04/11/2012

Uma família colorada no Nordeste

Ser colorado está no sangue. Mais uma prova é a história do gaúcho Fernando Mella. Empresário natural de Nova Bréscia-RS, mudou-se para Maceió há 16 anos com a esposa Cristina. Na capital alagoana, a família aumentou com a chegada dos filhos Enzo e Enrico. Mesmo de longe, os meninos são hoje, assim como o pai, torcedores fanáticos e sócios colorados. Fernando e Cristina têm a alegria de vê-los vestirem a camisa do Inter na escola, onde são conhecidos por serem colorados.

Família Mella mantém o amor pelo Inter mesmo vivendo longe de Porto Alegre

“O porteiro da escola sempre brinca com eles quando o Inter joga. Vestir a camisa funciona”, diz a mãe.

“Foi o próprio Inter foi que cultivou a paixão neles. Eles nasceram campeões do mundo”, conta o pai orgulhoso.
Os meninos colecionam as revistas do Inter, além de assistir todos os jogos pela televisão e ainda, quando possível, no estádio.

“Eu fui ao jogo em São Paulo na final da Libertadores de 2006 e tento levar os meninos nos jogos mais importantes”, lembra Fernando.

Neste domingo (4/11), a família veio ao Recife especialmente para torcer pelo Inter, no Estádio dos Aflitos, contra o Náutico. Os meninos, de 10 e 13 anos, aproveitaram para conhecer os jogadores, bater fotos e pegar autógrafos além de passar a confiança ao grupo colorado. 

Com planos de voltar a morar no Rio Grande do Sul no futuro, a família poderá aproveitar o Beira-Rio já reformado. E a ideia de ter o Gigante como segunda casa já é suficiente para abrir um imenso sorriso no rosto dos pequenos colorados.


Outras notícias
Loja Virtual