17/07/2005

INTER MASSACRA JUVENTUDE E SOBE PARA VICE-LIDERANÇA


Jogadores comemoram: Inter goleou por 5 a 2

Com uma atuação arrasadora, o Internacional goleou o Juventude por 5 a 2 na noite deste domingo, no Beira-Rio, pela 12ª rodada do Brasileirão. Os gols colorados foram marcados por Jorge Wagner (2), Iarley, Índio e Rafael Sobis. O resultado fez o time de Muricy Ramalho subir para a vice-liderança da competição, com 25 pontos, apenas um a menos do que a líder Ponte Preta, que tem 26.

O jogo

Chocolate, massacre, totó de bola, goleada, saranda, vareio, show. O torcedor colorado pode escolher à vontade qualquer uma destas palavras para se referir a atuação do Inter na partida contra o Juventude na noite deste domingo. Em sua melhor atuação no Brasileirão, o time de Muricy Ramalho arrasou o tradicional adversário da Serra por 5 a 2, no clássico gaúcho da primeira divisão do futebol nacional.


Torcida colorada vibrou com a histórica goleada

 Foi a quarta vitória consecutiva do Inter no campeonato. Nos últimos 10 jogos, o time colorado venceu oito, empatou um e perdeu apenas um. Esta seqüência fantástica levou a equipe a ficar apenas um ponto da liderança. O Inter tem hoje o melhor ataque da competição, com 24 gols. E como demonstração da qualidade coletiva do time, nove jogadores diferentes marcaram estes 24 gols. 

O Inter foi a campo com uma modificação. Sem poder contar com Tinga, que cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo, o time começou a partida com Fernandão no meio-campo e Rafael Sobis no ataque ao lado de Iarley. 

A equipe colorada começou pressionando em busca da vitória. O time caxiense parecia acuado e ficava com todos os jogadores em seu campo, procurando partir em contra-ataque. A 1min15seg, Jailson cruzou da esquerda e William quase alcançou a bola na pequena área. O Inter respondeu aos 2min50seg, quando Sobis recebeu passe de Granja e girou na área para defesa de Doni.


Iarley (E) comemora: atacante abriu a goleada no Beira-Rio

A vitória começou cedo. Aos 10min, Jorge Wagner cobrou escanteio, o goleiro Doni tirou a bola de soco que sobrou para Iarley na grande área. O atacante acertou uma bomba no ângulo e marcou o primeiro gol da noite. Um golaço. Foi o terceiro gol de Iarley em quatro jogos no Brasileirão.

O Inter seguiu no ataque. Aos 14min10seg, Jorge Wagner cobrou falta da esquerda e Índio subiu livre na área para fazer 2 a 0. Foi o primeiro gol do zagueiro no Brasileirão e o terceiro na temporada. Curiosamente, dos três gols marcados por Índio, dois foram contra seu ex-clube, o Juventude.

O massacre seguia em campo. Com passes precisos e muita movimentação dos seus jogadores, o Inter mandava na partida. As jogadas eram variadas. Ora, pelos lados do campo com a passagem dos alas e zagueiros, ora por lances de bola parada ensaiadas. Aos 16min25seg, Alex cobrou falta da intermediária com força e Doni fez grande defesa para escanteio.

Aos 17min40seg, Jorge Wagner cruzou da direita e Vinícius livre na área chutou de pé esquerdo por cima. No lance, o bandeirinha marcou impedimento, equivocadamente. Aos 27min, a vitória se transformou em goleada. Depois de cobrança de lateral para a área, a bola sobrou para Jorge Wagner, fora da área, chutar de pé direito. A bola quicou no gramado e enganou Doni, que falhou bisonhamente: 3 a 0.

E não parou por aí. Aos 28min55seg, Iarley invadiu a área pela esquerda e cruzou na medida para Jorge Wagner cabecear e fazer 4 a 0. Foi o seu 12° gol na temporada e o sexto no Brasileirão. Jorge Wagner, de grande atuação neste domingo, é o goleador da equipe na competição com seis, a  dois gols de Marcinho, do Palmeiras, e Alex Dias, do Vasco, que têm oito. 


