22/02/2010

Bolívar e Guiñazu dão a receita da vitória

Não bastasse a motivação natural destes jogadores, ambos contam com a experiência em busca da conquista continental. Bolívar e Guiñazu são dois guerreiros, os principais líderes entre os jogadores. O primeiro é chamado de 'General' pelos torcedores e companheiros, Guiñazu é 'El Cholo Peleador' ou ainda, conforme exibem algumas faixas de torcedores no Beira-Rio, 'Perro Loco'. Alguns adjetivos que caracterizam estes dois que até já foram homenageados com músicas da banda Ataque Colorado.


Guiñazu promete raça na disputa da Libertadores

Bolívar e Guiñazu são dois dos 25 peleadores colorados que irão em busca do bi da América. O zagueiro Bolívar foi campeão pelo Inter em 2006 e lembra que "a qualidade deste grupo e o daquele ano é muito parecida, mas passados quatro anos, temos mais bagagem, com jogadores ainda mais experientes". Já o capitão Guiñazu avisa que os mais jovens têm sido orientados. "Eles sabem que uma competição como esta leva para clubes fortes da Europa, Seleção Brasileira, sabem da importância para ficar na história do Inter, para a história de cada um no futebol".

A raça certamente é um ingrediente que não pode faltar na busca de um título das Américas. "A postura dentro de casa deve ser de uma equipe que vai buscar o gol o tempo todo, de forma aguerrida e inteligente", dá receita o argentino Guiñazu, que jogou uma Libertadores, quando defendeu o Libertad e foi eliminado pelo Inter na semifinal de 2006. Bolívar disse ainda que "para vencer é preciso de vários fatores, como pegada, malandragem e experiência também conta muito".

"Aqui se respira diferente, a gente é feliz em vestir esta camiseta na Libertadores. Temos que mostrar em campo, fazer os três pontos", diz 'Cholo' Guiñazu. "Lealdade, competitividade, jogo duro, tudo isso se ganha jogo. Temos que estar preparados, estamos com muita vontade, muita gana", completa. Assim o Inter, de Guiñazu e Bolívar, inicia a caminhada querendo ao final da competição repetir o gesto de Fernandão em 2006, com as mãos do capitão levantar a taça de campeão.


Outras notícias
Loja Virtual