18/04/2010

Os destaques colorados da conquista

Um time de guerreiros

Sair perdendo por 2 a 0 em casa e conseguir a virada é para poucos. Pois o time de guerreiros colorados foi pura raça em busca dos três gols da virada e, por conseqüência, a conquista da Taça Fábio Koff. A equipe lutou os 90 minutos e nunca arrefeceu, mesmo diante das dificuldades impostas pelo Pelotas, que nesta temporada não havia perdido em Porto Alegre, conseguindo dois empates diante do Inter e São José e uma vitória sobre o Grêmio. Pois o Inter chegou lá. Derrubou a brava equipe da Zona Sul do Estado e avançou para as finais do Gauchão.


Guerreiros colorados mostraram força de reação neste domingo no Beira-Rio

Mudança no vestiário foi fundamental

O Inter jogava bem e dominava o primeiro tempo, quando sofreu o primeiro gol, em um contra-ataque. Em seguida, veio o segundo golpe em novo gol do Pelotas, deixando a decisão dramática. O gol de Bolívar no finalzinho do primeiro tempo deu um novo ânimo para o Inter. Mas a grande mudança veio no vestiário mesmo, durante o intervalo. O técnico Jorge Fossati passou Kleber para o meio-campo para ajudar Sandro na marcação e na saída de jogo. Fabiano Eller foi liberado para buscar as jogadas pela esquerda. Depois, Fossati arriscou deixando o time com três atacantes para abrir a fechada defesa pelotense. Deu certo.

Banco foi decisivo

As modificações durante o segundo tempo também foram fundamentais. Walter incendiou o jogo e deu mais poder ofensivo. Edu marcou o segundo gol em um lance de garra, depois de escanteio, e D´Alessandro foi o nome do jogo, dando o passe para um gol e marcando o gol da virada.

D´Alessandro entra e decide

O meia argentino mostrou mais uma vez que é jogador de decisão. A sua entrada no segundo tempo foi a peça-chave para a virada colorada. O argentino cobrou o escanteio que originou o segundo gol e marcou o seu gol, acertando um chute de primeira na entrada da área, depois de rebote do goleiro Jonatas. Na comemoração, D´Ale aponto para o seu número 10, como a que dizer “O 10 decide”. E decide mesmo.


D'Alessandro sai para vibrar com a torcida o gol que deu o título da Taça Fábio Koff

Bolívar, de grande atuação

O zagueiro Bolívar foi um dos pilares da  marcação colorada na partida. Marcou bem, conseguiu desarmar várias iniciativas do Pelotas, mas também foi importante também no ataque. O zagueirão marcou um belo gol, em um chute de primeira, depois de escanteio, para deixar o Inter vivo na partida.

Edu, na raça

O jogo estava complicado, a defesa do Pelotas marcava bem e deixava poucos espaços. A única alternativa parecia ser a bola parada. E em uma cobrança de escanteio, Edu se tornou um dos heróis da decisão. Ele se jogou, de carrinho, na bola e marcou o seu gol mais importante com a camisa do Inter, até agora.


Edu agradece aos céus pelo seu gol de empate contra o Pelotas

Torcida empurra o time

O Inter perdia por 2 a 1 e estava difícil de chegar ao empate. A torcida, sentindo isso, tratou de empurrar a equipe para a virada. Com seu apoio, transformou o Beira-Rio em um caldeirão e mais uma vez deu prova de ser a maior e melhor torcida do Rio Grande. Um show.


'Bem-Vindos ao Inferno' dizia a faixa exposta na torcida colorada que novamente mostrou apoio incondicional

Dois domingos de Gre-Nais

Agora, o Gauchão será decidido em dois Gre-Nais. O primeiro será no Beira-Rio, no próximo domingo, e a decisão será no Olímpico, dia 2 de maio. A luta pelo tricampeonato gaúcho para o Inter passará então pelos dois clássicos.

Regulamento das finais

O regulamento das finais é como se fosse Copa do Brasil. Gol fora de casa é critério de desempate. Se houver igualdade no final dos dois jogos, haverá prorrogação e pênaltis.

Inter, o único time brasileiro da Libertadores que está nas finais do Estadual

Dos cinco times brasileiros que estão na Libertadores, apenas o Inter está decidindo o campeonato regional. O São Paulo e o Corinthians já foram eliminados do Paulistão. O mesmo destino teve o Cruzeiro, no Mineiro. Já o Flamengo deixou o título passado neste domingo ao perder para o Botafogo.

Agora é tudo Libertadores

Depois da conquista da Taça Fábio Koff, o Inter agora tem toda a sua atenção voltara para o jogo decisivo diante do Deportivo Quito, na quinta-feira, no Beira-Rio, que vale classificação para as oitavas-de-final da Libertadores. O Inter precisa vencer para ficar com a primeira colocação do Grupo 5. É hora de a torcida lotar o Gigante mais uma vez e empurrar o time para a vitória.


Outras notícias
Loja Virtual