1º/11/2012

Projeto social colorado em Cuba e na África

No terceiro ano de projeto de inclusão social África Vermelha, que é desenvolvido a partir do incentivo às práticas esportivas, criação de pequenas creches e distribuição de material esportivo, o médico uruguaianense Raul Fagundes Valls, em parceira com o Projeto Interagir, a comunidade de Uruguaiana e o Rotary, fundou no início do último mês de outubro, na África Oriental, um time de futebol com o nome de Sport Club Internacional.


Projeto África Vermelha divulga o Inter no continente africano

> Recentemente, Valls foi nomeado Embaixador Colorado

O médico gaúcho organizou um grupo para realizar um jogo entre duas equipes de estudantes da tribo Maasai, pertencente à comunidade de Lenkisem, na região do semiárido queniano. Na ocasião também foi constituída uma equipe de apoio para dar continuidade ao projeto, sendo escolhido como líder o jovem Maasai John Silankei Lekanaya, recém graduado em Economia e Estatística, e tendo como colaboradores o estudante Daniel Leyian, que foi designado como técnico, e o padre italiano Remigio dal Santo, responsável pela administração do material doado.

“Na Africa é importante o controle contínuo dos projetos”, destaca Valls. Segundo o médico, as formas de comunicação do Campeão de Tudo, como a Revista do Inter, foi importante para a explicação da grandeza do Internacional. “Ao mostrar as revistas do Clube, com as capas de Diego Forlán, Leandro Damião e Guiñazu, foi mais fácil de explicar o tremendo potencial internacional de nosso clube. Quem acompanha o futebol internacional sabe do título de melhor da Copa de 2010 obtido por Forlán, do destaque nos Jogos Olímpicos de Londres que o Damião teve e que Guiñazu integra a atual Seleção Argentina”, completa o gaúcho.

La Havana Roja

Em recente visita à La Habana, capital de Cuba, Raul Fagundes Valls também divulgou as cores do Inter, distribuindo para crianças e esportistas em geral camisetas, bonés, bolas, revistas e videos do Clube. Nos dez dias em que esteve lá, coloriu as ruas do bairro de La Habana Vieja, patrimônio histórico da humanidade, vestindo com as cores do clube, seu guia, as crianças da casa que o albergou e alguns esportistas.


A força do Inter nas ruas históricas de Havana, em Cuba

Foi realizado um pequeno "rachão" entre as crianças do bairro, na Plaza Compostela, diante de prédios coloniais centenários. Apesar de o esporte nacional dos cubanos ser o beisebol, seguido pelo boxe e pelo atletismo, as novas gerações estão ligadíssimas em futebol, pois o acompanham, quando possível, através das transmissões dos campeonatos europeus. Valls ficou surpreso quando os meninos identificaram o craque uruguaio Forlán na capa de uma das revistas e todos exclamaram: "La Bruja Cachabacha!" (apelido que ganhou quando jogava no Atlético de Madrid).


Valls com garotos cubanos devidamente fardados com as roupas do Inter


Outras notícias
Loja Virtual