13/11/2011

Inter perde para o Cruzeiro em Minas

O Internacional foi derrotado por 1 a 0 pelo Cruzeiro em partida disputada na noite deste domingo, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas-MG, válida pela 34ª rodada do Brasileirão. Farias marcou o gol da vitória do time da casa aos 19min do primeiro tempo. Para tornar a busca pela reação ainda mais complicada, o Colorado teve Elton expulso pelo segundo cartão amarelo aos 7min da etapa final. Mesmo com a desvantagem numérica em campo, o time do técnico Dorival Júnior seguiu pressionando pelo empate até o último minuto da partida. Criou chances reais de gol, mas não conseguiu evitar a derrota.


Inter, de Tinga, encontrou dificuldades contra o Cruzeiro na Arena do Jacaré (fotos/Alexandre Lops)

Com o resultado, o Inter caiu para a décima posição, com 51 pontos, mas segue a quatro pontos do G-5 restando quatro rodadas para o final do Brasileirão. Nesta quarta-feira, a equipe colorada recebe o Bahia no Beira-Rio na busca pela reabilitação. Depois, parte para dois jogos no Rio de Janeiro, contra Botafogo e Flamengo, e encerra o campeonato contra o Grêmio no Gigante.

Todos ao Beira-Rio

O Inter conta com o apoio incondicional da torcida no duelo contra o Bahia, nesta quarta-feira (16/11), às 20h30, no Beira-Rio. O Campeão de Tudo depende apenas de si mesmo para conquistar uma vaga na Libertadores de 2012, portanto, é preciso acreditar até o final. Os ingressos estão à venda: clique aqui e garanta o seu.

Jogou bem, apesar do gol

Apesar da série de desfalques - Juan, Kleber e Leandro Damião, suspensos, e Guiñazu, convocado para a Seleção Argentina -, o Internacional foi para o ataque desde o início da partida, já que só a vitória interessava para as pretensões de entrar no G-5, grupo de times que se classificam para a Libertadores 2012. Logo aos 20 segundos, Nei fez boa jogada e quase que Gilberto alcançou o cruzamento, mas a bola saiu pela linha de fundo. Porém, o adversário também só pensava na vitória para fugir do fantasma do rebaixamento.

Assim, a etapa inicial foi eletrizante, com boas chances de gols para os dois lados. O Inter trocava bons passes e valorizava a posse de bola. Aos 12min, Gilberto dividiu com Fábio e no rebote Oscar chutou com perigo sobre o travessão. Aos 18min, D'Alessandro aplicou o drible La Boba no defensor e cruzou para Gilberto, que cabeceou para defesa sensacional de Fábio. Quase o Inter abriu o placar! Mas, um minuto depois, o banho de água fria: Farias aparou o cruzamento de Wellington Paulista e marcou de cabeça o gol do time da casa.

Pressão colorada

O Inter não se abateu e seguiu com boa presença ofensiva. Aos 22min, Gilberto fez um passe de calcanhar e deixou Tinga de cara para o gol: o volante invadiu a área e chutou cruzado para fora. Já aos 23min, outro cruzamento de D'Alessandro buscando Gilberto, mas Fábio saiu do gol e espalmou. Aos 28min, Tinga concluiu para nova intervenção do goleiro cruzeirense. O Cruzeiro chegou forte aos 31min: Wellington Paulista recebeu de Farias e chutou para defesa salvadora de Muriel.

Aos 35min, D'Alessandro bateu e Fábio defendeu. No minuto seguinte, Oscar invadiu a área pela esquerda, driblou o zagueiro e soltou a bomba para grande defesa do goleiro adversário. No lance seguinte, Nei tocou para Oscar, o meia cruzou e Fábio salvou mais uma para os mineiros. Aos 42min, D'Alessandro tabelou com Gilberto e Tinga chutou buscando o canto do gol de Fábio. A bola saiu perto da trave. Quase o empate!


Gilberto foi o substituto de Leandro Damião no ataque colorado

Segundo tempo difícil

Logo aos 7min da etapa final, Elton recebeu o segundo cartão amarelo e, por consequência, o vermelho. Tudo ficou mais difícil, mas o Inter não desistiu. Pouco depois, Oscar sofreu sequência dura de faltas e o árbitro não deu sequer cartão amarelo para o adversário. Aos 15min, Tinga tabelou com Nei, que invadiu a área e deu um carrinho na bola, acertando o travessão. Grande chance!

Aos 16min, o Cruzeiro atacou pela direita e, quase na pequena área, Farias chutou para fora com perigo. Na sequência, o técnico Dorival Júnior promoveu as entradas de Andrezinho, João Paulo e Zé Roberto. Aos 34min, o Cruzeiro chegou com Fabrício, que chutou fraco para fora. Aos 38min, Nei fez boa jogada e Fábio defendeu após o cruzamento. Dois minutos depois, o time da casa marcou o segundo gol, mas a arbitragem anulou devido à posição de impedimento.

Os instantes finais foram dramáticos, com o Inter pressionando e o Cruzeiro se fechando atrás para garantir o placar. Aos 42min, Oscar invadiu a área a dribles e conseguiu o escanteio. Após a cobrança, Andrezinho bateu para o gol e Fábio fez outra defesa espetacular. Era o Inter no ataque, lutando muito. Quase ao final de jogo, aos 48min, Victorino perdeu a bola para Andrezinho dentro da área, porém a zaga mineira se recuperou e afastou. Não deu tempo para mais nada: o Cruzeiro venceu por 1 a 0.


D'Alessandro lutou muito na tentativa do empate

"Nada é impossível. Vamos seguir lutando", disse Bolívar sobre ainda conseguir uma vaga na Copa Libertadores.

"Tivemos muitas chances de fazer gol no primeiro tempo, mas não conseguimos. No segundo, com um jogador a menos, ficou mais difícil. Mas fizemos um jogo de igual para igual", avaliou o goleiro Muriel.

"Ainda não é hora de jogar a toalha. Ficou mais difícil, mas temos que vencer o Bahia dentro de casa e encarar as últimas decisões", avaliou o diretor de futebol Fernandão.

"Nós temos condições de enfileirar quatro vitórias nas últimas quatro partidas (para conseguir vaga na Libertadores)", falou o vice-presidente de futebol Luís Anápio Gomes.

Cruzeiro (1): Fábio; Victor, Léo, Victorino e Diego Renan; Leandro Guerreiro (Sandro Manoel), Marquinhos Paraná, Fabrício e Roger (Naldo); Wellington Paulista e Ernesto Farías. Técnico: Vagner Mancini.

Internacional (0): Muriel; Nei, Bolívar, Moledo e Fabrício; Elton, Bolatti (Andrezinho), Tinga, D'Alessandro (João Paulo) e Oscar; Gilberto (Zé Roberto). Técnico: Dorival Jr.

Gol: Farias (C), aos 19 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos: Elton (I), duas vezes, Wellington Paulista (C), Victorino (C), Roger (C), Andrezinho (I), Zé Roberto (I), Fábio (C), Léo (C) e Fabrício (C). Vermelho: Elton (I).

Arbitragem: Luiz Flavio de Oliveira, auxiliado por Vicente Neto e João Chaves (trio de SP)

Local: Arena do Jacaré, Sete Lagoas


Outras notícias
Loja Virtual