Jorge Wagner está marcando o quarto gol do Inter

Aos 37min30seg, depois de cobrança de falta, quase Doni deixou a bola entrar novamente. Atordoado, o Juventude buscava reagir de alguma maneira. Aos 38, o técnico estreante Dorival Júnior retirou Leandro Moreno e colocou Enílton.

Para a etapa final, o Inter procurou fechar os espaços e atuar no contra-ataque em busca de mais gols. Já o Juventude tentou reagir, mas esbarrou no melhor volume de jogo do Inter, que não deixava a equipe da Serra reagir. Aos 6min20seg, Sobis, outro ótimo nome na partida, fez grande jogada pela esquerda, passando por três adversários e cruzando para Granja, de fora da área, chutar por cima.

Aos 8min25seg, Sobis cobrou falta rasteiro de fora da área e Doni defendeu. O Juventude, volta e meia, apelava para algumas jogadas violentas, principalmente com os zagueiros Chicão e Antônio Carlos. Aos 21min25seg, Naldo, em sua especialidade, cobrou falta com muita força, da intermediária, e a bola passou ao lado do gol.

Aos 24min40seg, Magal cruzou da esquerda e Clemer salvou para escanteio. Um minuto depois, Naldo cabeceou para fora, depois de cruzamento de Enílton. Enquanto isso, nas arquibancadas, os torcedores do Juventude deixavam o Beira-Rio, antes mesmo da metade da etapa final.

Aos 29min15seg, Granja roubou a bola, entrou na área e chutou de bico para boa defesa de Doni. Aos 31min35seg, Rafael Sobis roubou a bola no meio-campo, arrancou com muita força e velocidade até a entrada da área e deslocou de Doni: 5 a 0. Foi o quarto gol de Sobis no Brasileirão.


Sobis deixou sua marca contra o Juventude

Aos 34, saiu Edinho e entrou Gavilán. Em campo, o time tocava a bola e a torcida gritava ?olé? e ?Muricy?. Nos últimos 10 minutos, o Juventude procurou descontar e foi feliz. Aos 37min15seg, Naldo cobrou falta com muita força e a bola entrou no canto: 5 a 1. Um minuto e meio depois, novamente Naldo bateu falta e a bola acertou o travessão.

Aos 41min45seg, Jorge Wagner cobrou falta e Vinícius quase marcou o sexto gol, de cabeça. Aos 43min30seg, Vinícius deixou o gramado para a entrada de Wellington. Aos 46min, Enílton foi derrubado por Ceará, que havia entrado no lugar de Granja: pênalti. Na cobrança, Zé Carlos chutou no canto e fez o segundo gol caxiense. Nada que impedisse, porém, a festa colorada nas arquibancadas. 

Internacional (5): Clemer; Wilson, Índio e Vinícius (Wellington); Elder Granja (Ceará), Edinho (Gavilán), Rafael Sobis, Jorge Wagner e Alex; Fernandão e Iarley. Técnico: Muricy Ramalho.

Juventude (2): Doni; Chicão, Antônio Carlos e Naldo; Magal, Bruno Lança, Leandro Moreno (Enílton), Lauro e Jaílson (Daniel); William (Caíco) e Zé Carlos. Técnico: Dorival Júnior.

Gols: Iarley (I), aos 10min do primeiro tempo, Índio (I), aos 14min10seg do primeiro tempo, Jorge Wagner (I), aos 27min do primeiro tempo, Jorge Wagner (I), aos 28min55seg do primeiro tempo, Rafael Sobis (I), aos 31min35seg do segundo tempo, Naldo (J), aos 37min15seg do segundo tempo, Zé Carlos (J), aos 47min do segundo tempo. Cartões amarelos: Wilson, Iarley (I), Antônio Carlos, William, Chicão, Bruno Lança (J). Renda: R$ 174.920,00. Público: 25.851 (20.876 pagantes). Arbitragem: Vinícius Costa (RS), auxiliado por José Otávio Dias Bitencourt (RS) e José Antônio Franco Filho (RS). Local: Estádio Beira-Rio.

Fotos: Daniel Boucinha


Outras notícias
Loja Virtual