22/01/2011

Gauchão: Inter vence o Santa Cruz

Mesmo com um a menos, o Internacional garantiu três pontos pela Taça Piratini (1º turno do Gauchão) nesta tarde de sábado. O time de Enderson Moreira venceu o Santa Cruz por 1 a 0 no Beira-Rio, pela terceira rodada da competição. Ricardo Goulart foi o nome do gol que deu a vitória.

O Inter agora soma seis pontos no Grupo 1 e dorme como líder da chave. O grupo, a partir deste momento, foca todas as forças no próximo desafio. A delegação embarca na terça-feira a Santa Maria, onde, na quarta, encara o Inter-SM.


Guto em ação no jogo desta tarde de sábado: Inter somou mais três pontos

O jogo

O terceiro jogo do Inter no Gauchão começou disputado. As equipes buscaram tomar a iniciativa, mas a forte marcação de ambas impediu isso. O primeiro lance foi do adversário. Maico Gaúcho lançou Cecéu, que fechava rumo ao gol colorado. Muriel foi obrigado a abandonar a meta e afastar o perigo.

Aos poucos, o Inter inverteu o panorama do confronto. Utilizando os lados do campo, o time de técnico Enderson Moreira chegou a sua primeira finalização. Massari, aos 18min, alçou a bola na área e Wagner Libano desviou de cabeça para defesa de Rodrigo.

Ação e reação

Mas o jogo seguia difícil. O Santa Cruz teve um lance forte aos 21min. Cecéu recebeu passe na área, foi até a linha de fundo e cruzou. Rodrigo Moledo chegou antes de Cristiano e cortou para escanteio.

Aos 23min, o Inter deu a resposta. Wagner Libano conseguiu boa jogada pela esquerda e cruzou. O centroavante Guto subiu mais alto que todo mundo e cutucou de cabeça. O goleiro Rodrigo segurou firme. Em outro lance, aos 28, Daniel cruzou e Ricardo Goulart concluiu de cabeça por cima do gol.

Aberto o placar!

Mas a partida precisava de um toque de classe e ele veio com o lateral Massari. O camisa 6 do Inter cruzou, aos 38min, na medida para Ricardo Goulart, que fuzilou de cabeça. A bola passou entre as pernas do goleiro Rodrigo, 1 a 0! A vantagem no marcador foi o trunfo levado pela equipe colorada ao vestiário no primeiro tempo.

Etapa final

O segundo tempo foi de intensa movimentação. O Inter logo teve a primeira finalização. Aos 4min, Massari arriscou de longe e a bola saiu pela linha de fundo. Mas aquilo que parecia um domínio de jogo transformou-se em uma nova situação complicada para o Inter. Aos 8min, Cecéu partiu para o ataque, ingressou na área e o próprio Massari acabou derrubando o jogador do Santa Cruz. O árbitro deu cartão vermelho para o lateral.

Adversário cresce

O time de Paulo Porto começou a agredir a zaga do Internacional. Aos 18min, Emerson Bala bateu cruzado de fora da área e a bola passou à esquerda de Muriel. A equipe colorada se segurou bem e, por vezes, construiu boas jogadas. Aos 23min, Guto cobrou falta próxima à área e Rodrigo espalmou pela linha de fundo.

Após o escanteio, aos 29min, Muriel não segurou a bola e Maico Gaúcho finalizou. No rebote, Luiz Henrique escorou de cabeça, mas Natan, em cima da linha, evitou o empate do Santa Cruz. Aos 36, Cecéu invadiu a área e fez um cruzamento rasteiro. Osmar finalizou para o gol e Mineiro, debaixo das traves, tirou o perigo.

Três pontos importantes

O Santa Cruz assustou, mas a zaga colorada evitou a chance de empate dos visitantes. O time garantiu os três pontos e chegou aos seis no Grupo 1. Os mais de três mil torcedores colorado aplaudiram a bravura dos jogadores.

"Acredito que a determinação do grupo foi fundamental. Gauchão é isso, superação. Vale a sequência de resultados positivos. Eu tenho confiança neste grupo que, com certeza, irá crescer", comentou o vice de futebol, Roberto Siegmann.

"O jogo foi difícil, mas mostramos maturidade depois de estar com um jogador a menos, o que é muito importante neste início de temporada", concluiu Muriel.

"Estou muito feliz em ter feito o gol e ter ajudado a minha equipe, vamos em busca de melhorar ainda mais", falou Ricardo Goulart.

"O professor dá total liberdade para avançarmos e fazer o cruzamento. Assim conseguimos o gol hoje", disse Daniel.

Inter (1): Muriel; Daniel, Rodrigo Moledo, Ronaldo Alves e Massari; Juliano, Augusto, Wagner Libano (Mineiro), Marquinhos (Marinho) e Ricardo Goulart (Natan); Guto. Técnico: Enderson Moreira.

Santa Cruz (0): Rodrigo; Régis (Paulinho Pedalada), Valdemar, Luiz Henrique e Vinícius; Xipote, Vainer (Emerson Bala), Alejandro e Maico Gaúcho; Cecéu e Cristiano (Osmar). Técnico: Paulo Porto.

Gol: Ricardo Goulart (I), aos 38min do primeiro tempo.

Arbitragem: Jean Pierre Gonçalves Dias, auxiliado por Marcelo Barison e José Inácio de Souza.

Cartões amarelos: Régis (S) e Xipote (S). Expulsão: Massari (I).

Local: Beira-Rio, Porto Alegre.

Público: 3.297 (2.323 pagantes) / Renda: 29.550,00


Outras notícias
Loja Virtual