09/03/2003

DIEGO: O CRAQUE DA TARDE COLORADA

Jovem talento colorado desequilibrou o Gre-Nal

   Foi lindo de ver. A bela tarde de sol que iluminou a fiel e numerosa torcida colorada no Beira-Rio serviu de moldura para os dribles desconcertantes de Diego. O jovem de 17 anos não se intimidou com a responsabilidade de jogar o maior clássico do futebol gaúcho e desequilibrou a partida. Logo no início do jogo percebia-se que a tarde seria dele. Com dribles fáceis, ele foi desenhando a sua grande atuação, que conquistou a admiração de todos os apaixonados pelo bom futebol.  Jogando na posição que ele gosta, a de atacante, o camisa 7 colorado buscou o jogo e chegou finalizando, exatamente como Muricy Ramalho havia pedido: "O professor pediu dois toques quando eu estivesse buscando o jogo. Na frente, era para eu ir para cima da zaga", conta um sorridente Diego ao final do jogo. Só faltou o seu gol, que quase saiu aos 15 minutos do segundo tempo, quando ele invadiu a área e chutou fraco no canto do goleiro Danrlei. "Eu achei que o Danrlei ía ficar de pé, mas ele se atirou e pegou a bola", explica o atacante. Aos 18 minutos do segundo tempo, Diego saiu de campo sentindo cãibras e ouvindo seu nome ser exclamado pela torcida colorada, que há tempos já o adotou como o novo ídolo da nação vermelha. 


Outras notícias
Loja Virtual