07/01/2005

DISCURSO DE POSSE DO PRESIDENTE FERNANDO CARVALHO

"O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis".
Fernando Pessoa

Na passagem citada estão estabelecidos os exatos contornos do conteúdo da manifestação que desejo fazer aos presentes.

Este momento, de festa e de solenidade, tem um expressivo significado para o SPORT CLUB INTERNACIONAL e, singularmente, para mim e tenho certeza para o Arthur e para o Mário Sérgio: a continuidade com crescimento, idéia sufragada nas urnas pelo maior colégio eleitoral de associados de um clube brasileiro, consagra um ideal desenhado há exatos três anos, quando acenávamos, como meio, com a pacificação interna, a inclusão agregadora e propositiva, e como fim, o futebol, objetivo e razão da nossa existência.

Desde então, ressalvado o necessário e saudável confronto de idéias, outros são os ares respirados no Internacional; sente-se uma maior participação de todas as suas forças representativas; há uma resposta melhor e mais vibrante do torcedor e do associado; o Clube resgatou história, modernizou-se, embelezou-se, consolidou crescimento, respeito, reconhecimento e grandeza.

As categorias de base - Celeiro de Ases - possibilitaram o enriquecimento técnico para a recuperação da hegemonia regional para a manutenção do desempenho nacional, para a reconquista do espaço internacional, fornecendo o oxigênio imprescindível à saúde financeira do Clube, prometendo revelações futuras, sem que sofra solução de continuidade esse ciclo indispensável à vida da Instituição.

Há muito não vivíamos um início de ano tão promissor, na medida em que, preservada a Comissão Técnica, mantidos os principais atletas, renovados os ajustes mais importantes, novos e categorizados valores foram trazidos, na demonstração de que efetivo, cauteloso e adequado planejamento vem sendo cumprido.

Os projetos de atualização e de alteração do patrimônio; de aproveitamento e incremento da marca; de qualificação administrativa; a busca incessante de equilíbrio entre receita e despesa, tudo com as imprescindíveis alterações de rumo que as exigências da rotina exigem.

Vejo-me a prestar contas. Mas o que é gerir e dar continuidade, por vontade dos associados, à administração do Clube, se não houver a correta prestação de contas aos que, legitimamente, outorgaram, ao Dallegrave, ao Mário Sérgio e a mim, a confiança para velar pelos destinos do Internacional?

Apesar de presidencialista o regime, nada teria sido alcançado até aqui, não fosse o empenho, a força, o compromisso, a dedicação, o preparo e o destemor de uma equipe inigualável, a qual me gabo de estar comigo desde o primeiro dia, e que vem sendo reforçada ao longo do trajeto, com preciosos acréscimos, nela figurando, destacados funcionários, importantes Conselheiros e Dirigentes, e, também, valorosos atletas.

É hora de agradecer. E faço em nome dos três empossados, homenageando cada um dos grupos citados, na pessoa de um representante, certo de que assim procedendo, atendo o objetivo de alcançar a todos sem cometer falhas e, singularizando condutas, dar relevância, com as virtudes dos nominados, ao comportamento coletivo de uma plêiade de Colorados inolvidáveis.

Ao falar dos funcionários, exalto a eficiência, a polivalência, a desinteressada entrega ao trabalho, a humildade do roupeiro Gentil Passos, que há mais de 30 anos é figura fundamental no vestiário colorado.

A discrição, a lealdade, o despreendimento, o profissionalismo no trato dos assuntos do Clube, a fidelidade e a parceria responsável que qualificam o Secretário Geral Cláudio Bonatto, são as características que resumem o grupo de Conselheiros  e dirigentes.

É na, história, na juventude experiente do Paulo Francisco Paz, Chiquinho que vamos encontrar as qualidades desejadas para o atleta que veste a camisa rubra: superação, espírito vencedor, capacidade de enfrentar qualquer desafio, equilíbrio, força, técnica, compreensão e integração com a equipe.

Gentil, Bonatto e Chiquinho - funcionários, dirigentes e atletas - são os destinatários daquele memorável percentual de 85% dos votos que confiaram e reconduziram a nossa gestão.

Esse contexto aumenta nossa responsabilidade, torna mais viva e concreta nossa expectativa no futuro próximo e nos estimula a dizer: acreditem! Mantenham os olhos fixos no horizonte, porque a força da nossa unidade; a intensidade da nossa participação e o grau do nosso comprometimento com o INTERNACIONAL, trará a recompensa da vitória!

Retomo, para fixar, o pensamento de Pessoa:

"O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis".

Muito obrigado.

Fernando Chagas Carvalho Neto


Outras notícias
Loja Virtual