02/03/2011

Coletivo e muita cobrança

O Internacional realizou na tarde desta quarta-feira um coletivo no gramado principal do Beira-Rio. O técnico Celso Roth utilizou o mesmo time do treino de terça, com Oscar no meio-campo. No time reserva, teve novidade. O volante Augusto entrou no lugar de Milton Júnior. Foram quase duas horas de treino.

Time de amarelo: Lauro; Nei, Índio, Sorondo e Kleber; Wilson Matias, Bolatti, Guiñazu, Oscar e Zé Roberto; Leandro Damião.

Time de vermelho: Renan; Daniel, Rodrigo, Juan e Massari; Glaydson, Augusto, Tinga e Andrezinho; Cavenaghi e Alecsandro.

A ideia foi trabalhar a pressão na saída de bola adversária e cobrar dos jogadores a chegada firme, atrapalhando o domínio do oponente. Os atletas cumpriram bem a orientação. O coletivo foi altamente disputado, motivo pelo qual ganhou elogios do treinador colorado ao seu término.

Kleber acredita na evolução

O lateral Kleber avaliou o intervalo para treinamentos e projetou quando a equipe estará no seu ápice físico e técnico. "Tem muita coisa para acontecer ainda. Ninguém está no ideal da forma física e este período é importante para isso, além de corrigir os defeitos da equipe também", comentou. Sobre a braçadeira de capitão, o jogador diz estar tranquilo e quer passá-la para Bolívar, assim que o zagueiro voltar de lesão. "Acho que todos no grupo sabem a responsabilidade de jogar em um clube como o Inter. Creio que cada um que está aqui hoje tem condições de ser capitão. Mas claro que o Bolívar é a nossa liderança", concluiu Kleber.

Dois turnos nesta quinta

O grupo colorado retorna nesta quinta-feira para um treinamento em dois turnos. Pela manhã, os trabalhos iniciam às 9h. À tarde, às 16h.


Zé Roberto escapa da marcação de Glaydson


Outras notícias
Loja Virtual