09/08/2011

Começa a luta pelo bi da Recopa

Por Alexandre Corrêa (texto)
e Alexandre Lops (fotos)
De Avellaneda

De um lado, o clube brasileiro com mais títulos no Exterior nos últimos cinco anos. De outro, o maior vencedor de Copa Libertadores da América com sete conquistas. Este choque de campeões começa nesta quarta-feira, no lendário e mítico Estádio Libertadores de America, em Avellaneda, casa do Independiente. Em jogo a Recopa Sul-Americana, competição que reúne os vencedores da Libertadores (Inter) e Copa Sul-Americana (Independiente) de 2010. O jogo da volta está marcado para o Beira-Rio, dia 24 de agosto.

Bicampeonato x maior número de títulos na Argentina

O Inter já venceu a Recopa em 2007, quando derrotou o Pachuca. Busca então o bicampeonato para se tornar a equipe brasileira com mais títulos desta competição ao lado do São Paulo. O Independiente quer a taça para liderar a corrida argentina pela condição de ser o time com mais conquistas internacionais. Atualmente está empatado com o Boca Juniors.


Equipe treinou no estádio do Independiente na noite desta terça-feira em Avellaneda

Tradição vencedora

Se conquistar a Recopa, o Inter terá alcançado ao menos um título internacional por ano desde 2006. Até agora são Libertadores e Mundial Fifa (2006), Recopa (2007), Copa Dubai e Copa Sul-Americana (2008), Copa Suruga Bank (2009) e Libertadores (2010).

Reconhecimento do gramado

O time colorado realizou o treino de conhecimento do gramado na noite desta terça-feira em Avellaneda. Pode-se observar que o gramado apresenta algumas falhas e que funcionários do Independiente faziam trocas de parte de grama a 24 horas do confronto. Os 19 jogadores orientados pelo técnico Osmar Loss trabalharam conclusões a gol e depois participaram de um recreativo, sob os olhares de dezenas de jornalistas brasileiros e argentinos.


Jô é uma das opções ofensivas para o técnico Osmar Loss na partida em Avellaneda

Clima de alçapão

O Estádio Libertadores de America é conhecido por ser uma das arenas de maior pressão de torcedores aos adversários na Argentina. Com partes ainda em reformas e em ampliação, o estádio do Independiente comporta cerca de 40 mil torcedores, e a expectativa é de casa cheia para o jogo desta quarta-feira. O time de Avellaneda é conhecido como o Rey de Copa ou os Diabos Rojos. A torcida atrás dos gols costuma se pendurar em alambrados de cerca de cinco metros e fazer muita pressão.

Rivalidade frente a frente

O maior rival do Independiente é o Racing, também de Avellaneda, cidade da Grande Buenos Aires. Curiosamente os estádios dos dois times são separados por apenas 500 metros. O Libertadores de America fica de frente para o El Cilindro, do Racing.

A estrela D´Alessandro

O meia colorado D´Alessandro deverá receber as principais atenções do adversário, da torcida e da imprensa na noite desta quarta-feira. Desde que pisou em Buenos Aires, foi o mais procurado por torcedores e jornalistas. D´Ale, que teve passagem brilhante pelo River Plate e San Lorenzo, deixou muita saudade dos torcedores locais.


D´Alessandro é o jogador colorado mais procurado pelos torcedores e jornalistas argentinos

Projeção de time

O técnico Osmar Loss terá as voltas de Tinga e Kléber em relação à ultima partida, domingo passado, diante do Cruzeiro. Dessa forma, o time poderá ter Muriel; Nei, Bolívar, ìndio e Kléber; Wilson Mathias, Elton, Tinga, Andrezinho e D´Alessandro; Leandro Damião. Também integram a delegação Renan, Rodrigo Moledo, Fabrício, Glaydson, Marquinhos, Dellatorre, João Paulo e Jô.


Tinga é garantia de qualidade e experiência no meio-campo do time colorado

Osmar Loss atento ao adversário

O técnico Osmar Loss já recolheu todas as informações sobre o Independiente. Segundo o noticiário local, a principal dúvida do time argentino é a presença do atacante Parra, maior goleador da equipe, que tem um problema muscular e fará teste antes do jogo para saber se tem condições.

Torcida colorada em massa

Os torcedores colorados deverão estar em cerca de 2 mil pessoas no estádio empurrando o time. Os argentinos lembram até hoje da invasão de colorados nos jogos contra o Boca Juniors, em 2004 e 2005, quando cerca de 4 mil colorados em cada jogo apoiaram o Inter na Bombonera. Segundo eles, foi a maior invasão de torcedores de um time brasileiro na história do futebol argentino.

Transmissão colorada

O jogo terá transmissão pela Rádio Inter e acompanhamento online do site do Clube. Pela televisão, RBS TV e ESPN Brasil devem transmitir o jogo ao vivo.


Outras notícias
Loja Virtual