13/01/2012

Força ofensiva colorada para 2012

Por Alexandre Corrêa (texto) e Alexandre Lops (fotos)
De Gramado

O Inter de 2012 tem cheiro de gol. O grupo formado para a temporada reúne grandes opções ofensivas que já estão dando duro nos treinamentos em Gramado para a disputa da Libertadores, do Campeonato Gaúcho e do Campeonato Brasileiro. Nomes da qualidade de um Leandro Damião, um Dagoberto, um Oscar, que integram ou integraram seleções brasileiras, ou uma D' Alessandro, que já vestiu inúmeras vezes a camisa da seleção Argentina, vão defender a camisa vermelha a partir do dia 18, quando o Inter enfrenta o Novo Hamburgo, na estréia no Gauchão.

"Vamos ter uma dinâmica de saída de bola muito boa, com muita movimentação e velocidade. Já estamos observando isso nos treinamentos. Mas defensivamente não  podemos abrir mão de um posicionamentos defensivo quando não tivermos a bola. A marcação tem que começar com os quatro da frente"' avalia o técnico  Dorival Júnior.

Além do quarteto as opções ofensivas para o técnico Dorival Júnior contam com Jô, integrante de seleção brasileira olímpica, Gilberto, atacante promissor oriundo de Pernambuco, João Paulo, meia de grande talento e uma das principais apostas do Celeiro de Ases paro ano, Ilsinho, meia ex-seleção olímpica também, de muita movimentação e qualidade, e o recém-contratado Marcos Aurélio, um dos principais nomes do Coritiba nas últimas temporadas.

Capacidade goleadora

O Inter conta com o centroavante que mais marcou gols no futebol brasileiro em 2011. Leandro Damião anotou 41 gols e só não fez mais devido a uma lesão muscular que o afastou dos campos por quase dois meses. Ao seu lado, Dagoberto, atacante que mais marcou gol pelo Sao Paulo ano passado, chegou ao Inter como um dos principais reforços para a temporada. "Temos um artilheiro no time e vamos trabalhar para que ele se torne mais artilheiro ainda", disse Dagoberto na sua chegada ao Inter.


Leandro Damião é uma das principais esperanças de gol do Inter em 2012

Qualidade técnica

Nos primeiros treinos da pré-temporada em Gramado, já deu para vislumbrar um Inter que devera ter muita qualidade técnica com a posse de bola. D'Alessandro, Oscar e Dagoberto costumam trabalhar a bola com criatividade e precisão. Auxiliados ainda pelas ajudas dos volantes e dos laterais, o Inter pode se tornar uma equipe com muita posse de bola ao longo do ano.


Dagoberto tem velocidade e versatilidade na peça ofensiva

Versatilidade

Damião é o centroavante, Oscar, o meia, certo? Sim, mas os jogadores do sistema ofensivo do Inter são versáteis e podem trocar de função ao longo dos jogos. Como já se viu em outras temporadas, Oscar pode surgir na área para o arremate, Dagoberto tem característica de buscar a bola no meio, D'Alessandro faz bem as jogadas de drible e cruzamento na linha de fundo, enquanto Damião já encantou o pais com suas lambretas na ponta, criando espaços e dando passes para os seus companheiros.


D´Alessandro é um dos armadores do sistema de ataque colorado

Gilberto pode atuar em velocidade, mas também conta com chute potente de fora da área. Jô pode cair pela esquerda ou fazer o trabalho de pivô. Ilsinho e João Paulo sao meias que podem atuar pelos lados do campo também e chegar para a conclusão. Marcos Aurélio revezou as funções de meia e atacante ao longo da sua carreira.

Movimentação intensa

Outra característica que o Inter deve ter ao longo da temporada é a intensa movimentação dos seus jogadores com a posse de bola. Já deu para perceber nos treinamentos que dificilmente Oscar, D'Alessandro e Dagoberto vao se movimentar bastante do meio para frente, trocando de posição e procurando municiar o centroavante Damião.


Oscar é esperança de qualidade no sistema ofensivo do Inter

Competitividade

Como se sabe, uma equipe não pode pode viver apenas de ataque e deixar seu sistema defensivo desguarnecido. Por isso, o trabalho dos jogadores mais ofensivos será fundamental quando o Inter for atacado. Eles serão também o começo do sistema de defesa do Inter, ajudando a pressionar a saída de bola do adversário e recompor o bloqueio no meio-campo. Os jogadores colorados contam com esta característica também, primordial para se vencer no futebol moderno. "A gente sabe que temos quatro excelentes jogadores do meio pra frente, mas a gente sabe que futebol não é só isso. Temos que continuar sendo competitivos", avaliou Kléber.

Apoio qualificado

É certo que os jogadores colorados serão bastante vigiados pelos adversários. Por isso sera importante também o apoio qualificado dos laterais também. E o Inter também esta bem servido nisso. A força e a velocidade de Nei e a qualidade do passe e do cruzamento de Kleber serão de suma importância ao longo da temporada.

Força do grupo

Quando o técnico Dorival Júnior precisar se socorrer das opções de banco o grupo apresentara algumas peças importantes no sistema ofensivo como Marcos Aurélio, Gilberto, Jô, Ilsinho e João Paulo. Um grupo com muito potencial para levar o Inter a novas conquistas em 2012.


Outras notícias
Loja Virtual