09/12/2010

Mundial: Inter em solo árabe

Por Felipe Silveira (texto) e Alexandre Lops (fotos)
Enviados a Abu Dhabi/Emirados Árabes

Após uma longa viagem de quase 24 horas, o Inter passa a viver a partir de agora uma rotina que irá durar 10 dias nos Emirados Árabes. Após um voo fretado histórico desde a capital gaúcha, a delegação desembarcou em Abu Dhabi por volta das 15h30 do horário local (seis a mais do que o de Brasília) desta quinta-feira, dia 9 de dezembro.


Jogadores no momento do desembarque nos Emirados Árabes

O trajeto até o Hotel Rotana Beach, onde o Inter ficará hospedado, foi feito de ônibus e durou cerca de 45 minutos. Logo na chegada, os jogadores almoçaram e foram para os quartos repousar. Um treino físico, para recuperar o grupo do desgaste da longa viagem, está programado para esta noite.

Viagem em duas etapas

Antes de desembarcar em Abu Dhabi, o Inter fez uma escala em Lagos, cidade localizada no litoral da Nigéria, onde o avião foi reabastecido e a tripulação substituída. A primeira etapa da viagem, que cruzou o Oceano Atlântico, durou cerca de oito horas e foi absolutamente tranquila. Nenhuma turbulência foi enfrentada pelo Air Bus A-330. Alguns jogadores dormiram em parte do voo, enquanto que outros assistiram aos filmes Invictus e Nas Nuvens. Jogos eletrônicos também foram recursos utilizados para driblar a monotonia.


Rafael Sobis conversa com personalidades presentes no voo charter

Em Lagos, o avião ficou em terra por quatro horas, bem mais do que o previsto inicialmente, em virtude de uma falta de sincronia nos serviços de reabastecimento de combustível, água e comida. Ao invés de todos serem feitos em uma única vez, acabaram sendo realizados de forma separada, tornando tudo mais demorado. Ninguém podia desembarcar, então a maioria dos passageiros ficou em pé nos corredores conversando para passar o tempo. A boa notícia após a espera é que o plano de voo foi refeito, diminuindo em duas horas o trajeto até os Emirados Árabes.

Às 5h20 do horário nigeriano (2h20 do Brasil), o Inter deu início à segunda metade da viagem. Para tentar se adequar ao novo fuso horário, grande parte da delegação optou por dormir. Assim como foi na primeira etapa, o voo transcorreu sem problemas até o destino final.


Perspectiva da janela do avião do deserto árabe

Enfim, em Abu Dhabi!

Sob sol forte, a delegação colorada aterrissou no aeroporto de Abu Dhabi às 15h30 do horário local (9h30 do Brasil). Aplausos e muita vibração da torcida sucederam o toque dos pneus da aeronave no solo árabe. Já no desembarque, a comitiva do Inter e os repórteres puderam perceber a maneira rígida como a segurança local é aplicada. Não foram permitidas fotos nem filmagens dos jogadores desembarcando na pista de pouso.

Todos os integrantes da delegação foram conduzidos até um requintado salão, em uma área contígua ao aeroporto, onde todos tiveram que passar por uma raio-x antes de embarcarem no ônibus. “Eles têm uma preocupação muito grande com ações terroristas, por isso tudo é tão rígido”, explicou o representante da FIFA para questões administrativas, Frederico Nantes.


Grupo colorado chega ao hotel Rotana Beach

No trajeto até o hotel, localizado em Rotana Beach, zona comercial da cidade, foi possível observar um pouco da paisagem local, marcada por edificações modernas e grandiosas. Este será o cenário dos próximos dias na vida do Inter. A estreia no Mundial está marcada para o dia 14, contra Pachuca, do México, ou MP Mazembe, do Congo.


Outras notícias
Loja Virtual