21/08/2011

Inter arranca empate, com um a menos, diante do Flamengo

Descontado pela expulsão de Guiñazu e atrás do marcador, no primeiro tempo, o Internacional demonstrou bravura para arrancar o empate em 2 a 2 contra o Flamengo no Beira-Rio. Índio e Leandro Damião marcaram os gols colorados na partida da 18ª rodada do Brasileirão.

Em um grande jogo, principalmente no segundo tempo, o Inter conseguiu reagir mesmo com um jogador a menos desde o primeiro tempo e empatou em 2 a 2 com o Flamengo na tarde deste domingo no Beira-Rio. Índio e Damião marcaram os gols colorados. Ronaldinho e Jael anotaram para os cariocas. Com o resultado, o Inter foi para 27 pontos, manteve a sétima colocação, e está a quatro pontos da zona de classificação para a Libertadores.


Damião está marcando um golaço para garantir o empate em 2 a 2 contra o Flamengo

Inter com força máxima para a partida

Apesar de estar a três dias da decisão da Recopa, o Inter decidiu não poupar ninguém e foi com força máxima para o confronto com o Flamengo. A novidade em relação ao jogo diante do Botafogo foi a escalação de Tinga na vaga de Andrezinho. Índio voltou da suspensão automática e formou a zaga com Bolívar.

Beira-Rio repleto

A torcida colorada confiante no time compareceu em massa ao Beira-Rio. Foi o maior público no estádio no Brasileirão com mais de 35 mil pessoas empurrando o Inter.

Flamengo ameaça primeiro

O jogo tinha um personagem especial: o meia Ronaldinho Gaúcho, que não enfrentava o Inter desde a final do Mundial Fifa, em 2006. A cada vez que o jogador pegava na bola, a torcida marcava de cima e vaiava muito. Mesmo assim, ele ameaçou e quase marcou um gol cedo. Aos 3min, Elton recuou mal a bola, Ronaldinho entrou na área e tentou encobrir o goleiro, mas a bola foi no travessão. Um susto de largada.

Passado este susto, o jogo passou a ter poucas chances devido à marcação forte dos dois times. O Flamengo apostava na criatividade de Ronaldinho Gaúcho, enquanto o Inter buscava os lances de cruzamentos para os altos atacantes Jô e Leandro Damião.

Cariocas em vantagem

Aos 18min, Ronaldinho deu ótimo passe para Deivid, que entrou na área em velocidade até Muriel surgir também em grande velocidade para abafar a jogada e salvar o Inter. Aos 25min, em uma falta duvidosa marcada pelo juiz de Tinga, Ronaldinho cobrou com categoria no cantinho e abriu o placar para os cariocas.

Inter procura reação

O time colorado buscou reagir forçando principalmente as jogadas com Nei. Aos 37min, D´Alessandro passou por Williams, entrou na área e sofreu carga do volante. O juiz, porém, além de não marcar o pênalti, aplicou o cartão amarelo sobre o meia argentino de maneira rigorosa. Dois minutos depois, D´Alessandro cruzou da direita e Jô, por pouco, não alcançou a bola na pequena área. Foi a melhor chance colorada no primeiro tempo.

Expulsão nos descontos

Aos 43min, Deivid roubou a bola, avançou até a entrada da área e acertou um belo chute. A bola saiu a centímetros do ângulo. Aos 46min, Guiñazu caiu na área e pediu pênalti. O juiz, de maneira rigorosa com o Inter somente, aplicou o segundo cartão amarelo no volante argentino e deixou o time com um a menos.

Dorival muda o time e encaminha a reação

No intervalo, o técnico Dorival Júnior fez duas mudanças fundamentais para a reação colorada no segundo tempo. Ao invés de recompor o sistema de marcação com um volante na função de Guiñazu, Dorival Júnior optou por atacar. Colocou Dellatorre e Andrezinho nas vagas de Tinga e Jô e colocou o time pra frente.


Time voltou com uma surpreendente reação no segundo tempo

Com um jogador a menos no meio-campo, o Inter teve que buscar mais do que nunca a força de vontade dos jogadores. D´Alessandro, Dellatorre e Andrezinho, quando não tinham a bola, também recuavam para ajudar a marcação, demonstrando espírito de grupo. Damião, da mesma forma, sempre dava combate aos zagueiros, dificultando a saída de bola flamenguista.

Estratégia surpreende o Flamengo

A estratégia deu certo e a equipe chegou ao gol de empate cedo, mesmo com um a menos. Aos 5min, a bola foi cruzada para a área, Damião deu toque genial para Índio, que entrou livre e acertou um chutaço marcando um belo gol. Foi o 28º gol do zagueirão com a camisa colorada. Três minutos depois, o Inter avançou em contra-ataque muito rápido com Andrezinho, que tocou em Damião. O centroavante chuta prensado com a defesa e a bola saiu pra escanteio.

