13/05/2012

Destaques do 41º título gaúcho do Inter

Muriel fecha o gol

O goleiro de 25 anos foi seguro durante a campanha do Inter. Com reflexos ágeis e defesas eficientes, Muriel evitou por várias vezes o sucesso dos atacantes adversários e teve papel fundamental na conquista do bicampeonato. É mais um jogador revelado pelas categorias de base do Clube que conquistou seu espaço no grupo profissional com muito talento e dedicação.


Muriel foi seguro na disputa do Campeonato Gaúcho de 2012

Índio coloca a 13ª faixa no peito

O experiente zagueiro de 37 anos segue colecionando títulos pelo Inter. O Gauchão de 2012 foi a sua 13ª conquista com a camisa colorada em sete temporadas no Beira-Rio. Além de ser o jogador com maior número de atuações (335 até a final contra o Caxias) do atual grupo, Índio também é o defensor que mais gols marcou nos 103 anos do Colorado: são 31, um deles anotado neste Gauchão, na vitória de 4 a 0 sobre o Veranópolis.


Índio (E) vibra com a taça do bicampeonato: foi o seu quinto título gaúcho

A contribuição de Fabrício

O lateral-esquerdo assumiu a vaga do lesionado Kleber nas quatro últimas partidas do campeonato e teve participação decisiva no sucesso do time. Marcou o gol do título do returno, no clássico contra o Grêmio, e fez o passe para o gol de Damião na finalíssima contra o Caxias.

Sandro Silva vira ídolo

O volante assumiu a titularidade nas primeiras rodadas do estadual e mostrou muitas qualidades. Conciliando o forte poder de marcação com a boa técnica na saída de bola, Sandro Silva foi um dos pilares do meio-campo colorado na conquista do 41º título gaúcho. Caiu definitivamente nas graças da torcida, ainda mais depois de marcar um gol na vitória de 2 a 1 sobre o Caxias na grande final.


Sandro Silva vibra com seu primeiro título pelo Inter

Dátolo brilha no meio-campo

O meia-atacante argentino entrou no time para substituir o seu compatriota D'Alessandro, que sofreu uma lesão no começo do returno, e acabou tornando-se um dos destaques da conquista do bicampeonato. Com oitos gols, Dátolo foi o vice-artilheiro do Inter e peça fundamental na campanha vitoriosa no returno do Gauchão.

O talento de Oscar

Mesmo impedido de atuar em diversos jogos por conta do imbróglio jurídico envolvendo o São Paulo, o meia-atacante foi importantíssimo na conquista do título estadual. O gol marcado contra o Caxias no jogo de ida da final, no Centenário, teve um valor muito grande em função do saldo qualificado. Apesar de ter ido a campo em apenas nove partidas do Gauchão, Oscar marcou quatro gols e fez cinco assistências.


Oscar é só alegria após a vitória sobre o Caxias no Beira-Rio

Damião goleador

O atacante fez o que se esperava dele ao longo do campeonato: muitos gols. Foram 11 anotados em 14 jogos, aproveitanento que garantiu ao camisa 9 do Inter a artilharia do Gauchão pelo segundo ano consecutivo, algo que não ocorria desde 1981. Para encerrar com chave de ouro, Damião marcou um belo gol de cabeça na decisão que selou o bicampeonato colorado.


Damião comemora o seu 17º gol na temporada

Ganhou o melhor

O Inter encerra o Gauchão tendo a melhor defesa do campeonato, com 16 gols sofridos, e o ataque mais positivo, com 47 gols marcados. Foram, sem dúvida, virtudes fundamentais para a conquista de mais uma taça.


Outras notícias
Loja Virtual