18/04/2005

ENTREVISTA COM PAULO PAIXÃO

"Chegou a hora de um grande título"

Considerado um dos melhores profissionais da preparação física no país, referência na área para os novos, Paulo Paixão coloca à disposição do Internacional toda a sua experiência e carisma de ser um grande levantador de taças. Agora o pentacampeão do mundo quer levar o Colorado a manter a hegemonia do futebol gaúcho e, mais do que isso, voltar a se destacar nacional e internacionalmente.

P: Site do Inter ? Como o senhor explica o seu reconhecimento como bom profissional da preparação física?
R: Paulo Paixão ? Eu tenho uma forma muito simples de trabalhar, de dedicação. Eu entendo que temos que dar sempre o melhor, estar comprometido com o trabalho do Clube, para engrandece-lo cada vez mais. Tendo este tipo de comportamento você acaba reconhecido pela forma de a gente ser, de estar trabalhando e pelo prazer que tem pela profissão, sem hora pra começar e nem para acabar o dia.

P: SI ? Qual avaliação do trabalho do Paulo Paixão aqui no Inter, comparando da sua chegada, em 2003, ao período atual, em 2005?
R: PP ? Altamente positiva. Nós chegamos em 2003 e a gente vinha de uma situação difícil, de 2002, com o fantasma do rebaixamento. Então encontramos um clube traumatizado, e que buscava se refazer do susto. De lá pra cá, só houve evolução em todos os sentidos, não só do trabalho em si que desenvolvemos, mas do Inter como clube de futebol. Hoje o Internacional é lindo para o mundo inteiro, um exemplo para o Brasil de tudo que foi e está sendo realizado, no social, nos orçamentos, nos reforços, são coisas que engrandecem como conceito nacional e internacional. A tendência é crescer pelo conhecimento que o nosso presidente tem da forma que acontecem as coisas no mundo em termos de clube, estrutura, de como deve funcionar. Nós mesmos ganhamos experiência a cada dia. A única tristeza que tenho é de ainda não ter conseguido um título de âmbito nacional, mas como recém está começando o ano, a gente entende que isso é possível em função do esforço que fez o presidente, a direção, todos que se esforçaram em reforçar o nosso elenco.

P: SI ? O senhor acredita que chegou a hora deste grande título? O Internacional está preparado?
R: PP ? Estamos preparados e diria que chegou a hora. Apesar de eu entender que este ano tivemos um tempo menor de preparação para competições, porque a parte física é o principal quesito no início da temporada. Estamos tentando, agora, adequar o trabalho com a falta de tempo para estes treinos específicos. A partir desta adequação, vamos corrigir aquilo que não podemos fazer, pois iniciamos a temporada jogando, viajando bastante, ainda que teremos um ano bem agitado, com um campeonato brasileiro longo. Devemos estar prontos para enfrentar todas estas adversidades.

P: SI ? Quando o time estará 100% preparado fisicamente?
R: PP ? A idéia é que isto aconteça no segundo semestre, ainda mais quando se disputa um campeonato brasileiro de pontos corridos. Mas vamos trabalhar para que o time renda o máximo nas decisões do Campeonato Gaúcho e da Copa do Brasil no primeiro semestre. Conquistar os títulos destas duas competições é o nosso grande objetivo até junho.


Outras notícias
Loja Virtual