07/04/2005

GOLEADA PARA CHEGAR ÀS OITAVAS-DE-FINAL

O Internacional goleou o Friburguense por 4 a 0 na noite desta quinta-feira, no Beira-Rio, e se classificou para as oitavas-de-final da Copa do Brasil. Jorge Wagner e Fernandão marcaram dois gols cada. Agora, o Inter enfrenta o Paulista, de Jundiaí, na próxima fase. O primeiro jogo será no Beira-Rio, dia 21 de abril, e a partida de volta será em Jundiaí, no dia 5 de maio.

O jogo

O Inter entrou em campo mais uma vez com Fernandão como centroavante e Wellington no meio-campo. A equipe colorada dominou a partida o tempo todo, criou inúmeras chances e marcou quatro gols. O jogo só não foi mais tranqüilo, porque o time errou várias conclusões, o goleiro Jefferson fez defesas incríveis e o juiz anulou equivocadamente dois gols por impedimento.

A pressão colorada começou cedo. Aos cinco minutos, a bola sobrou para Sobis que chutou, a bola desviou em um zagueiro e passou perto da goleira. Aos 6min20seg, Elder Granja fez jogada sensacional pela direita, dando uma janelinha em um zagueiro, driblando outro e cruzando para a área. A bola sobrou para Jorge Wagner chutar forte e Jefferson começar a sua série de defesas sensacionais. Jorge Wagner foi um dos melhores jogadores em campo, dando o passe para um pênalti e marcando outros dois gols.


Jorge Wagner foi um dos destaques da partida

Aos 8min30seg, Wellington roubou a bola, tabelou com Tinga e chutou no canto com precisão. O juiz, porém, anulou o lance por impedimento equivocadamente. Aos 10min30seg, Edinho arrancou do meio-campo, entrou na área e cruzou para Sobis cabecear e o goleiro carioca defender. Aos 11min40seg, Fernandão recebeu na área e tocou para Wellington chutar próximo ao canto do gol adversário. Fernandão, por sinal, foi mais uma vez destaque, desta vez como centroavante. Ele fez um excelente trabalho de pivô, protegendo a bola, dando assistências para os outros jogadores e concluindo sempre com muito perigo.


Fernandão marcou dois gols

Aos 23, Sobis entrou na área em velocidade e chutou cruzado, a bola desviou na zaga e foi para fora. Aos 25min30seg, Bidu chutou da intermediária e quase marcou um golaço. Dois minutos depois, Tinga tocou para Fernandão chutar cruzado e adivinhem: Jéffeson mais uma vez salvou o time de Nova Friburgo.

Aos 33, os cariocas ameaçaram com um chute de Sérgio Gomes, que André interceptou em uma ótima defesa. Dois minutos mais tarde, Wellington cruzou, Fernandão ajeitou de cabeça para Sobis concluir forte de voleio e o goleiro defender com segurança. Aos 41min45seg, Tinga ajeitou para Wellington chutar de bico. A bola tocou no zagueiro e foi para escanteio. Na cobrança, Jorge Wagner cobrou bem e Fernandão cabecou com perigo. Aos 42min30seg, Vitor Hugo chutou de fora da área e André agarrou a bola no canto. Aos 44, Sobis roubou a bola e chutou para defesa com os pés de Jefferson.

Na etapa final, o Inter atacou menos, mas com mais eficácia. Aos 3min20seg, Fernandão ajeitou de cabeça para Wellington bater forte por cima. Aos 5, Granja entrou na área e cruzou. A bola desviou no zagueiro e quase saiu um gol contra. Aos 8min30seg, Vítor Hugo puxou Granja e recebeu o segundo cartão amarelo e o cartão vermelho. Um minuto depois, Granja fez uma jogada digna de Valdomiro, nos anos 70: driblou o zagueiro ao lado da área como um ponteiro e cruzou com perfeição para Fernandão cabecear e Jéfferson fazer a primeira defesa salvadora do segundo tempo.


Elder Granja protagonizou jogadas sensacionais

Aos 13min30seg, o técnico Muricy Ramalho partiu de vez para cima dos cariocas, retirando Gavilán e colocando Diego. Aos 14, Jorge Wagner fez jogada sensacional pelo meio ao lançar para Fernandão. O centroavante driblou o goleiro e foi derrubado na área: pênalti bem marcado pelo árbitro. Jefferson reclamou e foi expulso. Aos 17min50seg, Jorge Wagner cobrou bem e fez 1 a 0. Aos 24, Vinícius cruzou e Fernandão cabeceou livre para fora. Aos 28min30seg, Wellington chutou, o goleiro Léo defendeu e Diego chutou para marcar o segundo gol.

O juiz, em novo erro, anulou o gol por impedimento que não existiu. Aos 29, Índio entrou na área e chutou para grande defesa de Léo. Aos 33, Sobis deu lugar a Diogo. Aos 35, um grande susto. Daniel cobrou falta da entrada da área com muito perigo. Um gol carioca naquela altura seria uma injustiça enorme.

 
Nos últimos cinco minutos, o Inter transformou a vitória em goleada. Aos 41, Diogo driblou Daniel e foi derrubado na área: novo pênalti. Jorge Wagner cobrou bem novamente e marcou o seu quinto gol na temporada. Aos 43min50seg, Diogo tocou para Fernandão que entrou na área e chutou forte de pé esquerdo: 3 a 0.

No último lance da partida, o mais belo momento do jogo. Aos 46min, Vinícius lançou para Fernandão. O atacante matou a bola quase sem ângulo e encobriu o goleiro com o pé direito, marcando um golaço (na foto ao lado, Fernandão comemora com Diogo e Diego). Foi o 10º gol do artilheiro colorado na temporada. E foi também o desfecho perfeito para uma noite totalmente colorada . 

 
Internacional (4): André; Índio, Edinho e Vinícius; Elder Granja, Gavilán (Diego), Tinga (Augusto Recife), Wellington e Jorge Wagner; Sobis (Diogo) e Fernandão. Técnico Muricy Ramalho.

Friburguense(0): Jefferson; Sérgio Gomes, Cadão, Tiago Messias e Daniel; Gedeil, Bidu, Marquinhos (Léo) e Vítor Hugo; Robinho e Ziquinha (Éder, Flavinho). Técnico: Antônio Carlos Roy.

Gols: Jorge Wagner (2, I), aos 17min50seg e aos 42min do segundo tempo, Fernandão (2, I), aos 43min50seg e 46min do segundo tempo. Cartões amarelos: Gedeil, Vítor Hugo e Marquinhos (F) e Gavilán (I). Expulsão: Vítor Hugo e Jéfferson (F). Renda: R$ 82.065,00. Público: 14.552 (11.366 pagantes). Arbitragem: Evandro Roman (PR), auxiliado por Marcos Ibañez e André Veras. Local: Estádio


Outras notícias
Loja Virtual