22/02/2011

Vice-presidente de futebol dá entrevista esclarecedora

Para esclarecer certos assuntos que estão sendo debatidos pela imprensa, o vice-presidente de futebol do Inter, Roberto Siegmann, concedeu uma entrevista ao site do Inter. Confira abaixo:

Qual é o papel da torcida neste jogo de quarta-feira?

Fundamental. A vontade dos jogadores é indiscutivelmente a de vencer. Para isso, nós precisamos essencialmente da torcida. Em Guayaquil, testemunhei um forte apoio dos torcedores do Emelec do primeiro ao último minuto. Libertadores é luta e, para isso, é indispensável a união da torcida com a equipe.

O que o senhor tem a declarar sobre uma suposta notícia de demissão de Celso Roth?

Não consigo entender de que fonte partiu esta notícia. Às vésperas de um jogo importante, é prejudicial qualquer iniciativa tendente de levar intranquilidade ao vestiário. Já disse e agora repito: o Celso (Roth) é um bom treinador, vitorioso, bicampeão da América pelo Inter, que trabalha muito e tem o vestiário sob controle absoluto.

Posso assegurar que não há fundo de verdade nesta especulação. Desde o momento em que assumi o Internacional, não mantive contato com qualquer profissional visando à substituição da comissão técnica. A mudança de rumo na disputa do Gauchão não tem qualquer ligação com o trabalho desenvolvido na equipe principal. Tenho muita confiança no desempenho e no resultado de amanhã (quarta-feira) e posso garantir que a minha avaliação não permite qualquer possibilidade de troca de treinador.

Como fica agora a participação no Gauchão?

Adotei uma medida simplificadora: um único time e uma única comissão técnica. Alguns jogadores foram imediatamente incorporados ao time principal e as dispensas foram decorrentes de situações contratuais e de uma avaliação técnica realizada por todos os profissionais que trabalham no futebol do Internacional.


Outras notícias
Loja Virtual