16/03/2005

EMPATE COM GOLS EM NOVA FRIBURGO: 1 A 1

O Internacional empatou em 1 a 1 com o Friburguense, em Nova Friburgo (RJ), na primeira partida da segunda fase da Copa do Brasil, na noite desta quarta-feira. Com o resultado, o time colorado pode empatar em 0 a 0, no jogo de volta, no dia 6 de abril, para alcançar a próxima fase da competição. Marquinhos marcou para o time da casa, no primeiro tempo. Tinga (foto/arquivo) empatou para o Inter, na etapa final. Foi o quarto gol de Tinga no ano, o segundo na Copa do Brasil. Ele é o goleador da equipe ao lado de Fernandão na temporada.

O jogo

Sem poder contar com Diego, Souza e Granja, lesionados, e Índio, suspenso, o técnico Muricy Ramalho escalou Bolívar na ala direita, Sangaletti como líbero e Rafael Sobis e Rodrigo Paulista no ataque.  O primeiro tempo foi equilibrado. O Friburguense marcou primeiro, mas o Inter perdeu algumas boas chances. A velocidade do jogo foi alta nos minutos iniciais. O time fluminense buscava as jogadas para o centroavante Sharley, pelo meio, enquanto o Inter saía pelas pontas com os rápidos Sobis e Paulista.

Aos 6min30seg, Sobis chutou da intermediária e quase surpreendeu o goleiro. A bola passou ao lado do gol. Aos 10, o lateral Flavinho cobrou falta de longe, buscando surpreender Clemer, já que o campo estava escorregadio. O goleiro colorado conseguiu defender em dois tempos. Um minuto depois, Gavilán ergueu a bola para a área, ninguém conseguiu cortar e ela quase entrou no canto de Jéferson.

O gol do Friburguense surgiu em uma jogada pelo meio, aos 11min30seg. A bola foi lançada para Sharley, que deixou passar para Abedi. O meia entrou em velocidade e dividiu a bola com o goleiro Clemer. No rebote, Marquinhos tocou para o gol vazio: 1 a 0. O Inter sentiu um pouco o gol sofrido e só foi ameaçar aos 25, quando Bolívar recebeu lançamento na área e concluiu por cima da goleira.

O time colorado melhorou a partir dos 30 minutos. Aos 31, Sobis passou por um zagueiro e chutou rasteiro para defesa de Jéferson. Os cariocas responderam com um chute cruzado de Sharley defendido por Clemer um minuto depois. Aos 33, Sobis protegeu bem a bola na área e rolou para Jorge Wagner chutar de pé direito no alto para defesa do goleiro. Dois minutos depois Tinga passou para Sobis concluir forte de pé esquerdo para nova defesa de Jéferson. Aos 40, Paulista pegou rebote na entrada da área e bateu para fora, na última chance do primeiro tempo.

Para a segunda etapa, o Inter persistiu na busca do empate. Aos nove, Fernandão encontrou Sangaletti na área, que chutou por cima. A partir dos 10 minutos, o Friburguense passou a ameaçar mais. Aos 13, Marquinhos cobrou falta e Clemer afastou a bola de soco. No rebote, Abedi concluiu de primeira para fora. Aos 16min30seg, Ziquinha cabeceou e Jorge Wagner salvou na pequena área. Aos 22, Muricy retirou Paulista e promoveu a estréia entre os profissionais de Léo Gamalho, centroavante gaúcho que veio do River Plate para os juniores no ano passado. Léo teve boas jogadas, demonstrando muita força nas arrancadas e nos duelos de corpo com os zagueiros.

Aos 28, Jorge Wagner cobrou falta e Fernandão cabeceou por cima, com muito perigo. O Inter passou a pressionar mais até que, aos 34, Fernandão tocou para Tinga, que devolveu para Fernandão, que mais uma vez passou para Tinga. O volante entrou na área e chutou no canto: 1 a 1, em uma linda jogada. Em seguida, entrou Diogo e saiu Rafael Sobis. Aos 36, Fernandão fez grande jogada, partindo da intermediária do Inter até a entrada da área do Friburguense e concluindo para fora. Dois minutos depois, Gavilán arrematou de pé esquerdo no canto para grande defesa de Jéferson. Aos 47min30seg, Diogo, em chute de fora da área por cima, criou a última jogada de perigo na partida.

Depois do jogo, Fernandão elogiou a inteligência de Tinga no lance do gol: ?Jogar com jogador inteligente é muito fácil.? Fernandão e Tinga, aliás, são os goleadores do time na temporada com quatro gols cada. Enquanto Fernandão marcou três gols no Gauchão e um na Copa do Brasil, o volante anotou dois no campeonato estadual e dois na competição nacional. ?A gente fica contente porque o Tinga se enquadrou bem no time?, festejou o técnico Muricy Ramalho.

Friburguense (1): Jéferson; Sérgio Gomes, Cadão, Tiago Messias e Flavinho; Gedeil, Bidu, Marquinhos (Vitor Hugo) e Abedi (Éder); Ziquinha e Sharley (Paulinho). Técnico: Antônio Carlos Roy.

Internacional (1): Clemer; Wilson, Sangaletti e Edinho; Bolívar, Gavilán, Tinga, Fernandão e Jorge Wagner; Rafael Sobis (Diogo) e Paulista (Léo Gamalho). Técnico: Muricy Ramalho.

Gols: Marquinhos (F), aos 11min30seg do primeiro tempo, Tinga (I), aos 34min do segundo tempo. Cartões amarelos: Jorge Wagner, Edinho (I), Gedeil e Cadão (F). Renda: R$ 27.015,00. Público: 2.608 pagantes. Arbitragem: Enéas de Aguiar (MG), auxiliado por Avelino Pimentel (RJ) e Ronaldo Kenupp (RJ). Local: Estádio Eduardo Guinle, em Nova Friburgo (RJ).


Outras notícias
Loja Virtual