (Rafael Sobis); Iarley (Gustavo) e Fernandão. Técnico: Muricy Ramalho.

Goiás (3): Harlei; Júlio Santos, André Dias e André Leoni; Paulo Baier (Vítor), Danilo Portugal, Cléber Gaúcho e Jadilson; Rodrigo Tabata (Jorge Mutt); Roni (Fábio) e Romerito. Técnico: Geninho.

Gols: André Leoni (G), aos 5min40seg do primeiro tempo, Roni (G), aos 20min do primeiro tempo, Iarley (I), aos 17min do segundo tempo, André Leoni (I, contra), aos 24min do segundo tempo, Romerito (G), aos 26min do segundo tempo. Cartões amarelos: Iarley, Edmílson, Tinga (I), André Leoni, Romerito, Júlio Santos, André Dias, Danilo (G). Público: 20.924 (18.359 pagantes). Renda: R$ 139.961,00. Arbitragem: Márcio Resende de Freitas (SC-Fifa), auxiliado por Claudemir Maffessoni (SC) e Vayran da Silva Rosa (SC). Local: Estádio Beira-Rio.

Fotos: Daniel Boucinha


Outras notícias
Loja Virtual