25/07/2012

Inter vence a segunda consecutiva no Brasileirão

O Internacional venceu o Figueirense por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, no Orlando Scarpelli, em jogo válido pela 12ª rodada do Brasileirão. Dagoberto marcou no primeiro tempo o gol que garantiu a segunda vitória consecutiva do time treinado por Fernandão. O Colorado chegou aos 22 pontos e assumiu a quinta colocação.

> Galeria de fotos da partida

> Destaques da vitória


Inter venceu mais uma partida sob o comando do técnico Fernandão

Neste sábado, às 18h30, o desafio é contra o Vasco da Gama, no Beira-Rio. Atenção: sócios que não precisam adquirir ingresso deve fazer obrigatoriamente a confirmação pelo sistema Check In Colorado: "vou ao jogo' ou não 'vou ao jogo'.

Os ingressos para o clássico contra os cariocas estão à venda. Saiba mais! 

Fernandão mantém base da estreia

O Inter foi a campo contra o Figueirense com apenas uma modificação em relação ao time que havia atuado na rodada anterior. Guiñazu, suspenso, não pode jogar, e com isso Fred foi mantido no meio-campo. D'Alessandro reassumiu a titularidade depois de cumprir suspensão. O Colorado não pôde contar mais uma vez com uma série de jogadores: Nei, Otávio, Dátolo e Kleber, lesionados, e Leandro Damião, na Seleção Brasileira. Forlán ainda busca a melhor condição física e poderá fazer a sua estreia no próximo final de semana. Já o zagueiro Juan ainda deve levar mais alguns dias para ficar à disposição.

Adversário com técnico novo

A partida marcou a estreia do técnico Hélio dos Anjos no Figueirense. O time catarinense buscava a reação, uma vez que não vencia há 10 jogos no Brasileirão. Porém, o Inter frustrou os planos do adversário e impôs mais um revés dentro da sua casa.

Equlíbrio e muita marcação

Logo aos 2min, um susto! Guilherme cruzou da esquerda e Loco Abreu saltou alto para cabecear a bola no travessão. O Inter tentava trocar passes no campo de ataque, mas sofria com a forte marcação imposta pelo Figueirense. Aos 5min, D'Alessandro alçou para a grande área em cobrança de falta e a bola passou por três colorados, mas ninguém conseguiu o desvio para o gol. Aos 13min, Júlio César soltou uma paulada em cobrança de bola parada: foi um tiro no meio do gol, alto, mas Muriel estava atento e espalmou para escanteio. O time colorado fez boa tabela aos 17min, mas a conclusão de longa distância de Fred foi fraca, fácil para o goleiro Ricardo.


Inter venceu a segunda partida fora de casa neste Brasileirão

O duelo estava bem equilibrado, com a marcação se sobrepondo ao ímpeto ofensivo dos dois times. A bola parada seguia sendo a melhor opção na tentativa de furar o bloqueio. Aos 20min, Caio levantou a bola para a área e Muriel defendeu sem problemas. No minuto seguinte, o Inter cobrou falta com D'Alessandro. O argentino tentou mais uma vez o cruzamento e Dagoberto cabeceou para defesa firme de Ricardo.

Dagol fura bloqueio

Porém, aos 24min, o mesmo Dagoberto foi preciso no cabeceio e fez 1 a 0 para o Inter. E foi um gol lindo no Orlando Scarpelli: o garoto Fred avançou pela ponta-esquerda e cruzou na feição para Dago concluir com uma forte cabeçada, de cima para baixo. Foi o quarto gol do atacante, que se isola na artilharia do time no Brasileirão.

Jogo controlado

O gol fez muito bem ao Inter, que manteve a forte marcação no meio e seguiu forçando as jogadas em velocidade pelos lados do campo. Aos 33min, D'Alessandro avançou pela direita, brecou no lado da área e experimentou o chute de fora, mas a bola subiu demais. Aos 35min, já pelo lado esquerdo, D'Ale tentou acionar Fred no interior da área, mas a zaga chegou antes e afastou com um chutão. No minuto seguinte, Ygor, ex-Figueirense, cabeceou à direita do gol, com perigo. O time da casa encontrava dificuldade em passar da intermediária. Com dez jogadores atrás da linha da bola, o Colorado se fechava com eficiência e controlava bem o jogo.