Adversário muda e reage

Com a melhora do Inter, o técnico Vanderlei Luxemburgo fez duas mudanças ao mesmo tempo em busca do controle da partida novamente. Entraram Luiz Felipe e Jael e saíram Luiz Antonio e Botinelli, aos 12min. Quatro minutos depois, Júnior César cruzou da esquerda e Jael chutou no cantinho para deixar os cariocas em vantagem novamente.

Com a vantagem númerica e novamente no placar, o Flamengo avançou no campo do Inter, tocou a bola, usando os laterais, deixando o Inter em dificuldades para encaixar a marcação. Aos 29min, Ronaldinho cruzou da direita para Deivid livre no segundo pau cabecear para fora.

Beira-Rio em êxtase com golaço de Damião

Aos 32min, o Inter chegou ao empate em um dos mais belos gols do ano. Andrezinho deuótimo passe para Dellatorre que ergueu a bola na altura da marca do pênalti e Damião acertou uma bicicleta para marcar um gol antológico. Foi o oitavo gol de Damião no Brasileirão e o 32º na temporada. o Beira-Rio foi à loucura com o lance do melhor centroavante do Brasil.

Jogo lá e cá no finalzinho

Aos 38min, saiu Deivid e entrou Diego Maurício, no Flamengo. O jogo então passou a ser ainda mais emocionante com o Flamengo tentando pressionar, enquanto o Inter apostava no contra-ataque. Aos 43min, Andrezinho cobrou falta, Felipe soltou a bola e quase a bola sobrou pra o arremate de Damião. Um minuto depois, depois de cruzamento para a área, a bola foi no cantinho, onde Muriel consegui a defesa. Aos 46min, Índio tentou cortar, a bola roçou em seu pé e foi em direção ao gol, mas o goleiro Muriel estava atento e evitou o gol contra. Aos 47min, Andrezinho cobrou falta para a área, e os jogadores colorados pediram pênalti duas vezes: primeiro em falta sobre Índio e depois em toque de mão do defensor do Flamengo. O juiz nada marcou, evitando a chance colorada de buscar o gol da vitória.

Entrevistas

"O jogo estava equilibrado até que a arbitragem errou dando cartão amarelo para o Guiñazu. A partir disso houve uma interferência da arbitragem no resultado do primeiro tempo. Procuramos atacar mais no segundo tempo, mesmo com um jogador a menos, e optamos pela velocidade. Foi uma equipe vibrante, valente e guerreira e procurou o resultado todo o instante", afirmou o técnico Dorival Júnior.

"Conseguimos, mesmo com um jogador a menos, buscar um empate no segundo tempo. Agora é descansar para a grande final de quarta-feira", disse o capitão Bolívar, referindo-se à decisão da Recopa diante do Independiente.

"Empatar em casa geralmente não é bom, mas pelas circunstâncias da partida, atuando com um jogador a menos e estando duas vezes atrás no placar, acabou sendo um bom resultado. O time jogou com muita gana. Os jogadores e a comissão técnica estão de parabéns", avaliou o vice-presidente de Futebol, Luis Anapio Gomes.

"Foi um lance muito rápido, consegui estar bem posicionado para fazer um belo gol. O importante é ajudar a equipe a conseguir resultados. Acho que este e o da Libertadores são os gols mais bonitos da carreira", disse Leandro Damião.

"A gente queria a vitória em casa, mas como o jogo se deu, com um jogador a menos, fizemos um grande jogo. Conseguimos pressionar em alguns momentos", disse D´Alessandro.

"O Dorival foi muito feliz no intervalo colocando o time pra frente, mesmo com um jogador a menos", elogiou Andrezinho.

Ficha técnica

Internacional (2): Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Zé Mário; Elton, Guiñazu, Tinga (Andrezinho) e D´Alessandro; Leandro Damião e Jô (Dellatorre). Técnico: Dorival Júnior.

Flamengo (2): Felipe; Léo Moura, Welinton, Alex Silva e Júnior César; Williams, Luis Antônio (Luiz Felipe), Botinelli (Jael) e Renato; Ronaldinho e Deivid (Diego Maurício). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Gols: Ronaldinho (F), aos 25min do primeiro tempo, Índio (I), aos 5min do segundo tempo, Jael (F), aos 16min do segundo tempo, Leandro Damião (I), aos 32min do segundo tempo.

Arbitragem: Francisco Carlos Nascimento-AL, auxiliado por Roberto Braatz-PR e Erich Bandeira-PE

Cartões amarelos: Guiñazu, D´Alessandro, Nei, Andrezinho (I), Alex Silva, Ronaldinho, Wellinton, Luiz Felipe, Léo Moura, Júnior César (F). Expulsão: Guiñazu (I).

Público: 34.579 (28.752 pagantes).

Renda: R$ 569.130,00.

Local: Beira-Rio, Porto Alegre.


Outras notícias
Loja Virtual