12/02/2012

Destaques da vitória colorada no Centenário

Por Felipe Silveira
De Caxias do Sul
Fotos: Alexandre Lops

Dupla endiabrada

Foram necessários poucos minutos de jogo para que Oscar e Dagoberto mostrassem que estavam em uma tarde inspirada. Logo aos 5min do primeiro tempo, após lançamento preciso de Kleber, Oscar recebeu na grande área, prendeu a bola de frente para o marcador, e tocou na hora certa para Dagoberto. O atacante teve tranquilidade de sobra para concluir no cantinho esquerdo do goleiro e marcar o seu primeiro gol com a camisa colarada.


Dagoberto e Oscar em tarde inspirada

Mas Dago voltaria a deixar a sua marca, e novamente com Oscar abrindo o caminho para o gol. Aos 35min, eles protagonizaram uma tabela linda, como se fora uma jogada de futsal, tamanha a rapidez com a qual a troca de passes ocorreu. Dagoberto acionou Oscar no interior da área e o meia-atacante devolveu de primeira, com o calcanhar, para Dagoberto, que chutou cruzado para fazer 2 a 0. A vitória no Centenário passou pelos pés talentosos da dupla.

Toque refinado

O Inter usou e abusou da troca de passes contra o Caxias. A bola rodou com qualidade, de pé em pé, como o técnico Dorival Júnior havia pedido aos jogadores na preleção realizada momentos antes da partida. "Não vamos prender a bola. Vamos tocar o máximo possível. Este é o caminho", avisou o treinador.


Técnica de Oscar fez a diferença em Caxias do Sul

No primeiro tempo, o time colorado deixou a marcação adversária atônita. D'Alessandro, Dagoberto e Oscar se movimentavam intensamente no meio-campo, e pela lateral esquerda Kleber aparecia com qualidade no apoio. De forma envolvente, o Inter chegou aos dois gols e resolveu o jogo ainda no promeiro tempo. Seu futebol foi de uma superioridade tão grande que a torcida chegou a gritar "Olé!" das arquibancadas. Na etapa final, administrou a vitória utilizando o que foi a sua principal virtude na partida: a valorização da posse de bola. O Caxias tentou chegar na frente, mas na maior parte do tempo ficou assistindo ao Colorado tocar a bola de um lado para o outro.

Índio e Guiñazu incansáveis

Se no plano ofensivo o Inter foi superior, o mesmo pode se dizer da sua defesa. Destaque para a segurança do zagueiro Índio e a total entrega de Guiñazu durante os 90 minutos. O volante argentino não deu espaços para o adversário e foi perfeito na marcação. Vale destacar que, atuando com seu time titular, o Inter sofreu apenas dois gols nesta temporada. O aproveitamento da equipe é de 86,6%.


Índio foi impecável na marcação

Muriel eficiente

O goleiro fez duas grandes defesas. Uma no primeiro tempo, em um chute cruzado de Vanderlei que o camisa 1 deu um tapinha providencial, fazendo com que a bola acertasse a trave. Na etapa final, em nova investida de Vanderlei, Muriel saiu do gol e conseguiu abafar um chute na pequena área.

Inter derruba invicto

O Caxias não havia perdido neste Gauchão até se confrontar com o Inter. A vitória colorada por 2 a 0 também desbancou a defesa do time do Centenário como a menos vazada do campeonato até então.


Torcida também deu show na Serra

Colorados lotam espaço

O setor destinado à torcida do Inter ficou completamente lotado de colorados. Situados atrás de uma das goleiras, eles vibraram com os gols e os belos lances do time de Dorival Júnior.

Agora é no Beira-Rio

O Inter disputará as duas partidas restantes na fase classificatória da Taça Piratini no Beira-Rio. Na quarta-feira (15/2), às 17h, encara o Cruzeiro-POA em jogo atrasado da sexta rodada. No sábado de Carnaval, recebe o Pelotas a partir das 17h. Se vencer nesta quarta, o Inter assume a liderança isolada do Grupo 1. 


Outras notícias
Loja Virtual