A etapa inicial até poderia ter terminado com uma vantagem maior do Inter. Aos 42min, Jajá protagonizou lance de efeito: o meia soltou um foguete de fora da área e a bola explodiu no travessão! No rebote, Daboberto cabeceou e acertou novamente o travessão, mas o lance já estava anulado por impedimento. Foi um chute espetacular de Jajá! Se a bola entra... 

Chances claras de ampliar

Na etapa final, o Inter manteve a intensidade na busca pelo segundo gol. Aos 3min, Fabrício fez boa jogada e tocou para Dagoberto, que dominou entre os zagueiros na base da agilidade. O atacante só não conseguiu finalizar porque Ricardo afastou a bola com um carrinho. No lance seguinte, Jajá foi acionado no interior da área, mas a bola escapou do seu pé. Aos 6min, Fred encarou os marcadores com dribles curtos e chutou para a defesa salvadora de Ricardo. Logo depois, D'Alessandro cobrou escanteio com perfeição, na marca penal, e Índio pulou alto para cabecear. A bola iria entrar no ângulo direito, mas bateu no travessão. O goleiro Ricardo ficou só olhando.


Índio quase marcou mais um gol pelo Inter

O Figueirense foi para cima na tentativa de evitar nova derrota em casa. Aos 11min, Júlio César esticou a bola para Caio, que ficou cara a cara com Muriel, mas Edson Ratinho apareceu para cortar providencialmente para escanteio. Aos 15min, Doriva chutou em cima da barreira e a bola foi desviada para escanteio. Aos 18min, Canuto cabeceou com perigo, para a linha de fundo, após cruzamento de Guilherme.

Aos 22min, Dagoberto sentiu lesão e deixou o jogo para a entrada de Marcos Aurélio. O goleiro Muriel mostrou estar ligado em dois lances seguidos, aos 26min, quando se impôs por cima e afastou a bola de soco do interior da grande área. Aos 28min, Roni desviou de cabeça e a bola passou rente à trave direita. Aos 31min, Jajá teve chance clara de ampliar, mas o atacante acabou chutando em cima do goleiro.

Inter garante vitória

Para dar sangue novo ao ataque, o técnico Fernandão colocou Maurides no lugar de Jajá, aos 35min. Aos 38min, Fred escapou em velocidade pela esquerda e foi parado com falta dura de Caio, que recebeu apenas o cartão amarelo. Aos 41min, Bolatti entrou na vaga de Edson Ratinho. O detalhe é que o volante acabou esperando quase quatro minutos para entrar, pois a bola não saía. Pouco antes do argentino ir a campo, seu compatriota, D'Alessandro, sofreu falta violenta de Guilherme, mas o árbitro deixou de aplicar o cartão. O detalhe é que antes de receber o desproporcional encontrão, D'Ale dribou três adversários. Só com falta para a parar o camisa 10.

Já nos acréscimos, com grande parte da torcida catarinense deixando o estádio, Roni tentou cavar pênalti. O árbitro não caiu na dele e deixou o lance seguir. Com o apito final, os jogadores do Inter comemoraram muito a segunda vitória seguida junto à torcida colorada presente no Orlando Scarpelli.

"Foi uma vitória importante. Estamos no caminho certo. Agora vamos focar no jogo contra o Vasco", projetou o zagueiro Bolívar.

"O Inter é uma equipe vencedora, que almeja coisas grandes e estamos unidos neste objetivo", diz Dagoberto.

"Foi um jogo difícil. Sofremos um pouco. Mas a competência e a eficácia foram fundamentais. O importante foi o grupo ter aguentado, se fechando em duas linhas de quatro", avaliou o técnico Fernandão.

Ficha técnica:

Figueirense (0): Ricardo; Doriva, Anderson Conceição, Canuto e Guilherme Santos; Túlio (Coutinho), Jackson e Pittoni (Almir); Caio, Julio Cásar (Roni) e Loco Abreu. Técnico: Hélio dos Anjos.
 
Internacional (1): Muriel; Edson Ratinho (Bolatti), Índio, Bolívar e Fabrício; Ygor, Elton, Fred e D'Alessandro; Dagoberto (Marcos Aurélio) e Jajá (Maurides). Técnico: Fernandão.

Gol: Dagoberto (I), aos 24 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos: Júlio César, Túlio,. Caio (F); Fabrício, Bolívar (I).
 
Arbitragem: Elmo Alves Resende Cunha (GO), auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Cristhian Passos Sorence (GO)
 
Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.


Outras notícias
Loja Virtual